Uma noite de putinha

Depois de uns contratempos e algum tempo sem se ver, eu e meu macho, começamos a trocar mensagens novamente, sempre tivemos uma relação de muito tesão, sem muitas afinidades no dia a dia, mas na cama pegava fogo, era só encostar de leve que o pau dele ficava muito duro e a minha bucetinha enxarcava, sem fazer muito esforço. Qualquer toque pegava fogo e o tesão explodia incontrolável.
As mensagens foram ficando cada vez mais picantes e a gente tinha que se comer, de qualquer jeito.


Estava difícil marcar um dia na nossa agenda, eu trabalho de dia, ele até bem tarde (início da madrugada), então combinamos dele sair do trabalho e ir até minha casa, provavelmente eu já estaria dormindo, mas ele tinha a senha para entrar, pedi pra ele me ligar um pouquinho antes, pra eu já ficar esperando acordada e não me assustar.
A tarde marquei uma hora na depilação, deixei a bucetinha bem lisinha como ele adora, enquanto me depilava eu ficava imaginando como seria a noite, o tesão era tanto que até com a depiladora me tocando eu ficava excitada, com medo e vergonha de ficar molhada e ela perceber, e com certeza ela percebeu, por mim eu fodia ali mesmo com ela kkkkk
Cheguei em casa a noite, apesar do tesão, eu estava bem cansada, tomei um banho relaxante, coloquei uma calcinha vermelha bem pequeninha e fui deitar, tentei ficar acordada, mas o sono me venceu.
Ele não me ligou, entrou em casa, tomou um banho, e quando eu percebi ele ja estava deitado, embaixo das cobertas, sem roupa, com a cabeça do pau batendo na minha coxa pro tras.
Só deu tempo de eu falar “oi”, ele respondeu “boa noite” com um sorrisinho no rosto, colocou minha calcinha pro lado e enfiou o pau duro na minha buceta, de uma vez só, sem eu esperar, sem dar tempo de ficar molhadinha, eu gemi de dor e tesão, depois disso não me aguentei, empinei a bundinha pra ele, com ajuda de um travesseiro, e ele ficou socando por trás, minha buceta escorria de tanto tesão, o pau dele deslizava, aquele barulho de vai e vem molhadinho no meio da madrugada me deixa louca, ele me comeu de quatro, tentou deslizar o pau pro meu cuzinho, mas eu fui mais rápida e não deixei, o rabinho vai ficar pra outro dia. No fim eu virei de frente pra ele e abri bem as pernas, pra ele meter bem no fundo como eu gosto, no fundo, com força, colocando e tirando sem parar, ele colocava o pau todo, dava uma parada lá dentro, apertava bem, a vontade é que entrasse até as bolas.
É assim com as pernas bem abertas e ele por cima de mim que gostamos de gozar, até que nao aguentamos mais e ele gozou, colocou todo leitinho dentro da minha buceta, muita porra, bem quentinha e eu dormi com a bucetinha escorrendo.
Pouco tempo depois o despertador tocou, tomei um banho, me arrumei e fui trabalhar, ainda sentindo a porra escorrer quentinha, deixando a minha calcinha molhada, enquanto conversava com meu chefe, igual uma putinha que deu a buceta noite toda.

Deixe um comentário

CAPTCHA