Descoberta pela marca do consolo

Desde de pequeno tenho uma fixação por roupa feminina e lingeries e sempre que ficava sozinho em casa ia no armário de minha mãe colocar algumas calcinhas dela pra me ver no espelho, sempre tive uma bundinha redondinha e uns peitinhos avantajados, com o tempo comecei a me masturbar e descobrir prazeres anais mas sempre sozinho.
Então um dia fiz com um pedaço de cabo de vassoura e um potinho de plástico o que seria meu primeiro consolo em formato de “ T “( vamos chamar assim ) , todas as tardes ficava sozinho em casa pois minha mãe trabalhava e meus irmãos estudavam e eu estudava de manha.


Então sempre me preparava colocava uma calcinha e um sutiem um sapato de salto apesar de um pedaço do meu pé ficar de fora pois meu era maior que de mamãe e ficava passeando pela casa com o consolo enfiado, as vezes ate lavava louça assim para parecer mais mulher.

E então que uma loucura aconteceu

Um belo dia estava eu de lingerie um vestidinho tubinho e salto passeando pela casa quando a campainha tocou. Na hora entrei em desespero o que faço corri para o quarto tirei toda roupa o salto coloquei uma bermuda uma camiseta e fui atender pois poderia ser um dos meus irmãos ter chego mais cedo da escola.
Por baixo da bermuda continuei com a calcinha e o “ consolo “ enfiado no meu cuzinho.
Quando chego para abrir a porta era meu vizinho de frente Eduardo sempre estava em casa, amigo da família mas nunca tinha ido lá essa hora, então abri a porta falei pra q ele entrasse, ele entrou se sentou na sala e eu me sentei no outro sofá meio de lado pois estava com o consolo e não conseguia sentar direito.
Ficamos conversando um pouco e ele disse q tinha ido lá pois tinha esquecido a chave de sua casa no carro de um amigo e ele iria levar pra ele
Então foi o que o mais louco aconteceu !!!

Ele pediu que eu pegasse um copo d’agua para ele pois estava com cede então fui ate a cozinha já imaginando q quando eu voltasse passaria no banheiro para tirar o consolo.
Estava eu lá na pia esperando o copo encher quando escuto ele bem perto de mim falando oque e isso ? ao mesmo tempo já com a mão empurrando o consolo para dentro de min na hora soltei uma gemida de dor e prazer, ao mesmo tempo o copo caiu na pia e eu gelei não sabia o que falar e nem fazer então ele disse.
– Cadê minha agua ?
Peguei o copo e voltei a pegar agua neste momento ele já estava com a cocha entre minhas pernas forcando o consolo para dentro de mim.
Então o copo encheu virei me entreguei a ele q bebeu em uma golada só e me disse .
Vamos ver o que temos aqui e foi descendo minha bermuda que era penas de elástico tentei falar q não mas ele já foi vendo a renda da calcinha preta que eu usava e falando. Vira quero ver, ele foi me virando e metendo a mão no consolo e disse – então eh isso que vc fica fazendo o dia todo sozinho em casa eh na hora não tinha palavras a não ser o desespero .
Ele passando a mão na minha bundinha e sempre empurrando o consolo pra dentro para não sair
Então ele disse venha aqui pra sala vamos conversar fui levantar a bermuda ele disse não venha sem ela já não sabia mais o que fazer então estava nas mãos dele apenas obedeci acabei de tirar a bermuda e fui para sala de calcinha e camiseta
Cheguei lá ele se sentou e eu fui me sentar no outro sofá e ele disse venha cá sente do meu lado, me sentei do lado dele mas não conseguia olhar para ele não sabia o que ele poderia fazer ele começou a alisar minha coxa e falar calma sempre desconfiei de vc pois vc tem uma bundinha mtu gostosa e um corpinho bem feminino sempre achei q vc gostasse de dar o rabo ( isso me deixou meio puto na hra ) então disse – Mas eu nunca dei, na hora ele riu e disse esta dando agora mesmo que seja para um brinquedinho e riu novamente foi me acalmando e logo perguntou o que mais vc usa fiquei quieto novamente então ele falou. – Vai lá e coloca a roupinha q vc usa quero ver, eu prontamente obedeci fui ate meu quarto coloquei o vestidinho tubinho q eu estava o salto e voltei para sala ai ele disse – Você eh

