Sedenta por um pau

Olá! Me chamo Virgínia (gosto que me chamem de vivi), sou loira, tenho 1,70 cm. Sou bem magrinha, seios pequenos e “durinhos”, enfim… O meu relato de hoje é de uns 2/3 anos atrás, eu tinha 16 anos. E eu estava louca para encontrar um homem que me deixasse satisfeita de verdade, já que até o momento os que meteram o pau em mim não me deram o prazer que eu mereço. Então eu decidi procurar por homens mais velhos, até que encontrei o Fernando (nome fictício) ele era bem alto, um corpo médio, tinha os olhos verdes e tinha 28 anos. Nós saímos para uma pizzaria, eu optei por um lugar aberto porque, apesar de tudo eu tinha medo de dar a minha bucetinha para um homem tão mais maduro; mas quando eu vi aquele homem, surgiu um fogo em mim que até hoje não se repetiu, ele

Ler maisSedenta por um pau

Minha experiencia com um homem mais velho

Conheci um homem pela internet num chat, desses q a gente entra pra passar o tempo, trocamos telefones e comecamos a trocar msgs, ele era 22 anos mais velho q eu, parecia mto carinhoso e vinha de um termino de um casamento de mais de 20 anos, tinha sido traido, depois de mta cvs, percebi q estava perdidamrnte apaixonada, imaginando a gente juntos, atr q ele propôs a vir me ver, num surto de loucura eu aceitei, pois confiava nele, sabia dos riscos mas fui ve-lo pq precisava ter certeza que aquilo era real.

Desci a rua tremendo, ate ve-lo, o abracei e ele me beijou, fomos pra um motel, no caminho cvs e era exatamente igual como sempre. Chegamos la, ja nos beijamos na garagem, as maos firmes dele no meu quadril ja me deixaram louca ali mesmo, entramos e a intensidade só aumentava, estavamos loucos de desejo, ele tirou minha roupa e me

Ler maisMinha experiencia com um homem mais velho

O dia que perdi minha virgindade na escola

Hoje tenho 18 anos, mas vou contar o dia que perdi minha virgindade com 16.
Eu sempre fui baixinha, loira, olhos castanhos, magrinha com uma bundinha durinha.
Na época tinha um namoradinho na escola, a gente sempre se pegava nos corredores e as vezes matava aula da escola… mas as coisas estavam começando a esquentar, às vezes ele apertava minha bunda e passava a mão na minha buceta, o que me deixava toda molhada, e eu virgem estava louca pra dar pra ele.
Certo dia minha escola fez uma apresentação na quadra e todas as salas foram pra lá… não aguentei e chamei meu ficante, que já estava louco pra me fuder também… como as salas estavam vazias fomos em uma e fechamos a porta… começamos a nos beijar, e a coisa começou a esquentar, eu já estava molhada e ele começou a esfregar a mão

Ler maisO dia que perdi minha virgindade na escola

Minha empregada mineira novinha

Sou casado, tenho 40 anos, minha esposa trabalha fora. Certo dia eu estava sozinho em casa pela manha, pois trabalho meio expediente, quando chegou a minha empregada Marcia de 22 anos. Ela é moreninha quase jambo, magrinha peitudinha e com uma bundinha bem gostosa.
Quando ela entrou eu estava na cozinha preparando meu café, ela me deu bom dia e foi para o banheiro se trocar.
Neste dia eu estava mais a vontade , sem blusa, com um short de dormir bem molinho e sem cueca. Meu pau é meio grande e mesmo estando mole fazia um bom volume no short.
Quando ela voltou começou a puxar assunto, foi quando de repente falou que a prima dela havia dito que sexo era bom para emagrecer e perguntou minha opinião.

Ler maisMinha empregada mineira novinha

Eu Porteiro Comi a patricinha metida e virei seu dono

Meu nome é Marcos tenho 50 anos 1,75 sou moreno claro, tenho contado as minhas aventuras fora do casamento e hoje eu vou contar umas delas. Trabalho de porteiro em um condomínio lá tem uma mulher chamada Samantha 21 anos é muito linda loira dos olhos verdes um corpo exuberante uma bunda empinada gostosa demais, o que ela tem de ruim é sua arrogância e sempre trata os Porteiros muito mal e reclama toda hora, certo dia iria ter uma festa na sua residência o seu pai Sr Francisco que é ao contrário dela me convidou para ir no aniversário do seu filho de iria fazer 18 anos tínhamos uma amizade de dez anos por isso o convite então aceitei, chegando na festa quem atendeu a porta foi Samantha então ela disse: bem arrogante vc não é convidado e o que vc está fazendo aqui? então eu disse

Ler maisEu Porteiro Comi a patricinha metida e virei seu dono

A melhor transa da minha vida

Certo dia encerrava um dia longo de trabalho quando amiga do trabalho me pede uma carona pois sabia ela que eu passava por perto de sua casa, ela era novata e evangelica mais tinha cara de safada,conversa vai e conversa vem percebo que os assuntos dela Vai além, do nada ela começa falar de sexo comigo no carro e pergunta se eu já havia comido alguém por lá e disse que eu tinha cara de safado, eu realmente tenho sim disse pra ela nessa hora meu pau já estava pulsando eu disse que isso não era conversa e ela.continuou então peguei a mão dela E coloquei em cima do meu pênis pra ela sentir o tamanho ela segurou e apertou quase gozei em sua mão, nesse dia não rolou nada demais

Ler maisA melhor transa da minha vida

A prima Tycinha pt.1

Passei parte da minha infância em Curitiba e lá vivi até completar 10 anos, lá morávamos no mesmo quintal: a minha família e a família do meu tio, o pai da Tycinha.
Bom eu já estou a 15 anos morando em SP, mas no 11º ano que completei aqui fui passar a passagem de ano em Curitiba, tinha acabado a faculdade na época e no meio de dezembro voltei pra Curitiba.
Eu sempre mantive contato com o povo de lá, principalmente a Ty que cresceu comigo, a gente vivia junto quando era criança e sempre fomos muito ligados, sempre se falávamos pelo finado icq e até hoje pelo MSN e com o passar do tempo fui vendo que a minha priminha tava ficando cada vez mais gostosa.

Ler maisA prima Tycinha pt.1

Curando a Cunhadinha

Olá, amigos! Diferentemente dos meus outros contos, nesse quero ser breve, sem muitos detalhes, mesmo sabendo que o texto pode ficar sem graça. Contudo, é mais uma história daquelas que fizeram parte da minha vida e não consigo esquecer.
Na época, eu namorava a Joana e estávamos no melhor momento do nosso amor. Ela tinha uma irmã que se chamava Janaína, uma pirralha crescidinha que estava naquela fase de aporrinhar a vida de todo mundo, sendo bem chatinha, até com os pais.
Durante o período de férias, a família da Joana organizou uma viagem para uma das praias mais lindas do Ceará, a famosa vila de Jericoacoara, e fui convidado para ir. Lembro que fiquei maravilhado com o local e com aquelas belas paisagens. Todo mundo estava se divertindo a beça, mas logo nos primeiros dias a Janaína ficou gripada, teve febre e ficou de cama. Então a sorte sorriu para mim.

Ler maisCurando a Cunhadinha