Eu, minha esposa e Klebão

Estou a um ano casado com minha esposa, me chamo Marcos, ela Taís, e notei que ultimamente não tínhamos mais aquela ferocidade na cama, como era no namoro. Não falta tesão entre as partes, afinal ela é linda, tem 22 aninhos, 1,62m, moreninha clara, cabelo escuro liso e comprido, magrinha, uma bundinha bem gostosinha, peitinhos pequenos mas bem firmes e um rostinho de menina de se apaixonar. Eu me cuido também, o que me leva a crer que é a rotina que está castigando nossa relação.
Com a ideia de manter a relação feliz, comecei a pensar no que fazer para dar uma “esquentada” nas coisas. Sempre percebi que ela se excitava muito quando olhávamos vídeos pornográficos de sexo forçado / estupro, bandidos que invadem a casa e forçam a vítima a foder e fazem mil e uma coisas. Até mesmo quando fazíamos sexo, notei que ela ficava bem molhadinha quando a segurava com força pelos braços enquanto metia. Analisando tudo isto, comecei a bolar meu plano e fazer uma surpresa para ela.


Ela está desempregada, então trabalho de manhã, vou para casa, almoço com ela e saio para o trabalho todos os dias pelas 14:00, e ela fica a tarde toda em casa, sozinha. Neste cenário, pensei e levei uma ideia a meu amigo (que considero um irmão), Kleber, conhecido como Klebão, moreno, de 1,85, forte, malhado de dar inveja, e famoso, digamos, pelo seu grande dote.
Expliquei para o Klebão a minha situação e propus uma ideia para ele, resumindo, basicamente seria: Invadir minha casa na tarde e comer minha esposa a força. Ele relutou (e muito), achou que iria dar merda, tanto com nossa amizade, como ser acusado de estupro, enfim, foi muito difícil convencer ele. Mas depois de mostrar umas fotos da Taís e acalmar o homem dizendo que ela sabia e que tudo era só um teatro (mentira descarada de minha parte), ele enfim aceitou, marcamos para uma quinta-feira então, o grande ato.

Chegado o grande dia, deixei tudo organizado com ele, tivemos sorte que era uma tarde quente, e ela estava só de vestidinho curto (quase uma camisola), calcinha e sem sutiã. Eu já estava de pau duro, só de imaginar. O plano consistia em eu sair para trabalhar, dar a volta e me esconder do lado de fora da casa (com as janelas abertas conseguiria ver toda a ação, e é claro que não perderia isso por nada), Klebão chegaria chegando, não dei muitas instruções, só a direção básica, pois queria que ele improvisasse e me surpreende-se também.
14:00, eu vou enfim supostamente para o trabalho, dou um beijinho nela e saio, consigo sair e me esconder sem ser notado, e ainda deixei o portão da frente e a porta aberta (sempre eu que fecho quando saio), até agora tudo certo. Passado 20 minutos (eu já quase infartando) Klebão chega, consigo ver ele entrando pelo portão, ele parece bem alterado (depois fiquei sabendo que ele tomou um viagra com medo de “falhar”), ele esta focado, adentra a porta e vai em direção a minha esposa, a sala fica logo de frente para a porta e ela está sentada no sofá olhando TV, ela se assusta, questiona o que ele está fazendo ali, Klebão simplesmente tira o pau pra fora e diz que hoje ela vai conhecer um homem de verdade! Ela fica sem reação, incrédula, não sei se é de pavor, ou porque o pau dele era enorme, e estava latejando de duro.

