Uma gostosa me espiando

Isso já aconteceu a algum tempo. Voltava da escola e como ficava sozinho em casa, masturbava o pau o dia todo. Fazia isso com a janela do meu quarto aberta. No segundo ano que masturbava a pica sem parar é que descobri que a vizinha me observava. Era uma gostosa, devia ter uns 30 anos. Ela não olhava diretamente, mas dava pra perceber que ela olhava, principalmente quando a pica esguichava leite. Eu não me importava e continuava.
Isso durou uns meses até que um dia quando voltava da escola ela pediu pra entrar na casa dela. Lá dentro ela falou:
“Você sabe por que te chamei aqui?” Eu disse que sabia, então ela pediu pra ver o pau mais de perto. Tirei a rola e ela disse: “Ele é bem grande mole também. Nesse tempo que te observo, ele já aumentou de tamanho.”

Ler maisUma gostosa me espiando

Foda no consultório médico

Eu e Patricia trabalhamos juntos, começamos nossa relação com conversas descontraídas e amizade, onde evoluiu para uma atração mútua, envolvendo muito tesão, mensagens picantes, sex tape e fodas memoráveis, que só de vir a lembrança na cabeça já dá tesão.
Temos uma relação sem rótulos, pois ambos somos casados.
A Patricia tem 27 anos, 1,65, seios fartos que adoro mamar e uma buceta lisa e cheirosa, que vive sempre bem molhadinha quando está com tesão.
Eu, Rodrigo, tenho 41 anos, 1,77, com um pau grosso e glande grande; Patricia e outras mulheres que já transei já me relataram que tenho a porra suave e adocicada, rsrs.

Ler maisFoda no consultório médico

A Médica Safada e o pauzão

Essa história aconteceu a um bom tempo atrás. Eu voltava da escola e ficava sozinho em casa quase todo o dia. Ficava masturbando o pau o dia inteiro. Tinha uma vizinha que era amiga da família, ela tinha uns 35 anos. Um dia quando punhetava a rola, não sabia que ela estava dentro de casa. Ela passou na frente do meu quarto e a porta estava meio aberta. Deu pra notar que ela olhou bem pro pau. Continuei punhetando e ela passou de novo na frente, quase parou e olhou bastante pro pau.
Mais ou menos um mês depois ela falou comigo:

Ler maisA Médica Safada e o pauzão

Questão de Oportunidade

Recentemente li um conto em que o autor comemorava o fato de ter passado dos sessenta anos e ainda gozar de uma vida sexual saudável, o que também eu considero algo para se não apenas comemorar como se orgulhar; de minha parte embora haja alguns obstáculos que me impedem de aproveitar todas as oportunidades que aparecem, seja porque em teletrabalho tudo fica mais confuso, seja porque a esposa também exercendo suas atividades nessa modalidade cria impedimentos muitos mais eficientes do que se possa imaginar, sempre que surge uma ocasião ou situação que permita um delicioso desfrute eu trato logo de aproveitá-lo, não porque me encontre naquela fase em que “descendo a escada” penso que possa tropeçar de vez!

Ler maisQuestão de Oportunidade

Comendo a Morena com o Marido Olhando

tudo começou quando entrei em um site sexlog .. começei a curtir fotos e conheci uma mulher Renatinha . ficamos amigos falamos muita putaria , ate´que um dia me convidou pra transar eu ela e seu marido . Nunca tinha feito isso mas criei coragem e fui sou do interior de Pernambuco e eles moravam em outra cidade do interior .Marcamos ele foi me buscar na rodoviaria um cara legal moreno baixo um pouco forte com seus 32 anos . Eu tenho uma boa estatura 179 ,82 kl bem cuidado 45 anos na epoca .. Ela meio gordinha 1 80 bunda grande seios fartos , uma mulher simpática , ..confesso que sou muito safado e não fico acanhado com nada .. bbemos umas cervejas dai ele nos deixou s´e eu beijei ela .. e ela começou a me chupar chupava com muita vontade e depois eu comecei a chupar ela ..chupava sua buceta e seu cu e ele só olhando e filmando eu nem liguei .. coloquei aque le rabo enorme e soquei na sua bucetona

Ler maisComendo a Morena com o Marido Olhando

Tentando se libertar

Vou contar uma experiência gostosa porém cheia de sentimentos de culpa por achar ser pecado, sempre foi evangélico e lutando contra o desejo que é BI sento atração por mulher e por homem meu Deus, e conhece um amigo que era gay porém estava lutando para deixar de ser, mas vencer a natureza não e fácil e um dia encontrei ele numa praça ele mi puxou para o banheiro que tinha na praça e foi falando não aguento mais orei fiz muito jejuns mas a vontade não sai arrumei namorada mas não passa e mi agarrou, mi fechou a porta do banheiro, e foi pegando minha rola que tava dura e mi ajuda senhor não quero pecar, aí cai de boca chupando, e logo ficou de costa empinou o rabo eu soquei sem dó ele urrou eu sentindo aquele cuzinho apertado, ele gemia foi bombando até que não aguentei enche o cuzinho dele de porra, sairmos rápido para ninguém nos ver era noite, sabe gente fiquei mau mas hoje creio que

Ler maisTentando se libertar

Namorado da minha amiga

Olá meus amores… Esse conto na verdade é um desabafo… Me chamo Jane, tenho 49 anos sou casada a 20 anos e muito feliz em meu casamento… Porém a alguns meses atrás, conheci um homem que tem me tirado totalmente o juízo… Tudo começou quando reencontrei uma amiga que não via a muito tempo… Marcamos um almoço em sua casa, para podermos se reaproximar novamente e apresentar nossos companheiros, meu marido e seu namorado… Seu namorado Alex, é um rapaz branco , corpo sarado, barbudo e bem simpático… No decorrer do dia estávamos todos bem enturmados e descontraídos, certo momento percebi que Alex piscou pra mim disfarçadamente, porém com jeito malicioso e safado, me senti constrangida, e desconcertada mas achei que eu estava interpretando mau…

Ler maisNamorado da minha amiga

Meu amigo Nerd

Eu me chamo Aline, tenho 34 anos, não sou uma mulher linda, mais sou bem gostosa, tenho a pele bem branca, seios fartos, aureola clarinha, coxa bem grossa, lábios túmidos, cabelos curtos. Sou uma mulher que gosta de estudar, tenho excitação por pessoas inteligentes, tenho um amigo, Jonh, ele é o pacote completo, beleza mais cérebro, tem lábios pequenos, barba grande, uma estatura mediana, usa óculos, tem um olhar nerd, olhar de quem bate punheta jogando Nintendo 64, me dá muito tesão.

Pois, então, num domingo à tarde, dia frio por sinal, ele ligou, perguntou se eu queria olhar um filme, como moro sozinha, estava sem nada de tarefas, disse que podia vir, desde que não fossemos olhar filme de terror. Eu estava carente de piroca nessa data, muitos dias sem sexo, sem namorado, sem nada, antes de Jonh chegar tomei um banho bem gostoso, me masturbei, coloquei uma lingerie bem sexy, um espartilho vinho, que me cai muito bem, e um pijama para não deixar na cara que eu estava louca para transar, até porque nunca tivemos nada e não queria perder sua amizade assim tão fácil.

Ler maisMeu amigo Nerd