Como virei putinha aos 18 anos

Bom… meu nome é Vivian, mas meus amigos me chamam de Vivi, tenho atualmente 21 anos, mas minha vida sexual começou apenas aos 18, sou branca, olhos castanhos voltados pro verde e meus cabelos são bem escuros, 1,60 de altura e 57kg, sobre meu corpo… digamos q sou abençoada kkkkk meus peitos são do tamanho q eu julgo perfeitos, grandes pra caber nas mãos de um homem de vdd e lindos, digasse de passagem, e minha bunda faz qualquer 1 ficar babando

Eu comecei a me tocar muito cedo, antes de dormir eu adorava deslizar meus dedos pela minha xotinha, eu delirava com a sensação, e achava q nd no mundo podia ser melhor do q aquilo, mas nunca coloquei os dedos por medo de sla, meus pais descobrirem ou algo assim, acontece q meus pais nunca se importaram muito cmg, então sempre fui muito largada pro mundo, e me achei sozinha com o tempo, e nesse tempo, toda noite me tocando, e mais tarde

Ler maisComo virei putinha aos 18 anos

Fazendo à Casada e Evangélica se transformar em Submissa!!!

Sou casado há vários anos, um casamento feliz em todos os sentidos, eu e minha esposa sempre nos entendemos muito bem, e sempre fui uma pessoa caseira, recatada e muito discreta, do tipo da pessoa que mora a muito tempo num local e nem conhece o vizinho do lado.

Tudo começou a mudar quando conheci Débora, uma moça muito bonita de 20 anos, cabelos pretos, lisos e longos, rosto angelical, seios médios, nem magra, nem gorda, na medida, recém-casada, evangélica, tímida e meiga e para completar descobri que havia se mudado para um apartamento que ficava dois andares abaixo do meu, moro no 6º andar.

Ler maisFazendo à Casada e Evangélica se transformar em Submissa!!!

Curando a Cunhadinha

Olá, amigos! Diferentemente dos meus outros contos, nesse quero ser breve, sem muitos detalhes, mesmo sabendo que o texto pode ficar sem graça. Contudo, é mais uma história daquelas que fizeram parte da minha vida e não consigo esquecer.
Na época, eu namorava a Joana e estávamos no melhor momento do nosso amor. Ela tinha uma irmã que se chamava Janaína, uma pirralha crescidinha que estava naquela fase de aporrinhar a vida de todo mundo, sendo bem chatinha, até com os pais.
Durante o período de férias, a família da Joana organizou uma viagem para uma das praias mais lindas do Ceará, a famosa vila de Jericoacoara, e fui convidado para ir. Lembro que fiquei maravilhado com o local e com aquelas belas paisagens. Todo mundo estava se divertindo a beça, mas logo nos primeiros dias a Janaína ficou gripada, teve febre e ficou de cama. Então a sorte sorriu para mim.

Ler maisCurando a Cunhadinha

Empregada noiva, religiosa e novinha descobriu vocação para Puta!

Trabalho em um escritório e sempre recebo pedidos de pessoas para estágio,
desse vez quem tinha chamado era Alessandra,20anos, Loira, 1,50cm de altura, bundinha empinada e uns peitos bem volumosos, rs rs.

Ela já era noiva, diria que se vestia muito bem, embora as roupas fossem apertadas nunca era demais.
Na entrevista tinha me dito que era uma pessoa religiosa e que a unica coisa que pedia era que repeitasse seus princípios.

Ler maisEmpregada noiva, religiosa e novinha descobriu vocação para Puta!

Depois de Iniciar a Novinha, foi a Vez de Pegar a Mãe

Como já havia falado, agora que sabia da mudança da família do apartamento aqui, fiz de tudo pra iniciar Sandra aquela novinha com seu 19 anos, depois de foder ela com vontade como já relatado, a safada me visitou a semana toda,, pedindo pra ser fodida de todo quanto é jeito e posição!!!

Mas como já havia dito, meu alvo agora era a mãe dela sempre toda certinha e recatada, mais com um corpo gostoso …
Saberia que não seria fácil, mas tinha uma carta na manga já…

Sandra havia me dito que só aceitou deixar de ser santa porque estava revoltada porque pai quase não ficava em casa, e que Barbará sua mãe também não deixa ela fazer nada, então fez por birra..e me falou várias coisas que deu a entender que o pai não estava marcando presença, ou seja.. era uma casada carente de pika.

Ler maisDepois de Iniciar a Novinha, foi a Vez de Pegar a Mãe

No Escritório Fiz Questão de Ensinar Tudo a Recém Casada

Vou falar de Joana, era uma jovem, cabelos compridos uns 22 anos, sempre bem quieta usando vestidos longos, um olhar a principio simples, José o Marido uns dois anos mais velho, sempre vinha trazer e buscar ela, pois tinha iniciado estágio algumas semanas atrás, um de meus amigos pediu para dar uma força…

Como já havia dito em alguns contos o olhar de uma pessoa revela muito a respeito dela, uma mulher sabe quando o homem é safado e vice e versa…
De relance quem olhasse para Joana acharia que era uma moça recém casada, tímida e com uma moral impecável.
Com certeza parte disso era verdade, mais sempre notei em olhares profundos que ela escondia algo a mais, porém achei que seria difícil de tirar algo dali… aquele estilo comportada, sempre certinha, moça de família, único namorado e marido…

Ler maisNo Escritório Fiz Questão de Ensinar Tudo a Recém Casada

Iniciando a Novinha Religiosa e de Família

Hoje vou relatar o que aconteceu há alguns meses atrás.

Morando em prédio é comum se esbarrar com os outros e saber da vida de cada um um pouco.

Tinha aqui no prédio uma família bem religiosa, a filha tinha por volta dos 19 anos, sempre comportada e bem vestida!

Mãe também não era diferente, todos muito educados.

A Filha era tinha um olha diferente, sava pra sentir que debaixo daquele lado toda certinha, algo se escondia…nome dela era Sandra…

Ler maisIniciando a Novinha Religiosa e de Família

Primeira noite escondido com a prima

Era tarde da noite, e por baixo do lençol eu percebi minha prima espiando se eu ainda estava acordado, ao que eu fechei os olhos quando ela olhou. Imaginando que eu já estivesse dormindo ela foi até o DVD e colocou um filme pornô. Deduzi pelos gemidos a baixo volume que só quem estava no quarto poderia escutar.

Logo pude ouvir também os próprios gemidos dela e som de sua masturbação, mas eu estava virado de costas na cama, e precisava ver aquilo. Eu era virgem, e também nunca tinha visto uma garota se masturbando. Meu pau já estava duro feito pedra, e naquele pequeno calção sem cueca como me encontrava, não daria para disfarçar caso ela me visse.

Ler maisPrimeira noite escondido com a prima