Eu e ele

Ele estava visivelmente excitado. Juntos no sofá, não parava de se esfregar em meu corpo enquanto eu assistia à televisão. Não queria me demonstrar receptiva posto estar assistindo ao meu programa, embora não possa negar, sem inferir em desonestidade, que senti-lo daquela forma, duro, roçando minhas coxas, me excitava de uma maneira inexplicável.

Aquele desejo todo, tão desvelado por mim, por si só, já me causava intenso furor.
Sabia que queria devorar-me e eu estava disposta a me deixar ser devorada.
Ainda assim eu o desprezava.

Ler maisEu e ele

Minha madrinha me colocou para mamar!

A três anos atrás comecei minha faculdade de direto, enfim… A faculdade fica um pouco distante da minha casa, mas fica bem pertinho da casa da minha tia Laura (minha madrinha), uma mulher bonita, mas dona de casa, ou seja, não gosta muito de se arrumar… Porém, possui uma bunda grande e carnuda e seios enormes e bem safadinha! Devido a distância da faculdade até minha casa eu sempre ia almoçar na casa da minha madrinha. Por mais que ela tenha seus 40 e poucos anos, ela é bem jovial e muito curiosa em relação a minha vida sexual, sempre ficava me perguntando se eu estava namorando ou se usava camisinha, as vezes queria até saber detalhes das minhas transas com a minha namorada… As vezes achava até estranho as conversas dela comigo, mas achava que era só curiosidade. Certa vez, com um tom de brincadeira, ela chegou a perguntar qual o tamanho do meu pau hahaha…

Ler maisMinha madrinha me colocou para mamar!

O Garanhão e a Coroa

Estou fazendo este relato, para ratificar as demandas psicológicas do ser humano, quando são acionados seus, instintos íntimos. Estes instintos passam, naturalmente pela sensualidade, e é isso de que falo neste momento. A jovem, senhora Jacira de 35 anos, não fugia da realidade, que passam várias mulheres, de sua idade. Pertencente a classe média, mãe de quatro filhos, três homens e uma mulher em que, a maioria da prole já atingiu a fase adulta, e residiam em um prédio que, era vizinho ao negócio da família. Seu esposo, Ananias é representante comercial e vivia em viagens, por tanto, ausente na relação matrimonial, com picos de relacionamentos extras. Naturalmente, Jacira não se sentia confortável com a situação, que não a comtempla, plenamente com seus desejos de esposa. Seus filhos começam a se dissiparem, contribuindo para a solidão de Jacira, que vai se configurando.

Ler maisO Garanhão e a Coroa

Sexo a três

Esse conto aconteceu no rio de janeiro estava na praça da cruz vermelha quando chegou dois rapazes e me perguntaram se eu gostaria de sair com eles aceitei fomos para o apartamento deles chegando lá me ofereceram um vinho e depois um deles foi tomar banho daí o outro colocou um vídeo porno ele tirou o pai para fora e começou a tocar uma punheta e me olhando eu pedi para cair de boca ele falou para mim toma um banho fui quando saí estavam os dois de pau duro me olhando eu fiquei no meio dos dois e segurei firme a rola dos dois fui tocando uma punheta para eles e depois caí de boca na rola do maior era muito grande eu não consegui engolir tudo o outro foi para traz de mim e começou a enfiar o dedo no meu cuzinho eu rebolava no dedinho dele enquanto mamava o outro

Ler maisSexo a três

Um tesão de vizinha

Nada melhor do que ser surpreendido positivamente pela vida, ainda mais quando essa surpresa é relacionada a boa e velha putaria!

Como disse em um conto anterior, me separei a pouco mais de um ano e com isso fui morar em uma nova casa com área compartilhada com outras três moradias e por sorte (e muita!) todos se dão bem! É bem comum nos reunir e em uma dessas formalidades aconteceu o que irei relatar nas próximas linhas!

Havíamos combinado um churrasco somente entre nós, apesar da euforia e de todos combinarem o que levariam ou fariam no dia, eu basicamente falava com apenas uma das vizinhas que chamarei de Sheyla (Que é testemunha das minhas loucuras desde que me mudei pra lá!), enquanto os outros dois vizinhos que estariam presentes, nunca trocava mais do que apenas um “Bom dia!” ou “Olá!” quando nos encontrávamos no meio do caminho!

Ler maisUm tesão de vizinha

Mineirinha vadia!

Se teve uma época da minha pós-separação onde aproveitei mais as oportunidades que o “deus da putaria” me deu, certamente foi no começo desse ano! Resolvi cuidar um pouco mais da aparência física, voltando a treinar pesado na academia (Também como forma de tirar meu Stress do trabalho, que pra variar, estava me consumindo!), renovando meu guarda-roupas e tentando ser um pouco mais sociável (Descobri que realmente não levo jeito pra isso!). No final das contas, acabou dando certo e novas oportunidades e aventuras acabaram aparecendo, entretanto, a protagonista desse conto veio justamente de um contato dos contos que escrevo!

Ler maisMineirinha vadia!

Fazendo amor com melhor amiga vigem

Bom, por onde começar…. Vamos lá.

Eu e a May éramos amigas de verdade sabe, daquelas que não se desgrudava. Nós estudavamos no mesmo lugar e nos intervalos ela sempre estava com seu violão tocando lindamente, com aqueles cabelos pretos, longos e cacheados, e um corpo lindo, de tirar o fôlego, seios bem redondos e grandes, pele branquinha, boca rosada mais parecia um moranguinho. Eu era magrinha, cabelo curto loiro, cintura bem definida, com um bundão e seios pequenos, e amava cantar…. com esse grude todo um belo dia fui dormir na casa dela, confesso que na minha cabeça eu já tinha planos para aquela noite, eu sabia que ela era virgem e queria deixar ela louca de tesão, mais não sei se ela toparia, nunca havíamos falado disso antes, ela era meio tímida. Tomamos banho juntas e eu não parava de olhar para aquela bunda e aqueles seios lindos e grandes que ela tem, sem falar da bucetinha dela que tinha um clitóris

Ler maisFazendo amor com melhor amiga vigem

Dei Pro Tio do meu Amigo SV

Bem, Esse conto aconteceu lá pelos meus 19 anos , Eu tinha um amigo chamado Joaquim, ele cresceu comigo e tudo mais, a gente vivia brincando rua, mas meu lugar favorito era na sua casa, ele morava com sua mãe , irmã, e tios, sim era uma casa enorme, ele era meu vizinho, até que com meus 12 anos acabei me mudando, lembra que eu falei que meu lugar favorito de brincar era na casa dele rsrs, porque la tinha ele, Silvio, seu tio, um homem de aproximadamente na época 42, 43 anos, branco, já grisalho, poucos pelos, mas tinha aquele famoso ”caminho para felicidade” hahaha, e uns pelos avulsos na barriga, aquilo me dava um tesão quando eu via ele toda manhã botando o lixo pra fora, eu ficava todo arrepiado, bem o tempo passou e por uma puta ironia do destino, ele fez uma festa na casa dele de carnaval, uma especie de baile pros mais chegados e ele acabou me convidando, chegando la tava tudo

Ler maisDei Pro Tio do meu Amigo SV