Fui encoxada no Metrô

O conto erótico vai ser curtinho, é que hoje lembrei daquele mendigo que ficou famoso recentemente depois de comer a esposa de um homem dentro do carro, lembram? E aí me lembrei de uma situação comigo. Mas antes uma curiosidade, na época que aquela história surgiu muitos cornos de plantão amaram aquilo, mas olha eu, até gostei da história, mas odeio aquele ex-morador de rua, ele é muito chato! Não fui com a cara .. Enfim.

Semana passada estava voltando do trabalho e quem mora em São Paulo sabe como é entrar no metrô na Sé sentido zona leste em horário de pico. Você é literalmente carregada pelas pessoas, mas até então normal, enfrento isso todo dia.

Ler maisFui encoxada no Metrô

Minha esposa e o meu irmão safado

Nos idos de 1962 morava na cidade de São Paulo e moravamos bem no centro e a minha vida era muito corrida e varias vezes passava semanas viajando deixando a minha bela esposa com meus dois filhos sozinha se virando.
A escola deles era bem ao lado,e ficava facil todo dia ela os eixar e tinha conseguido um escola de decoração aonde ela ia toda tarde e o tempo ia passando..
Como ela tinha um belo corpo,morena e super inteligente se virava bem,e o pessoal do condominio eram bem legais a ajudavam sempre que mecessario.
Ela era muito esperta e sabia se virar ao assedio dos machos,e na escola sabiam que ela muitas vezes ficava sozinha,e recebia muitas cantadas.

Ler maisMinha esposa e o meu irmão safado

O primeiro dono do cuzinho de Ylena

Lá estava eu com minha rolona brilhando fazendo um manso vai-e-vem no cuzinho daquela estupenda deusa!! Ylena tinha dezessete aninhos quando foi deflorada inteiramente por mim! Ela era uma mistura de uma mulatona cubana com um bielo-russo. Ylena tinha a pele clara, não tanto quanto o pai, olhos verdes magnificos, cabelos escuros e um corpasso de mulata!! Era a cópia fiel da atriz Veronica Zemanova, sem tirar nem pôr!! Passarei a chamá-la de Lena. Seu anus rosado, parecendo com seus lábios me sugava a rola com avidez. Eu apertava aquelas bandas de musculo gluteos e de vez em quando as separava prá ver minha tora sendo engolida inteiramente pelo cuzinho guloso de Lena, que arfava cada vez que entrava e saía!! Ela virava a cabeça tentando visualizar a sua enrabação!! Eu lhe disse

Ler maisO primeiro dono do cuzinho de Ylena

Fizemos ménage e estou viciado

Olá, tenho 25 anos e minha esposa 24. Desde que estávamos namorando, havíamos comentado o desejo de fazer ménage (Seja homem ou mulher). Sou hétero mas imaginar ela louca de tesão comigo e outro cara me agradava.

Após algumas tentativas de marcar algo, esse desejo foi crescendo e descobri ser um fetiche. Enfim, depois de alguns meses, conseguimos marcar. Ele veio de outra cidade, fica a 1h daqui, marcamos em casa mesmo, é mais tranquilo e seguro. Conversamos bastante antes de marcar algo ao vivo então, sabíamos que era alguém de confiança e “limpo” (sem dsts).

Ler maisFizemos ménage e estou viciado

Brincadeiras entre primas

Eu e Aline nunca fomos boas amigas. Apesar de termos nascido no mesmo dia, sermos primas, termos a mesma idade e estudarmos na mesma sala, nunca nos batemos Até nossos aniversários eram juntos.

Pois bem, crescemos, Aline cada dia mais chata e metida. Saíamos juntas raras vezes. Depois que nos formamos, as coisas melhoraram um pouco e até fui passar uns dias com ela na casa da avó, distante de onde morávamos uns 700km. Foi nessa viagem que algo inusitado aconteceu.

Ainda na ida para lá, conhecemos alguns garotos que tinham o mesmo destino que nós. Por mais estranho que parecesse, eram primos distantes da Aline, que ficou toda afoita e espevitada como era, pôs -se logo a dar em cima de um deles. Augusto. O mais bonito dos quatro e o que eu havia me interessado. Fiquei na minha e não comentei nada.

Ler maisBrincadeiras entre primas

O Coroa me comeu gostoso

Era manhã sábado e uma amiga e eu fomos pro clube pra tomar um sol na piscina. Nunca fui muito fã de sol, então custou bastante pra ela me convencer a ir, mas por fim aceitei ir com ela. Estávamos deitadas na área da piscina de biquini, de bumbum pra cima, tomando sol e bebendo um suco de acerola quando percebemos uns homens mais velhos no auto da varanda do bar que dava pra piscina, nos observando. Eles eram bem mais velhos, por isso não ligamos muito pra eles, mas confesso que era bom saber que estava sendo desejada por aqueles caras.

Ler maisO Coroa me comeu gostoso

Minha esposa e o coroa casado em nosso primeiro cruzeiro

Meu nome é Alessandro e minha esposa se chama Ana Rosa. Tenho 50 anos e ela 49.

Sou moreno, estatura média e com a tal da “charmosa” barriguinha de cerveja. Ela é loira, 72 quilos, coxas grossas, bunda grande e seios volumosos com biquinhos levemente rosados.

Entramos no mundo liberal há cerca de uma década, quando estávamos na faixa dos 40 anos, sendo que Ana desde o início é compartilhada com outros homens, mas ela não aceita me dividir com outra mulher. Por mim, tudo bem. Afinal, sempre tive muito tesão em vê-la com outros.

Ler maisMinha esposa e o coroa casado em nosso primeiro cruzeiro

Submetida pelo patrão do marido III

“ – O que estou fazendo!? Meu deus, estou agindo como uma rampeira! Não acredito que estou chupando um colega de trabalho de meu marido e ele está quase gozando na minha boca! E a iniciativa foi toda minha! Eu me sinto tão… tão culpada! Eu amo…amo muito o Afonso! Eu não deveria estar sentindo tal excitamento incontrolável por esse homem que me hipnotiza com essa rolona lustrosa e com as veias pulsando dentro de minha boca! Eu quero… eu quero engolir mais… cada vez mais! Mas, ela é muito grossa e só… só consigo ir até a metade!!”

 

Ler maisSubmetida pelo patrão do marido III