Dando pro amigo e pra prima

Eu sou leitora assídua deste site e já me deliciei com vários contos, mas nunca tive experiências loucas o bastante pra relatar… até ontem. Tenho 21 anos, 1,65 m, 53 kg e me considero atraente, adoro sexo em todas as suas formas, mas como moro no interior de Pernambuco, minhas fantasias ficam restritas aos forasteiros, e como eles passam sempre pouco tempo na cidade, não dá pra colocar todas em prática. Minha história começou quando um, até então, amigo meu me ligou e disse que ia até minha casa à tarde. Ele chegou e começamos a conversar besteira como sempre fazíamos. No meio da tarde chegou uma prima minha, que ele não conhecia, na minha casa eu os apresentei e notei

Ler maisDando pro amigo e pra prima

Iniciado por uma amiga da mamãe

Hoje tenho 30 anos. O fato que passo a narrar, porém, aconteceu quando ainda contava apenas 11 anos.

Éramos, à época, três irmãos. Eu era o mais novo dos três. Como nossas idades não diferiam muito, sempre tomávamos banho juntos, auxiliados por uma amiga da minha mãe. Com o tempo, em virtude dos mais velhos se tornarem pré-adolescentes, apenas eu continuava sob os cuidados da Camila – chamarei assim a amiga da mamãe.

Camila era uma senhora de quase trinta anos. Era casada, mãe de duas garotas lindas, estatura mediana – creio que em torno de 1,67m. Descreverei apenas depois as características do corpo de Camila para não perder o foco cronológico da narrativa porque somente depois é que também comecei a olhar pra ela não como uma amiga da mamãe, mas como uma mulher fogosa e safada!

Ler maisIniciado por uma amiga da mamãe

A sensação de ser corno pela primeira vez

Ola,me chamo Joe,sou branco 1,76 com um dote de 18,minha esposa se chama edilene, é uma morena 1,70 bem definida, 50 anos,e ha um tempinho que eu queria dividi la com um oitri homem ate que rolou.
Convidamos um amigo dela ex colega de trabalho para ir con a gente numa pousada um fim de semana,e la fomos nós. A noite minha esposa ,se produziu toda ,colocou uma lingerie top bem ousada,e entrou no quarto,onde eu e o elio conversávamos.

O Élio ao ve la,ja partiu para o ataque,enlaçou ela nos braços e a beijou,e ai iniciaram aquela pegação gostosa,beija,abraça, apalpa,até que ele a jogou na cama afastou a calcinha para o lado e começou a chupar a bucetinha dela,enquanto eu assistia tudo aquilo com um misto de ciúmes e satisfação, e tesão, meu pau chega latejava de tao duro.enquanto isso a pegação continuava na cama,elio chupando ela e danadinha gostando,gemendo

Ler maisA sensação de ser corno pela primeira vez

Empregada inesquecível

É bastante conhecido o fetiche dos homens por empregadas gostosinhas. Resolvi contar uma de minhas aventuras envolvendo esta personagem dos sonhos masculinos. Eu era estudante, fazia faculdade no Rio de Janeiro. Morava só, ou melhor, dividia as despesas do apartamento com um amigo e, é claro, caíamos sempre na farra. Muita birita, mulheres, alopração.

Já havia sacado uma garota que trabalhava no mesmo prédio: toda ousada nas roupinhas, bonita sem ser espetacular, estatura mediana, cabelos muito negros e longos, corpinho bem feito, seis pequenos, rijos e pontudos como até então não suspeitava. E uma bundinha… redondinha e firme.

Ler maisEmpregada inesquecível

Provocando via zap

Tenho uma amiga há muitos anos. Nos conhecemos pelos idos de 2007, no ambiente de trabalho. Sempre a admirei muito, porém preferi sempre manter a distância e deixar guardado cmgo aquele desejo.

O tempo foi passando e acabamos nos distanciando. Fomos trabalhar em locais diferentes e há muito tempo não a vejo, porém, o desejo por aquela linda mulher sempre esteve presente. Passamos a ter muitos contatos via whatsapp. Começamos a mandar algumas fotos um para o outro que, no princípio, eram poses normais, mas que foram ficando mais sensuais, as quais ficando mais provocantes. Não tenho mais todas as fotos, mas guardo todas na memória pra saciar um pouco do meu desejo por ela.

Ler maisProvocando via zap

Transando na aula de dança

Eu gosto muito de dançar, sempre achei lindo o movimento dos corpos, sejam eles sozinhos ou em dupla, onde deve haver uma sincronia e sintonia muito boa para que saia tudo bem harmonioso e por isso convenci meu namorado a ir fazer aulas de dança de salão comigo, pra termos mais esse encaixe e conexão

As aulas estavam indo bem, evoluindo um pouco a cada semana, íamos nos bailes da escola e tudo super tranquilo e bem divertido

Devido a rotina corrida, eu costumo sair da academia e vou pra dança, e nesse dia eu estava querendo provocar o meu macho, que sabe que eu faço sucesso na academia, então eu cheguei na aula da dança, com um shortinho vermelho que só cobria a minha bunda, deixando toda a perna de fora, sem calcinha, deixando a raba bem marcada e um top com decote e sem sutiã, que marcava os seios de vez em quando, tudo isso pq eu queria dançar com ele e ir falando como os caras da academia estavam me secando mais cedo

Ler maisTransando na aula de dança

Uma novinha no interior parte I

Oiiii, meu nome é Tatiana, mas as pessoas me chamam de Taty, hoje tenho meus 24 aninhos, mas vou contar várias experiências de quando era mais novinha. Sou moreninha, com longos cabelos pretos, com 1,60 de altura, peitinhos pequenos, mas com a ‘raba’ muito grande e arrebitada, estilo indiazinha, e com carinha de safada, isso que todo macho diz pra mim. Dizem que pareço muito uma modelo chamada, Tati Maya, rsrs. Mas deixo na imaginação de vocês. Moro em uma casinha simples, em um lugar com poucas casas, bem no interior mesmo, sou uma garota simples e com pouco contato com a cidade grande. No lugar onde moro, não há muito o que se fazer a não ser andar

Ler maisUma novinha no interior parte I

Homem Trans é obrigado a virar mulher na cama

Oi meu nome é Guto, tenho 29 anos com carinha de 19. Sou um homem trans bem baixinho, tenho corpo de homem, barba rala e uma xota greludinha entre as pernas. No dia a dia pago de macho hetero, do tipo comedor. Mas meu fetiche é dá a buceta pra qualquer um que queira me dominar na cama. Gosto de homem com cara de macho, bem masculino, peludo, alto e forte. Quanto mais viril mais tesão me dá.

Uma vez sai com um cara do Grindr que era exatamente assim, se chamava Márcio. Era um hetero casado, bem conservador e que adorava comer os viadinhos do aplicativo. Começamos a conversar, depois de muito papo marcamos de ir em um motel. Nesse dia eu tava louco pra ser comido até não aguentar mais. Fazia 3 meses que eu não levava rola e já estava subindo pelas paredes. Quando cheguei, ele me tratou com frieza, era bem calado e sério. Ficou me olhando de cueca e disse:

 

Ler maisHomem Trans é obrigado a virar mulher na cama