Virando amante do faxineiro dotado

Vou narrar esse delicioso conto erótico que aconteceu comigo, só de lembrar já fico molhadinha, Sozinho em casa pela manhã, vestindo uma calcinha bege cavada, adoro vestir shortinhos e calcinhas, me sinto uma putinha e fico excitado e com vontade de dar minha bundinha, o faxineiro do prédio estava varrendo o corredor, sempre dou um cafezinho pra ele pela manhã, ele tocou a campainha e fui atender a porta me escondendo atrás dela, bom dia tem café? Claro, só um minuto, encostei a porta e fui na cozinha pegar o café, acho que ele se sentiu à vontade pra entrar e entrou sem que eu percebesse e ficou me olhando na pia da cozinha colocando o café pra ele, me virei pra pegar um short pois sempre fico batendo papo no corredor com ele, quando me virei dei de cara com o rapaz, branco quase pálido, procurei agir normalmente e já que tinha entrado me pus a servir a mesa, café, leite, pão e manteiga e sentei, não vai sentar? e sentou sem graça e com os olhos arregalados e tomamos o cafe, ao

terminar comecei a conversar normalmente e sem vergonha nenhuma, já estava na situação então porque não tentar aproveitar, fui pra cozinha e o chamei, chega aí! E ele veio,enquanto eu falava sobre as notícias, violência, política e etc, ele me cortou e perguntou:você é gay??? Não, respondi, sou Bi, sou casado mas curto mamar uma pica e dar a bunda na encolha, mas você tem que prometer que guarda segredo, passando a mão em seu ombro e o acariciando, fica tranquilo, respondeu ainda sem graça, me abaixei sem dobrar os joelhos pra pegar um pano no chão e percebi ele me olhando de rabo de olho, você já transou com outro homem? perguntei puxando mais a calcinha e enfiando todinha na bunda, uma vez, disse ele, mas não foi legal, fiquei de frente pra ele , cheguei bem pertinho do seu rosto, apalpei sua rola por cima da roupa e falei, comigo pode ser bem legal, quer? Ele não respondeu e me aproximei mais da sua boca e dei um beijinho de leve, e como não recusou dei um beijo passando a língua nos seus lábios e encostando definitivamente meu corpo no seu,, segurei-o firme pela cintura e o beijo ficou quente, desci suas mãos até minha bunda e agora sim, ficou quente, senti seu pau duro encostado em mim e suas mãos apertando minha bundinha, abaixei, ele abriu a calça e pôs a pica pra fora, lambi de leve a cabeça do mastro, grande e grosso, abocanhei a piroca acariciando sua bunda lisinha, lambia até o saco, que delicia de mamada, ele acariciava meus cabelos enquanto mamava forte sua pica, ele me conduzindo me pôs de pé e me deu um beijo em seguida me virou suavemente, apoiei as mão nas costas do sofá, ele posicionou minhas pernas abertas e segurando minha cintura posicionou minha bundinha empinada, passou a mão encontrando com seu dedo meu cuzinho e me penetrou com um dedo, gemi baixinho, enquanto me fodia com seu dedo abaixou e começou a lamber e beijar minha bunda, pôs dois dedos que entraram ainda sem muito esforço e depois três agora sim forçando a entrada,tirou e lambeu meu cuzinho deixando-o bem melado, e que lambida gostosa, lambia e mordia minha bunda dando palmadas gostosas, se levantou me segurou pela cintura com uma mão e com a outra posicionou seu pau no meu cuzinho e foi forçando a entrada devagar, e entrou tudo, passou os dedos que havia socado no meu cu no meu nariz pra eu sentir o cheiro e disse: sente o cheirinho do seu rabo, agora sente o gosto e passou os dedos na minha boca e eu chupei e lambi os dedos com o cheiro e o gosto do meu rabo enquanto começava um vai e vem gostoso no meu cuzinho, segurou firme meu quadril e agora bombava vigorosamente sua pica em mim , penetrou-me todo, tudinho entrava e saia do meu rabo, que delícia de piroca, tirou do meu cu e me deu pra mamar, mamei um pouco mais e me levou pro sofá, me colocou de quatro e enfiou agora sem dó,senti arder no meu cu mas foi uma estocada deliciosa, eu de quatro levando pica no cuzinho e sendo bolinado nos meus peitinhos de gordinho, tapas na bunda, tapas fortes e deliciosos, a cada tapa eu gemia e ele batia cada vez mais forte, tirava a pica e enfiava de novo,fez isso várias vezes e eu urrava a cada estocada, fui escorregando no sofá com ele socando a pica em mim, deitei no sofá e ele em cima de mim,passou os braços por baixo dos meus e segurou minha nuca, me imobilizou e rebolando muuito, mas muito gostoso, socava no meu cuzinho sua pica deliciosa, grossa e grande que eu sentia forçar dentro de mim, mais forte, mais forte!!! Eu implorei, soca com vontade, ficou louco de tesão e mordia e beijava minha nuca, virei a cabeça de lado e um beijo de lingua bem dado rolou e a pica entrando e saindo, vou gozar, disse ele ameaçando sair de cima de mim, o segurei, ele parou um instante, eu exclamei: enche meu cuzinho de porra que depois faço você gozar de novo na minha boca, segurou-me firme de novo e voltou a bombar sua vara descomunal no meu rabo vigorosamente, com força e vontade, cada estocada que me fazia gemer alto, foda-se a vizinhança , nesse momento só pensava naquela pica entrando e saindo do meu cuzinho, me arrombando e me fazendo de putinha, aumentou o ritimo, urrou gozando e enchendo meu cu de porra, quente e em grande quantidade, que gostos sentir a porra quente dentro do cuzinho, é muito bom, gozou e ficou relaxado em cima de mim e outro beijo de lado, carícias no meu corpo, acariciava minha bunda e meus peitinhos, saiu de cima e deu uma mordida e um beijo na minha bunda e disse: bundinha gostosa heim, agora vem que vc disse que ia me fazer gozar na sua boca, sentou no sofá, joguei uma almofada no chão, me ajoelhei e segurando seu pau mole e melado de porra cemecei a lamber e chupar sua piroca, levou um tempo mas ficou dura de novo e coemecie a punhetar sua vara alternando com lambidas e chupadas entre o saco e a cabeça do pau e punhetando a piru enquanto ele, relaxado, delirava no sofá, seu pau era enorme que eu nem conseguia colocar todo na boca, deu uma gemida mas alta e sentindo que estava proximo o gozo, acelerei a punheta a a chupada e lambida na cabeça do pau, deu uma tremida e veio a porra, enchendo minha boca, sem tirar sua piroca da minha bca mamei sua porra quente e engoli tudo e lambi seu pau e seu saco até deixar bem limpinho, terminei a mamada e sentei ao seu lado no sofá, e aí, curtiu? Perguntei, muito respondeu ele levantando-se e vestindo sua roupa, você é agora minha puta disse ele em tom de brincadeira e rindo, sou o que você quiser, respondi, vou vestir uma calcinha vermelha amanhã, você quer? Quero , respondeu saindo pela porta e indo embora, desde esse dia ele me fode pelo monos três vezes por semana

Deixe um comentário

CAPTCHA