O dia em que gozei 8 vezes com a minha amigas

Olá, tenho 22 anos e me chamo Marina, 1,70, Ruiva natural, 50 kg. Hj venho contar pra vocês uma experiência de quando eu tinha 18 anos. Eu descobri aos 12 que era bi mas até então nunca tinha transado com uma mulher.

Estava no 3º colegial. Conheci então uma menina que se chamava Rafaela, 1 ano a menos que eu. Até então, eu soh flertava com ela, mas nada demais, mas sempre senti que tinha algo a mais entre a gente.

Um dia foi show de umas cantoras que adoramos aqui na minha cidade, ela quis ir. Meus pais iriam para um lugar pois era aniversário de casamento deles.

Ler maisO dia em que gozei 8 vezes com a minha amigas

Minha primeira transa lésbica

Bom eu tenho 22 anos e isso aconteceu aos 15 eu estava no auge da puberdade e estava gostando de ficar com garotas, mas ainda sim não tinha transando, eu ficava com uma garota a Rafaela ela era legal, estilo roqueira tirou meu BV lésbico mas eu achava ela meio possessiva demais então não queria que ela tirasse minha virgindade também. Foi então que surgiu uma amiga a Sasha ela era tão fofa, gordinha, meiga demais, e fora que eu achava uma gata, começamos a conversar no Facebook e começamos a trocar SMS todas as noites, e numa dessas noites ela perguntou se eu gostava da Rafa e eu disse que não sabia mas gostava um pouco, ela foi indagando até me perguntou se eu já tinha transado com ela ou outra garota, eu disse que não nenhuma das opções, mas que queria ir mais além

Ler maisMinha primeira transa lésbica

Me descobri lésbica por acaso

Bom, minha história começa quando eu tinha apenas 14 anos. Sempre fui muito quieta e tímida e raramente saía de casa pra algum local diferente, geralmente era de casa pra escola e vice versa. Numa tarde voltando da escola eu parei na farmácia pra ccomprar algodão e sem querer esbarrei numa garota q estava na fila…me desculpei e ela sorriu, naquele instante eu paralisei diante daqueles olhos e daquela boca perfeita. Nunca antes tinha tido atração por meninas, mas qnd olhei pra ela senti uma coisa muito louca dentro de mim. Ainda na fila ela tentou puxar papo comentando das promoções, eu muito tímida e sem jeito não consegui me soltar e respondia apenas ” aham, uhum , sim …” Fui embora e segui minha vida, quando um belo dia voltando novamente pra casa, a vejo na esquina próxima

Ler maisMe descobri lésbica por acaso

Professora

Olá, tudo bem?
Me chamo Beatriz, tenho 21 anos, e sou de São Paulo, capital.
Estou aqui para contar como foi delicioso ter feito amor com a minha professora da faculdade, ela tem 42 anos.
Eu sou morena, cabelos lisos, seios médios, 1,7m, corpo sutilmente violão e bumbum durinho.
A minha teacher é morena, cabelos médios cacheados, também 1,7m, uma boca lindamente desenhada pela natureza, usa óculos, tem cara de intelectual e mãezona, mas sexy, sem ser vulgar, muito delicada e sensual, ela tem um corpo com tudo em dia e gosta de usar saias e salto alto. Muito linda!

Ler maisProfessora

tranzei com minha irma

Minha irmã nova sempre foi muito assanhada gostava muito de me provocar, usava coisas curtas sempre que tivesse oportunidade lançava piadinhas provocantes. Eu de outro lado não dava bola pois não tinha nenhuma atração por ela.
Ate que num certo dia ela veio me visitar, trazia um vestido preto, como ela estava linda, fiquei babando.
Ela: estas bem??
Eu: estou sim! Porque não estaria??
Ela: será que você é sego?? Eu me arrumei toda só para te mostrar a mulher que eu me tornei.
Eu: suspirei… de facto se tornaste uma belíssima mulher maninha.

Ler maistranzei com minha irma

Travesseiro – O primeiro amor de toda mulher

Olá, me chamo Maya, tenho 22 anos.

Hoje vou contar minha primeira experiência sexual, que aconteceu em 2011

Eu era bem novinha, por meados dos meus 14 para os 15 anos, nunca havia nem sequer beijado ainda, muito menos sabia sobre alguma coisa envolvendo a sexualidade. Mas, o meu corpo estava no seu auge da puberdade, como toda adolescente, com um tesão instigante que eu chamava de “fogo” que eu sempre me convencia de apagar, achava que estaria sendo safada em obedecer a esses desejos dentro de mim, mas meu pai sempre ensinava, de um jeito erradíssimo de pensar, que mulher que gosta de sexo é piranha, então eu sempre dizia para mim mesma.

Ler maisTravesseiro – O primeiro amor de toda mulher

Noite das meninas saradas

Olá, me chamo Camila e tenho 19 anos, sou natural de Porto Alegre RS e o que vou relatar aconteceu recentemente comigo, bom vamos lá: Tenho uma amiga que se chama Gabriela (ela é minha melhor amiga), nos conecemos tinhamos uns 10 anos, ela sempre teve uma vida sexual ativa desde os seus 13 anos e sempre me contava tudo em seus mínimos detalhes e eu adorava é claro, mas o que eu nunca tinha coragem de dizer é que eu louca de tesão nela, então se passaram longos anos e ela me contando das transas dela, até que um dia decidimos fazer a noite das

Ler maisNoite das meninas saradas