Perdendo a virgindade no carro

oi, esse é meu primeiro conto eroticos aqui, e é veridico e aconteceu ontém (15/05/18), vou falar minhas caracteristicas: tenho 19 anos, sou baixo (mais ou menos 1,60) sou branquinho, magro (52kg) não tenho barba, nem pelos pelo corpo, tenho o pau e o cu lisinhos, tenho olhos castanhos, cabelos pretos e dizem que sou bonito, vamos lá ao conto.
eu tava cansado de ser virgem, além do mais já passei da hora de perder, pois tenho 19 anos, então eu instalei o grindr, e fui procurando alguns rapazes que faziam mei tipo, para poder conversar e ver no que dava, dai eu achei um que me chamou a atenção, ele estava louco por mim, daí eu mandei mensagem falando: “me espera que eu vou, só estou tomando banho”, daí ele falou que eu podia ir, depois eu vejo uma mensagem dele, falando: “vc tem que vir logo, pois moro com um amigo e ele acbou de sair pra academia e volta ás 20:00”, como ele não tinha falado desse amigo antes eu fiquei meio que com um pé atras, pois

eu queria uma coisa só entre nós dois, daí eu tava pensando em dar um cano nele, porém eu já estava arrumando, perfumando e tinha feito a chuca, então o que eu fiz? fui ver as mensagens e tinha mensagem de um cara sem foto, que dizia estar louco por mim também, então eu falei: “vai me buscar em tal local, e me diz a cor do seu carro”… daí eu cheguei no local e esperei uns 5 minutos, daí vem um carro, abaixa o vidro e fala: “vem”, eu fui, chegando lá mais que de pressa entrei, ele abaixou o vidro, nos cumprimentamos e ele seguiu, ele olhou pra mim, me elogiou, eu olhei pela primeira vez pra ele, pois eu não tinha visto fotos, dele, só ele minha, daí fomos em direção á um motel conhecido aqui na minha cidade, aí eu falei: “pra onde estamos indo?” com um tom de medo (pois era minha primeira vez com um homem) daí ele falou: “pra um lugar alí bem legal” aí, eu: “tabom” …. dai quando chegamos na esquina do motel, ele entra numa estrada de barro e escura, eu pensei: “ainda bem, pois eu to com vergonha de ir no motel, e além do mais estou sem RG”, daí a gente seguiu nessa estrada, e passamos por um carro parado, com certeza era pessoas fazendo sexo, seguimos mais aa frente, tinha outro carro, aí fomos bem mais pra frente e paramos, ele desliga o carro e me da um beijo, e eu nem tava beijando bem pois estava encalhado há muito tempo por causa da minha insegurança, daí ele me beija e pega do meu pescoço, depois ele pega minha mão e leva em direçào ao seu pau, que estava em inicio de ereção, daí eu pego massageio e peço pra ele tirar o shorts, ele tira e manda eu chupar, eu faço o que ele pede e chupo, e ele fala: “nossa que delicia, to gostando, vc chupa muito bom” e eu só me deliciando da pica dele, pequena, porém grossa, mas até que ela encostava na minha garganta, aí depois de uns minutos chupando ele fala: “tira o shorts” eu novamente faço o que ele pede e desço o meu shorts ate o joelho, e ele pega no meu pau punheta um pouco, depois fica parado só recebendo a mamada, aí eu falo: “pode ficar a vontade”… alguns segundos depois ele começa a dedar o meu cuzinho, e eu achando uma delicia, primeiro ele põe um dedo e fica tentando enfiar, aí entra, depois ele faz o mesmo, só que com dois dedos, depois ele fala: “vamos mais pra frente, aqui tem risco de passar alguém” levantamos nossas roupas e vamos mais pra frente, chegando lá, ele tira o pau pra fora e pede pra eu chupar, e pede pra mim tirar o meu pra fora também, eu confesso que não estava gostando muito de chupar, mas continuava pra fazer o desejo dele, depois de uns minutos ele fala: “e esse cuzinho gostoso e apertado? vai deixar eu fuder gostoso?” na hora eu respondo: “sim, vou” (falo isso já me preparando pra levar rola) aí ele fala: “calma, chupa mais um pouquinho” eu falei: “mas eu não estou gostando muito de chupar”, eu fui sincero, realmente não tava legal, pq o pau dele tava babado e meu deu nojinho, daí ele fala: “então vamos pros bancos de trás e eu te como”, eu falei: “ok, vamos” daí ele saiu e entrou pela porta de trás, eu como sou magrinho, passei entre os dois bancos e fui pra trás, eu confesso que estava com medo de estar fudendo alí, no meio daquele matagal, mas tava legal, eu ja estava na chuva, então ia me molhar, aí ele coloca a camisinha e fala: “vem sentar” daí eu faço o que ele pede, sento de vagar; e sinto muita dor, pois era minha primeira vez, ele fala: “ta doendo?”, eu falo: “mais ou menos” (estava gemendo de dor e tesão) depois de algumas tentativas, o pau entra, a maior dificuldade é que o pau dele era grosso, pequeno porém grosso, ai quando entrou a metade, eu começei a rebolar, e ele gemia de tesão e falava: “continua, tá gostoso” isso ele falava pegando no meu pau e nos meus peitinhos, aí depois de algum tempo ele fala: “fica de quatro pra mim? vc fica de quatro nos bancos e eu saio fico de pé na porta e depois eu quero chupar seu pau” aí eu falei: “tabom, mas é perigoso, no meu desse escuro, vamos tentar dentro do carro mesmo” daí ele insiste tanto que eu concordo, daí ele da uma cuspida no meu cuzinho e depois, deda mais um pouquinho e eu falo: “pode meter” ele tenta, entra quase todo mas eu falo: “vamos parar estar doendo e ardendo” e ele fala: “tem certeza que quer parar?” eu falo: “sim” aí ele fala se vestido: “tabom então, vistase também” aí eu me visto e pergunto se ele não vai me chupar, pois ele tinha falado que ia, mas ele fala que não, no caminho ele conversa comigo normal, mas eu achando que ele ficou chateado por não ter deixado ele goza, falo: “vc ficou chatiado comigo? desculpa eu dei meu maximo, vc deve entender que é minha primeira vez”
ele: “não, não tem problemas, eu entendo sim, todo mundo tem sua primeira vez, ate eu ja tive, não estou chateado”
eu falo: “que bom, eu gostei muito de vc” daí ele foi me deixar no lugar que me pegou, eu pedi o seu whatsapp, ele me deu, e eu pedi desculpa por qualquer coisa e disse que vamos ter próximas vezes, e vão ser melhores, ele fala que com certeza e que não tenho nada que me desculpar.

é isso gente espero que gostem, vou deixar uma foto da minha bundinha aqui lra vcs

Deixe um comentário

CAPTCHA