Eu e um casal de Salvador

Olá me chamo Paulo (nome fictício), moro em salvador, vou contar um rápido evento que aconteceu comigo. Eu morava em um prédio de 10 andares, morava no sétimo. Uma certa noite chegando no prédio, me deparo com um casal vizinhos, eles aparentavam que estavam um pouco bêbado, riam, falavam baixo, essas coisas. Estavam aguardando o elevador, me aproximei desejei boa noite e eles me responderam, ao entrar no elevador, Roberto (nome fictício) perguntou a esposa (Jéssica (nome fictício), quer ganhar um presente? Ela riu e respondeu com outra pergunta, o que é? Ele falando baixinho próximo ao ouvido dela, quer que ele beije sua boca? Ela rindo respondeu, se

você deixar e ele quiser, eu aceito. Roberto vira pra mim e pergunta, você pode beija minha esposa? Meu pau parece que acordo só em imaginar eu beijando aquela deliciosa mulher. Não pensei duas vezes, respondi, claro! Porém ele falou, não pode ser aqui por que da câmera, vamos até o décimo andar e na escada você a beija, eu topei na hora. Descemos no décimo andar e fomos a escada. Pronto, pode beijar minha esposa, eu fiz com tanto tesão, após o beijo ela exclamou, nossa ele ficou de pau duro! Roberto riu e falou, acho que ele quer mais que um beijo, ele me perguntou que mais você quer vizinho além do beijo dela? Sem excitar respondi, quero lamber o cuzinho dela, ela olhou pra ele, falou Caracas! Meu cuzinho? Roberto pergunta pra ela, e aí? Ela se virou e falou fica a vontade, eu levantei a saia dela, beijei seu bumbum, coloquei a calcinha de lado e comecei a lamber o cuzinho, Roberto olhava de forma que não estava acreditando. Ela começou a gemer, eu massageava sua xota, enquanto Roberto a beijava, a excitação ficava cada vez maior, ela fala para o marido, amor, eu quero a pica de vocês, por favor!
Eu levantei e ela começou chupar os dois paus, depois pediu para beijar o marido que sem intimidar a deixou beija-lo. Ela se colocou inclinada e pediu para eu meter enquanto chupava o marido, ficamos por alguns minutos nesta deliciosa brincadeira, até que gozamos. Depois desse evento rolou mais vezes que em outra oportunidade eu contarei. Casais, casadas e solteiras de Salvador, se quiser me conhecer sintam-se a vontade, sigilo sempre! [email protected]

Deixe um comentário

CAPTCHA