praticamente uma menininha venha aqui deixa eu te ver melhor, me aproximei dele q fez eu dar uma voltinha para ver meu corpo, ele se sentou no sofá e já foi me puxando para o colo dele então sentei na perna dele e a mão dele uma direto pra coxa e a outra para minha bunda então ele ficou fazendo umas perguntas e perguntou se eu queria virar uma menininha na hra fiquei quieto ele pegou minha mão e levou no pau dele que já estava semi duro comecei a alisar seu pau e ele logo tirou pra fora, não era mtu grande mas grosso bem mas que meu consolo que eu estava acostumada então pediu para eu ficar de pé e virar de costa na hra atendi ele levantou meu vestido e passando a mão no meu reguinho disse – Vem aqui senta aqui no chão fui ajoelhando e ele foi me dando o pau para chupar não sabia

direito como fazer mas ele logo me mostrou como ele queria pegou minha cabeça e com mta força enfiou o pau todinho na minha garganta na hora engasguei mas ele não soltou e falava mama gostosinha mama, aquilo foi me dando mtu tezão meu pintinho que estava preso para traz já estava ficando duro, e ele bombando na minha boca como se fosse uma bucetinha então ele disse – Vou te dar um leitinho e vc vai engolir tudo viu eu como boa menininha só respondi q sim com a cabeça pois estava com a boca cheia do pau dele neste momento ele começou a bombar mais forte e sempre segurando minha cabeça der repente ele enfiou p pau tão fundo q achei que iria vomitar e ele disse – Calma calma ,já foi gozando na minha garganta jorrando a porra direto pro meu estomago então tirou o