Klebão se aproxima ainda mais, segura minha esposa pela cabeça tenta colocar ela para “mamar”, ela reluta, dizendo que não, que ele esta louco, tenta bater nele, diz que não quer trair o marido e que eu sou amigo dele. Enquanto isso Klebão ignora tudo e esfrega a piroca dura dele na cara e na boca dela. Ele fala pra ela ficar quieta e chupar, se não as coisas vão ficar feias pra ela (que orgulho do Klebão), ela reluta, reluta e reluta, mas enfim, abocanha o pau dele, ele segura a cabeça dela com o pau dentro da boca dela, e quando ela está quase sem ar retira, toda babadinha a piroca do moreno.
Nesta hora eu já estou batendo uma, olhando a tudo, e quando vejo, a safada está se empenhando em mamar a rola do Kléber, ela lambe a cabecinha, chupa com vontade, bem babadinho, passa a língua envolta da cabeça da piroca dele, sinto que a missão está indo de acordo com o esperado. De repente ele a joga para trás no sofá, coloca as mãos por dentro do vestidinho e tira a calcinha dela. Ela novamente começa a relutar, fechando as pernas e dizendo que não, que é para ele parar, que ele está louco. Klebão abre as pernas dela na força e cai de boca na bucetinha dela (que está molhadinha, molhadinha). Ele começa lambendo a xoxota dela, botando a língua lá dentro, chupando bem gostoso, e ela se retorcendo toda no sofá, e Klebão se deliciando com a bucetinha gostosa dela. Ela geme então, cada vez mais alto, se entregando toda.
Klebão então para de chupar ela e vai subindo, começa a apertar os peitinhos dela com vontade e abre o vestido (é daqueles vestidos bem soltinhos, com decotinho em “v”) e começa a chupar e lamber os peitinhos dela enquanto bota os dedos grande e sujos dele na bucetinha dela, Neste momento ela geme muito de prazer e goza pela primeira vez. Klebão então segura os dois braços dela pelos punhos no alto (com uma mão só), alisa as coxas dela e começa a roçar a cabecinha do pau dele na xoxota dela, ela morde os lábios, e tenta dizer para ele parar (bem baixinho). Ele esfrega a cabecinha na buceta molhadinha até que de repente entra com força e tudo dentro, 22cm de pau grosso e duro dentro da bucetinha da minha esposa. Ela grita de prazer, sim, grita! Ele começa comendo ela bem gostoso segurando pela cintura e pelos braços. Ele mete sem dó entre as pernas dela, e ela com os olhos fechados, tentando relutar. Klebão segura ela pelas pernas, erguendo-as para cima dos ombros dele, nesta hora consigo ver que o pau dele entrar TODO. Segurando na cintura dela e metendo gostoso com as pernas levantadas, Klebão estava se deleitando com tudo isso, e posso supor que minha esposa também.
Klebão então senta no sofá, pega ela no colo e a põe sentada sobre seu pau, ela fica sentadinha na piroca dele, assustada e com tesão. Ele fala então: – Agora senta gostoso no meu pau vadia! E o mais incrível de tudo isso, é que ela começa a cavalgar na piroca dele, cheia de tesão, como a tempo eu não via ela. Ele segura os braços dela (dei essa dica pra ele) enquanto chupa os peitinhos durinhos dela, ele se esbalda nos peitinhos dela, lambe em volta do mamilo, chupa, morde… Ela sentando bem gostoso no pau dele, e a safada ainda da umas reboladinhas. Kléber então segura na bundinha dela enquanto ela cavalga, da pra ver ele apertando bem forte. Eles então se olham, ela ofegante e gemendo, e então se beijam de língua, sim, se beijam! Safados, beijo bem molhado, cheio de tesão, com direito a chupão no pescoço dela, e nessa hora, a safada goza de novo, da pra ver ela se contorcendo toda.
Meu amigo Klebão (que domina a situação), levanta então (como pau ainda dentro dela), ele a coloca contra a parede da sala e mete sem dó, ela por sua vez entrelaça as pernas entre a cintura dele enquanto se beijam loucamente, lembrando que era pra ser algo forçado da parte dele, mas percebe-se que ela está completamente entregue. Klebão então a coloca no sofá, de quatro. Ele não perde tempo e enfia seu pau grosso e duro na bucetinha dela, ele segura ela com uma mão nos cabelos e outra na cintura dela, e mete gostoso, sentindo a bundinha durinha e gostosinha dela bater em sua virilha. Ele não para de foder ela com força, agora segura ela pelo pescoço, e da uns tapas fortes na bundinha dela (que já está vermelhinha, que tesão), ela começa a gemer alto, que putinha, e ele coloca a mão na boca dela, e pasmem, ela começa a chupar os dedos dele. Que cena! Ela de quatro e ele metendo gostoso por trás segurando a cintura e a cara dela, e ela chupando os dedos grossos dele.
Ele diz que não está mais aguentando e que vai gozar, ela diz pra ele não gozar dentro dela, e pede por favor. Ele segura forte com as duas mãos na cintura dela e mete agora com muita força, da pra ver que ele quer gozar gostoso nela, ela por sua vez geme e grita com muito prazer, a safada também está se deliciando. Ele então tira o pau dela, rapidamente vai de encontro ao rosto dela, coloca o pau na cara da minha esposa e fala pra ela colocar na boca, ela reluta, ele então segura forte sua cabeça e coloca o pau na boca dela a força, ele então finamente goza, e goza muito, da pra ver a porra descendo pela garganta dela, e ela toma o leitinho bem gostoso. Ele então tira o pau da boca dela, ela já sem ar, a porra escorrendo até os peitinhos dela. Klebão então pede para ela limpar a piroca dele, que ainda tem porra na cabeça do seu pau, ela prontamente, como uma putinha obediente, chupa e limpa a piroca ainda dura dele. E eu já havia gozado faz tempo na minha punheta e só assistia incrédulo o show que o klebão deu e minha esposa ofegante com a bucetinha vertendo de molhada.
Klebão então veste a roupa e fala pra Taís ficar bem quietinha, que esse vai ser o segredinho deles, e pra ela não se preocupar que ele vai voltar. Ela por sua vez ficou sem reação, não sei se de pavor ou por não acreditar no que acabara de acontecer. Klebão então sai, e minha esposa fica ali, demora uma hora a ter uma reação começar a limpar as coisas, tomar um banho, tirar toda porra do Klebão dela e deixar a casa como se nada tivesse acontecido, sim, por que até hoje ela nunca teve coragem de me dizer o que aconteceu e acha que eu não sei de nada.
O que posso dizer é que minha relação melhorou muito sexualmente falando, minha esposa está muito fogosa, aumentamos muito a quantidade e a qualidade do sexo que fizemos hoje, enfim, missão cumprida. E também dei os parabéns pro Klebão, foi sensacional o desempenho dele, e é claro, ele falou que queria repetir e que se deliciou comendo a Taís, inclusive já repetiu, mas essa e outras histórias dele comendo minha esposa eu conto outro dia, aguardem, o que ainda tenho pra contar é excitante e surpreendente.

Deixe um comentário

CAPTCHA