Ajudando corno a destravar a esposa

Olá tudo bem, Sou Ricardo, e irei relatar um caso real para vcs, porém o nome do casal não será o nome verdadeiro por razões óbvias.
Marcos e Patrícia serão os nossos personagens principais. Patrícia é uma mulher linda baixinha, medindo cerca de 1,65 de altura, e estimo q pesava aproximadamente entre 75 e 80 kg e possuía uma pele bem branquinha, pernas grossas bem torneadas e bumbum arrebitado, parecendo que fora esculpido por um hábil artesão.

LibidGel

O primeiro contato que fiz foi com o marido, através de um perfil que tenho no d4swing, onde o mesmo disse que estaria viajando para a cidade onde moro (Aracaju), e havia gostado do meu perfil. Começamos a conversar e então ele me contou seu dilema, que não é muito diferente da maioria dos maridos que possui esse fetiche, mas irei resumir para não me ater muito nesse aspecto. Segundo Marcos, ele já estava no estágio onde o casal já fantasiava com isso em suas transar, porém isso ainda parecia uma realidade distante, pois sua esposa n gostava da ideia de procurar alguém para a prática de ato libidinoso, alegando que dessa forma se sentiria uma prostituta.

Nesse momento tratei de tranquilizar o Marcos, pois senti que o mesmo estava desanimando com essa situação. Argumentei que, para ele era apenas um fetiche, mas na cabeça de sua esposa passa um monte de questionamentos, tais como: será que ele não me ama mais? Será que ele quer que outro me coma para que ele possa comer outras? Será que ele me acha feia? Etc…
Então o Marcos me pergunta:

-O que posso fazer para mudar isso?-

Imediatamente respondo:

– Primeiro, sua mulher senti sim vontade de realizar essa fantasia, caso contrário ela n fantasiaria isso na cama com vc.-
– Segundo, ela precisa que vc deixe bem claro que vc ñ está fazendo isso para coloca-la em uma armadilha, e sim por que é um fetiche seu e que também será prazeroso para ela.-
– Terceiro e não menos importante, ela quer que seja algo natural, sem forçar a Barra ou que seja algo combinado, e é nessa parte que eu vou te ajudar.-

Depois disso passei meu whats para ele é conversamos por horas, onde ele me contou quais as expectativas dele, e o que o proporcionava prazer, gosto de saber disso pois a muitos maridos q não gosta de serem chamados de corno por exemplo.

De posse dessas e outras diversas informações combinei o seguinte com o Marcos, como faltaria ainda 1 mês para a vinda deles até aqui, disse para que fosse sempre comentando de maneira sutil que tinha um amigo do seu trabalho anterior que havia se mudado para Aracaju, também o instrui a comentar que na empresa circulavam boatos de que eu seria um mulherengo. Pois assim ele o fez. Nesse meio tempo até a vinda deles até aqui, pedi que ele me enviasse algumas fotos para que eu pudesse apreciar sua esposa, e devo admitir que ele tinha uma exuberante e deliciosa esposa.

