Ela transou até à madrugada

Contar uma história sobre sexo não é muito simples, principalmente quando é sobre a vida sexual que se leva, mas vamos lá. Minha companheira é uma mulher bonita, pele macia, branquinha, cabelos ondulados, abaixo da altura dos ombros. Ela é pequena e cheia de curvas, tem as pequenas, os pés pequenos e sua boca quente é pequena. Ela sempre atrai os homens, por isso não é difícil perceber os homens olhando pra ela quando estamos em público. Um amigo meu, que mora em outra cidade, um belo dia passou em minha casa, mas eu não estava, então ele seguiu a sua viagem e deixou o recado com minha companheira. Laila me contou que o meu amigo a elogiou, dizendo que ela era

muito bonita, depois foi embora e pediu para me avisar que ele tinha aparecido. Quando a Laila me contou de como o meu amigo Aslan ficou a olhando e se insinuando, então eu disse a ela que ele com certeza deu a entender que ficou tarado nela, mas ela não me garantiu que nada aconteceu. Na verdade, eu e a Laila somos muito liberais, e acreditei nela, até porquê já fizemos algumas brincadeiras antes, e ela não teria porquê mentir pra mim.
Nas nossas transas passamos a usar fantasias imaginando o Aslan participando conosco. Eu sussurrava nos ouvidos de Laila que eu e o Aslan estávamos comendo ela, que ele metia na bucetinha lambuzada dela, enquanto ela chupava minha rola gostosa. Sempre que eu sussurrava em seus ouvidos fantasias assim, a bucetinha dela apertava em meu pau e ela gozava mais rápido, ela é difícil pra gozar, as vezes passo muito tempo chupando e lambendo a buceta dela para que ela consiga gozar.
Um dia o Alan me ligou e pediu para se hospedar em casa, pois ele tinha uns compromissos em nossa cidade no dia seguinte, mas queria passar a noite na cidade para começar cedo seus compromissos. Avisei a Laila que ele iria passar a noite lá em casa.
O Aslan levou um vinho e chegou em casa antes de mim. Quando cheguei ele já estava tomando o vinho com a Laila, ela vestia um shortinho apertado que mostrava suas coxas bem torneadas. Logo me juntei a eles e passamos a tomar o vinho. A Laila tinha preparado alguns petiscos pra nós, ela gosta de vinho e ficou ali nos acompanhando. Eu e o Aslan conversávamos e jogávamos um jogo de tabuleiro, e degustando o gostoso vinho que ele trouxe. Eu acabei bebendo um pouco mais do vinho que o Aslan e a Laila, mas o Aslan é que foi dormir primeiro. A Laila já havia preparado o quarto aonde ele iria dormir, entregou o que ele ia precisar e se despediu dele. Ficamos eu e a Laila por algum tempo vendo TV e depois fomos nos deitar. Mas, nós tinhamos um plano: a Laila iria visitar o quarto do Aslan antes de ele pegar no sono, ele havia dito que iria se recolher para poder fazer algumas ligações, por isso foi se deitar primeiro. Depois que fomos para o quarto, a Laila se preparou, vestiu uma calcinha pequena com um lacinho na parte de tráz, pôs uma camisola e foi para o quarto do Aslan, como a gente tinha combinado. Ela estava com um pouco de receio, achando que ele poderia estar dormindo ou que não iria querer comer ela, por ele ser meu amigo, mas mesmo assim ela foi. Eu fiquei acordado esperando por ela, mas acabei dormindo um pouco, e ao acordar já tinha se passado mais de uma hora que ela tinha ido ao quarto do Aslan, então levantei e fui até a porta do quarto e fiquei escutando. Do outro lado da porta gemidos, grunhidos e flops flops, eles estavam fudendo gostoso. Precisei ri ao banheiro, depois voltei e me deitei, e tive que esperar por mais uma hora, quando a Laila apareceu. Ela estava cansada e feliz, e eu com muito tesão. Mesmo sabendo que ela estava cansada eu não a deixei descansar e comecei a beija-la, e a suga-la, passei um bom tempo chupando a bucetinha dela que estava toda macia e cheirosa, ela havia se perfumado todinha para o Aslan. Chupei muito ela, e depois a penetrei de ladinho, abraçando ela bem forte, virando o rosto dela pra mim, pois ela estava de costas pra mim, pra beijá-la enquanto metia nela com vontade, e assim fui socando, socando e socando até que a vontade de gozar foi crescendo e eu fui socando até que não aguentei mais, tirei minha rola da buceta dela e terminei de gozar, usando a mão.
A Laila depois me contou que a Rola do Aslan é mais grossa que a minha, que ela chupou com prazer, que ele a agarrou assim que ela entrou no quarto e tirou a camisola, ele chupou a bucetinha dela e a fez gozar na ponta da língua. Ele a convidou para passar um dia inteiro com ela em outra cidade, num motel, mas ainda não “perimiti”, embora ela esteja eufórica com a ideia, mas lá em casa o Aslan não perde por esperar a próxima visita dele. Na próxima visita dele, na madrugada ela irá levar ele para dentro do carro, lá fora e vão foder muito. Venha logo Aslan. Eu mesmo já estou muito excitado. E em breve nós 3 vamos foder muito, pois a Laila quer ser penetrada por nós dois. Mas, por enquanto ela está cheia de saudade da rola do Aslan.
Estamos esperando os comentários e também que entrem em contato, nosso e-mail é: [email protected]

1 comentário sobre “Ela transou até à madrugada

Deixe um comentário

CAPTCHA