Como virei putinha aos 18 anos

Bom… meu nome é Vivian, mas meus amigos me chamam de Vivi, tenho atualmente 21 anos, mas minha vida sexual começou apenas aos 18, sou branca, olhos castanhos voltados pro verde e meus cabelos são bem escuros, 1,60 de altura e 57kg, sobre meu corpo… digamos q sou abençoada kkkkk meus peitos são do tamanho q eu julgo perfeitos, grandes pra caber nas mãos de um homem de vdd e lindos, digasse de passagem, e minha bunda faz qualquer 1 ficar babando

Eu comecei a me tocar muito cedo, antes de dormir eu adorava deslizar meus dedos pela minha xotinha, eu delirava com a sensação, e achava q nd no mundo podia ser melhor do q aquilo, mas nunca coloquei os dedos por medo de sla, meus pais descobrirem ou algo assim, acontece q meus pais nunca se importaram muito cmg, então sempre fui muito largada pro mundo, e me achei sozinha com o tempo, e nesse tempo, toda noite me tocando, e mais tarde

Ler maisComo virei putinha aos 18 anos

Comendo a comadre safadinha

Conheci Amanda quando comecei a namorar minha esposa, eram melhores amigas e permanecem assim até hoje, tanto que foi madrinha de nosso casamento e nós dela, e nunca nos distanciamos, somos casais amigos e próximos, Amanda sempre foi muito franzina, era extremamente magra, não tinha muito seios e nem bunda, mas isso foi mudando a partir do casamento e principalmente depois do nascimento da filha dela, da qual inclusive somos padrinhos.
Embora não tenha o tipo físico que me agradava, sempre fui muito curioso, pois como disse, minha esposa e ela eram melhores amigas e confidentes, minha esposa nunca entrou em detalhes, mas sempre deixou a entender que Amanda era muito fogosa, transava várias vezes ao dia quando ficava em casa sozinha com o namorado e gostava de todo jeito, eu entendi que de todas as posições e todas as formas, e sempre ficava imaginando isso.

Ler maisComendo a comadre safadinha

Meu marido nem imagina que cheguei a chorar com o pau do seu Gabriel dentro do meu cuzinho

Olá meu nome é Fernanda. Tenho 26 anos, cabelos loiros, olhos verdes, 1.68m, 60kg, seios médios, cintura fina, quadris largos, bumbum um pouco acima da média, mas não muito grande, alias meu bumbum é a parte do meu corpo que tanto eu como meu marido mais gostamos.

Não sou nenhuma beldade, mas me considero uma mulher bonita, pois sempre cuidei do meu corpo.

Vim aqui porque quero dividir com vocês essa história que aconteceu comigo recentemente

Tudo começou a mais ou menos um ano atrás.

Sou casada há seis anos com Rafael, e só tive um namorado antes dele, na verdade meu marido foi o primeiro homem a quem me entreguei. Hoje temos uma filhinha linda de quatro aninhos.

Ler maisMeu marido nem imagina que cheguei a chorar com o pau do seu Gabriel dentro do meu cuzinho

Vizinha pelada

Ola meu nome é thiago e quero compartilhar com vcs a experiencia que tive hoje 21/12/2019. Depois de muita paciencia e persistencia finalmente vi com claresa a bucetinha da minha vizinha.
Pode parecer que nao é muita coisa. Mas quem é voyer vai entender.a satisfaçao que é ver nitidamente a bucetinha da mulher que ficamos estalkiando. Todas as outras tentativas de ver a buceta da.minha vizinha no decorrer das semanas tinham sido frustradas porque ela troca de roupa muito rapido depois de sair do banho e do algulo que fico so posso ver a bunda redondinha dela e os peitos quando ela abaixa pra.colocar a calcinha. Isso como voyer ja me da muito tesao mas hoje valeu muito apena.. Ela sempre sai do banho as 19:50 ou 20:10 sempre esses horarios, e hoje nao foi diferente. Fui na laje da.minha casa o unico lugar que tenho uma boa visao da janela dela. Olhei e em cima da

Ler maisVizinha pelada

Andri, amiga, proibida

– Coloca uma roupinha bem sexy que daqui a pouco eu tô aí

E foi assim que eu saí do colégio para ir comer a mãe gostosa do amigo do meu pai.

Mas vou contar essa história desde o início…

O ano era 2007, me chamo Carlos, 18 anos, moreno, olhos castanhos, corpo sarado, um pouco acima da média para a idade. A gostosa em questão? Adri, 38 aninhos, uma mulata com tudo no lugar, corpo na medida, gostosa, macia e cheirosa.

Apesar de conhecer essa família desde novo, sempre tive um tesão pela Adri, imaginava ela na porta se espreguiçando todinha só de roupão pra mim, algo casual sabe.

Ler maisAndri, amiga, proibida

Coloquei Tesão de Vaca na Bebida da minha Empregada

Olá tudo bem, meu nome é Artur tenho 18 anos, não sou bonito, nem tenho o corpo forte, nem o pau grande, vou contar o que aconteceu nesses dias aqui em casa, primeiro preciso citar que não me arrependo do que fiz e tô nem aí, pra qualquer opinião, foi realmente deliciosa e logo logo vou fazer dnv
tenho certeza de que você que ler minha história também faria o que fiz, eu consigo comer a mulher dos meus sonhos, não precisei estuprar ela nem fazer nada tão radical. Somente dei a ela tesão de vaca, eu não sei bem o que é isso ou o que tem a ver com medicina, mas a mulher que me vendeu, disse “é só você pingar na bebida de alguém, quando ela beber depois de 15 minutos ela vai querer te dar sentar na sua piroca”

Ler maisColoquei Tesão de Vaca na Bebida da minha Empregada

Um tesão de vizinha

Nada melhor do que ser surpreendido positivamente pela vida, ainda mais quando essa surpresa é relacionada a boa e velha putaria!

Como disse em um conto anterior, me separei a pouco mais de um ano e com isso fui morar em uma nova casa com área compartilhada com outras três moradias e por sorte (e muita!) todos se dão bem! É bem comum nos reunir e em uma dessas formalidades aconteceu o que irei relatar nas próximas linhas!

Havíamos combinado um churrasco somente entre nós, apesar da euforia e de todos combinarem o que levariam ou fariam no dia, eu basicamente falava com apenas uma das vizinhas que chamarei de Sheyla (Que é testemunha das minhas loucuras desde que me mudei pra lá!), enquanto os outros dois vizinhos que estariam presentes, nunca trocava mais do que apenas um “Bom dia!” ou “Olá!” quando nos encontrávamos no meio do caminho!

Ler maisUm tesão de vizinha

Mineirinha vadia!

Se teve uma época da minha pós-separação onde aproveitei mais as oportunidades que o “deus da putaria” me deu, certamente foi no começo desse ano! Resolvi cuidar um pouco mais da aparência física, voltando a treinar pesado na academia (Também como forma de tirar meu Stress do trabalho, que pra variar, estava me consumindo!), renovando meu guarda-roupas e tentando ser um pouco mais sociável (Descobri que realmente não levo jeito pra isso!). No final das contas, acabou dando certo e novas oportunidades e aventuras acabaram aparecendo, entretanto, a protagonista desse conto veio justamente de um contato dos contos que escrevo!

Ler maisMineirinha vadia!