É chegado o dia do grande encontro, Marcos me passou as informações de onde eles iriam estar hospedados e um barzinho(Amanda) onde eles estariam por volta das 18:00h. Fui até esse bar que fica na orla de atalaia e cheguei as 18:15h, elas já haviam chegado no bar, pois Marcos ja tinha me avisado via whats, bem como quais roupas eles usavam, daí foi fácil localiza-los passei ao lado da mesas deles é falei em tom de surpresa;
– Marquinhos?-
Ele então respondeu;
-Ricardo? Não acredito cara que te encontrei por aqui.-
Notei que ele estava nervoso, e esqueceu de me apresentar sua esposa como havíamos combinado, então eu me virei para ela é disse;
-Olha não liga para ele não tá, é que ele ficou tão emocionado em me ver que esqueceu de me apresentar a sua amiga.-
Nessa hora ele se tocou e me apresentou;
– Desculpa Ricardo essa é Patrícia minha esposa.-
Então eu disse;
– Marcos vc tinha me dito que era casado, mas eu não sabia que era com uma mulher linda como essa, com todo respeito é claro-
Percebi que Patrícia tinha gostado do elogio, mas também ficará constrangida por ter sido elogiada na frente do marido.
Então Marcos me convida para me juntar a eles na mesa, imediatamente pergunto se não estaria atrapalhando o momento do casal, para minha surpresa e a de meu amigo Marcos, quem respondeu foi Patrícia, dizendo que não teria problema algum. Percebi que Marcos ficou com ciúmes, mas se controlou bem. Sentei ao lado de Patrícia, percebi Marcos nervoso, então pedi ao garçom que trouxesse a cerveja mais gelada que tivesse pois meu amigo vinha de longe e merecia uma gelada trincando. Comecei a conversar sobre nossa época de trabalho juntos, pois já tinha combinado como ele anteriormente, e ai a conversa foi ficando mais descontraída e tanto Marcos quanto Patrícia já pareciam mais a vontade comigo ali. Em todo o tempo que estivemos conversando sempre olhava fixamente nos olhos de Patrícia demonstrando meu desejo por ela mesmo sem dizer uma palavra, percebi que ela notou isso, pois arrumava os cabelos constantemente, tendo um momento em que chegou a ir até o banheiro retocar o batom que já tinha sumido por causa da cerveja que bebíamos. Aproveitei que Paty estava no banheiro e pedi a Marcos que tocasse no assunto dos rumores na empresa quando sua esposa voltasse.
Assim Marcos o fez, dizendo;
– Ricardo, agora que não estamos mais na empresa confessa, quantas vc pegou por la? –
Eu respondi ;
– Cara não faço a menor ideia do que vc está falando.-
Ele retruca;
– Qual é, vai me dizer que toda aquela fofoquinha na empresa era mentira? Que vc não ficou com ninguém? Eu não acredito nisso, até mesmo pq uma delas disse que tinha te dado uns pegas.-
Eu respondo;
– Veja bem Marcos, se ela optou expor isso, então eu não vou negar, mas eu não tenho esse costume de expor a mulheres com quem eu me relaciono, até mesmo porque a maioria delas não querem ser expostas, com algumas raras exceções como essa .-
Percebi que Marcos ficou incomodado com minha resposta, mas continuamos ali batendo papo, até que chegou a hora de nos despedirmos, apertei a mão do Marcos e dei um abraço nele, dizendo que se eles quisessem poderia me ligar ou mandar um zap para nos encontrarmos novamente antes de irem embora, depois fui me despedir da esposa e aproveitando que todos já havíamos bebido relativamente bastante, dei um abraço apertado nela e um beijo, q deveria ser no rosto mas foi nos pescoço, depois afastei o rosto do seu pescoço e posicionei meu rosto bem em frente ao seu e olhando em seus olhos disse;
-Posso te chamar de Paty?-
Ela responde;
-Claro que pode.-
-Foi um prazer conhecer uma mulher tão legal e exuberantemente linda como vc e estou ansioso para o nosso próximo encontro.-
Depois disso soltei a mão dela lentamente, percebi q ela fez o mesmo com a minha. Então ambos entraram no carro e foram para o hotel.
Rapidamente mandei msg para o Marcos dizendo;
-Marcos assim q chegar no hotel não a deixe tomar banho, parta pra cima dela e a beije, verifique se a bucetinha dela está molhada, caso seja positivo vc vai transar com ela mas n a fará gozar.-

-Depois que vc gozar, segure ela na cama diga q ainda está com tesão e só precisa de alguns minutos.-

-Possa ser que ela o pergunte o porque desse fogo todo. Caso ela faça isso vc irá dizer que ficou com tesão quando eu a elogiei no bar, e daí para frente vc vai fantasiar com ela como se eu estivesse com vcs, como vc faz quando fantasia com ela em suas transas.-

-Caso ela não pergunte nada vc irá puxar esse assunto dizendo assim ” amor posso te confessar uma coisa?” ela irá lhe perguntar ” o que?” Vc responderá ” fiquei com muito tesão quando o Ricardo te elogiou la no bar” a partir daí creio q vc já sabe o se virar sozinho. Amanhã conversamos, e vc me conta como foi.-

No dia seguinte Marcos me manda msg dizendo que nunca tinha transado assim com a esposa, e nem sentido tanto tesão assim na vida. Disse que quando entraram no quarto ele a beijou e nem precisou por a mão dentro na calcinha, pois as laterais da virilha já estavam meladinhas. Sua buceta estava tão molhada e tão quente que ele ñ demorou a gozar.
Depois q ele gozou deitou ao lado de Patrícia na cama, puxou ela próximo ao seu corpo e disse q queria mais só precisava de alguns minutos, então ela perguntou ;
-Que fogo é esse?-
E ele respondeu como eu havia orientado. Segundo ele, ainda transaram mais 2 vezes antes de desmaiarem na cama.

Essa fantasia do casal só iria se concretizar na terceira noite em que nos encontrássemos, mas essa primeira parte fica por aqui, espero q estejam gostando.
Caso tenha algum marido passando pelo mesmo que o Marcos, podem entrar em contato comigo pelo e-mail [email protected]

Deixe um comentário

CAPTCHA