Viciada em anal

Meu nome não é importante, pois trata-se de uma história real. Tenho 20 anos atualmente, sou do interior do país, da zona rural especificamente, hoje moro em São Paulo capital. Bem a história que contarei hoje foi logo quando cheguei aqui com meus 18 anos.
Como sou? 1 65 magra e peituda, cabelo castanho claro e olhos também, com algumas tatuagens pequenas e um piercing no meu peito esquerdo.
Sempre gostei de sexo, mas nunca tive a vontade de dar minha buceta, pq sou viciada em dar meu cu, e isso começou desde cedo, lá pelos meus 13 anos, sempre deixei meus colegas extravasarem no meu rabo, pq é algo do qual me sinto muito satisfeita.
A seguinte história se passou há dois anos atrás, vim de ônibus pra SP, e quando paramos em um onibus a beira da estrada para a janta, senti uma pulsação extremamente forte, ou seja queria fuder.
Mas queria fuder com um cara mais velho q fosse casado. Na primeira parada p janta, conversei com o motorista do ônibus com o intuito de tal ato, mas não rolou naquele momento.
Na próxima parada ele foi pro mato mijar enquanto fumava um cigarro, já me aproximei como quem não quer nada e agachei no mijo daquele vagabundo, q embora chocado continuou a mijar em mim, quando terminou abaixei a calça e pedi p ele me fude, ele ia em direção a minha xota,quando virei p ele e disse eu só fodo com o cu, e ele prontamente iniciou, mistura de urina no meu cu que em minutos estava cheio de porra, terminado o ato, subi minha calça e guardei a porra só p mim.

Dentro do ônibus me masturbou horrores, quando uma senhora com seus 54 anos mais ou menos me viu cometendo tal ato, ela ficou indignada, porém continuei o show p o azar dela, gozei horrores.
Quando cheguei na capital, queria mais a sede por pau no meu rabo nunca cessa, então precisava de mais.
Cheguei na casa de uma amiga q conheci pela internet e seu 2 irmãos tbm moravam com ela, então surgiu a grande oportunidade e não podia perder. Ela saiu, e ambos jogavam vídeo game, quando entrei de quatro nua na sala, e pedi p revezarem no meu rabo, a seco sem lubrificante ou cuspe, e eles prontamente aceitaram, foram cerca de 3 horas com eles me fudendo, um gozava e o outro assumia e foram assim por aquelas maravilhosas horas, quando eles não aguentavam mais, pedi q inserissem o controle da TV em mim e me enfocasse com o cadarço e assim fizeram. Quando terminei tomei um banho, mas não lavei meu cu para poder manter a porra lá dentro do jeito q eu gosto.

1 comentário sobre “Viciada em anal

Deixe um comentário

CAPTCHA