pau da minha garganta e disse –Limpe ele todinho, fui lambendo e limpando e ele falou –Não vou fazer vc menininha aqui pois sei q logo sua mãe ira chegar e não quero que ela te veja sendo enrabada mas, diga e a ela q vai na minha casa jogar vídeo game a noite ( sempre fazíamos isso ) e vá desse jeito com ele dentro tb, agora vou embora a noite vc vai ter uma surpresinha fui levar ele ate a porta e corri para o quarto pra me trocar meu cuzinho doía mtu do tempo q o consolo ficou dentro e na minha boca ainda o gosto da porra dele
Fiquei o resto do dia todo pensando no que tinha acontecido e me perguntando se iria na casa dele a noite escondi as roupas no meu quarto.
Aquele dia parece q as hras voaram minha família chegou e fomos jantar então toca a campainha minha mãe foi atender escutei a voz de Eduardo entrando falando com minha mãe na hora gelei o que ele tinha ido fazer lá. Ele chegou na cozinha com um cd de jogo na mão e falou pra mim -Se liga o jogo que eu peguei vamos jogar na hra olhei pra ele que estava com uma cara de safado e disse
–Posso mãe ela respondeu quando vc terminar de jantar pode mas não volte tarde amanha vc tem aula. Ele disse então
-Abra a porta pra mim vou indo te espero
fui abria a porta pra ele, e ele veio passando a mão na minha bunda dizendo hj esse cuzinho eh meu kkk na hra apenas isso um gelo na espinha e uma risada
então eu disse já já estou lá
acabamos de jantar e eu disse para minha mãe vou no Eduardo fui ate meu quarto coloquei a calcinha por baixo da roupa e peguei a sacola que estavam com as outras roupas dentro ela disse – Não volta tarde
abri a porta atravessei a rua e toquei a campainha da casa dele que morava sozinho ele saiu na porta e falou o portão esta aberto, entrei na sala da casa dele e ele disse cadê a roupinha então mostrei a sacola para ele e ele disse –Não, estou estou esperando uma menina na minha casa pode se trocar ai na hra gelei novamente e perguntei aqui ? ele respondeu com a cabeça q sim
então olhei para mim em uma garagem com o portão de grades qualquer um que passasse na rua viria eu me trocando mas como boa menina e submiça q sou me encolhi atrás do carro dele e me vesti enfiei o consolo novamente no meu cuzinho q ainda estava ardido da tarde e entrei na sala da casa dele então ele disse –Agora sim venha ate aqui cheguei ate ele q já foi levantando meu vestido e metendo a mão na minha bunda e empurrando o consolo. Então ele disse –Esta vendo aquela sacola em cima da estante eu respondi q sim vá ate lá e pegue-a fui ate a estante em frente do sofá q ele estava sentado e apesar de star com o salto sou baixinha mas me estiquei fiquei na ponta dos pês e consegui era uma sacola de papel nao dava pra ver o que tinha dentro olhei para ele q estava com uma cara mtu safado e perguntei essa ele disse –Isso abra. Quando abri tinha uma embalagem com um plug anal não mtu grande mas grosso parecido com seu pau e tb uma embalagem de KY então olhei o plug e eu disse
-Humm que legal na hra ele respondeu
-E seu assim vc não tem mais que usar esse negocio feio improvisado kkkk
eu abri a embalagem e coloquei na boca para lubrificar fui ate o sofá e falei pra ele
-Me ajuda e ele prontamente atendeu tirou meu consolo improvisado de dentro de mim pegou o KY passou no dedo no plug e no meu cuzinho e foi enfiando o dedo para deixar bem lubrificado fui empinando a minha bunda na hra já comecei a gemer com o dedo dele ele riu e disse -Calma q hj vc não vai ficar só no dedinho e no brinquedo, foi enfiando o plug achei que não iria entrar mas ele foi forçando forçando e quando chegou em uma parte q não entrava mais ele forcou e entrou de uma vez, parecia q tinha me tirado a virgindade como se tivesse rompido alguma coisa ( acho que as pregas )
já fui me jogando no colo dele que foi enfiando a língua dentro da minha boca e me beijando comecei a rebolar no colo dele e ele abaixou a alça do meu vestido para chupar meus peitinhos e eu acariciar seu pau por cima da bermuda abaixei um pouco sua bermuda e vi que seu pau estava todo babado de pré gozo aquilo me deu um tezão já abaixei e comecei a chupa ló chupei lambi beijei a cabecinha engoli inteirinho deixei q rocasse minha garganta então ele me levantou me virou de costa me colocou de 4 debruçado no sofá eu por minha vez empinei minha bundinha ele tirou o plug de dentro enfiou o dedo e disse –Hj vou realizar seu desejo vou enfiar um pau de verdade dentro de vc
e eu respondi –Enfia esse pau bem gostoso dentro de min enfia
ele foi enfiando enfiando ardia, doía mas era bom como se uma grossa arvore estivesse me rasgando ao meio.
Senti qndo a cabeça entrou e começou devagarzinho a bombar eu gemia e ele bombava e assim ficamos ate q ele disse – Cuzinho guloso engoliu meu pau todinho isso me deu mtu tezao e começai rebolar então ele parou tirou de dentro e disse –Venha aqui sentar no meu colinho sentou no sofá e eu fui indo de costas ele me virou de frente e disse –Quero ver sua cara sendo fodida
Eu estava totalmente entregue para ele pegue sentei sobre ele guiei o pau dele ate meu cuzinho e comecei a rebolar e fala me fode me fode gostoso
Ele prontamente atendeu segurou meu corpo e começou a bombar me segurando pela cintura cada vez mais forte e mais rápido ate que então ele disse –Toma e senti o pau dele pulsar dentro de min jorrando toda a porra no meu cuzinho ficamos assim comigo sentada em cima algum tempo ate q o pau dele começou a amolecer então levantei qndo levantei senti a porra escorrer pela minha perna passei a mão e ele disse –Lambe levei a mão ate minha boca e lambi a porra q saia do meu cuzinho então ele disse –Venha cá vou colocar o plug de volta em vc para parar de vazar virei de costa pra ele, ele enfiou o plug novamente e disse
-Se troque e vá pra sua casa pois já eh tarde e sua mãe vai brigar, amanha eh sexta feira diga a sua mãe que vai jogar videogame novamente ai podemos ficar ate mais tarde, mas lembrasse a partir de hj vc eh minha menininha, e aqui dentro só quero vc de roupinhas de menininha, ok ? e a partir de hj seu nome aqui dentro eh DEIA entendeu disse q sim fui ate a garagem me troquei dei um beijo nele e um no pau dele me despedi e fui embora dai pra frente todos os dias eu ia jogar vídeo game as vezes ele ia na minha casa a tarde pra ver se eu estava de calcinha então comecei usar calcinha todos os dias e assim ficamos por mtu mtu tempo.

Ass cdzinha putinha

Deixe um comentário

CAPTCHA