Minha sobrinha,a praia e a amiga surpresa – Parte 1

Meu é Alan tenho 34 anos e vou contar uma história que aconteceu comigo em 2017 e a minha sobrinha Tamires morena,1.65m 19 aninhos olhos verdes seios grandes e bunda empinada corpinho perfeito para pecado!
Em um feriado prolongado no mês de abril a família decidiu se reunir na casa de praia em Peruibe SP, Tamires como sempre empolgada foi logo me avisando desse fim de semana ela disse:


Alan vc vai né ? Fiz de conta que não sabia de nada e disse: Vou pra onde menina e dei risada mas na verdade eu adorava ir pra praia com a família mas era só por causa da minha sobrinha adorava admirar aquele corpo pequeno e gostoso me deixava doido com aquele biquíni rosa pequenininho que marcava sua bucetinha inchada a luz do sol.
Conheci Tamires quando comecei a namorar a tia dela nessa época ela era bem novinha, com o passar dos anos ficamos amigos bem confidentes me contava tudo sobre a vida dela .
Com o passar dos anos vi seu corpinho evoluir seios grandes Tamires só usava roupa curta então não foi difícil perceber que sua bucetinha ficava mais carnuda e inchada a cada dia e com todo final de semana estava reunido na casa da minha sogra era fácil flagra ela de toalha ou de calcinha.
Numa dessa reunião de família cheguei na casa da minha sogra e não vi Tamires preocupado perguntei Cadê minha sobrinha favorita a mãe dela respondeu : está no quarto dela desde cedo .
Então subir até o quarto dela pra saber se precisava de algo,enquanto eu andava pelo corredor até o quarto fui ouvindo gemidos baixinho fui se aproximando do quarto de Tamires e gemido aumentava então espiei pela porta que estava meio aberta e vi uma cena inesquecível minha sobrinha deitada na cama com as pernas abertas aquela calcinha branca de lado se masturbando.
Foi a primeira vez que vi aquela bucetona depiladinha minha sobrinha era bem greluda fica acariciando aquele grelo gigante lábios bem carnudos uma bucetinha maravilhosa que já estava todo ensopada molhada parte da calcinha e escorria pelo cuzinho não aguentei corri pra banheiro e bate uma punheta bem animada gozei umas três vezes me imaginando fudendo aquela vadia bucetuda .
Fiquei anos esperando esse dia acontece só não imaginava que seria melhor do que eu pensei .
O dia estava mais próximo que eu imaginava.
Chegamos a praia família toda reunida churrasco rolando na casa tinha uma piscina minha sobrinha resolveu nada com um biquíni branco que quando molhava revelava seu grelo e sua bucetinha carnuda isso me deixava doido coloquei o óculos escuro já estava bêbado e comecei a observar ela aquilo me deixar de pau duro tive que colocar uma toalha no colo para ninguém perceber o meu pau latejando de desejo pela minha sobrinha bucetuda.
A tarde decidimos todos ir a praia enquanto Tamires estava caminhando na minha frente eu iria observando sua bunda com aquela biquíni enterrado no seu rabo grande imaginando o cuzinho como seria apertadinho de vez em quando ela olhava na minha direção e dava um sorrisinho safado como se sabia que eu estava admirando aquele rabo gostoso dela isso me deixava mais louco e com vontade de pegar ela e explorar seu corpinho com a minha língua .
Chegando na praia arrumei um quiosque sentei pedi uma cerveja Tamires correu para água fiquei observando o balanço da sua bunda enquanto corria em direção ao mar isso me deixava com pau duro louco pra enfiar na buceta carnuda dela.
Passou umas horas tomei mais algumas cervejas já estava alegre sentado naquele quiosque quando olhei em direção ao mar eu vi Tamires brincando na água com uma linda garota branquinha quase a mesma altura dela estava com biquíni azul magrinha uma bundinha empinadinha seios pequenos mas lindos não sabia quem era essa linda garota.
As duas veio na minha direção e conseguir observar bem. Tamires disse que era uma amiga dela que por coincidência se encontraram ali e o nome dela era Bruna.
Comprimentei Bruna, Tamires pegou meu copo de cerveja deu uns goles e o ofereceu a Bruna dizendo :
Agora vc pode beber amiga a partir de hoje vc já tem 18 anos e deu risada .
Fiquei encantado com a beleza da Bruna 18 aninhos feitos recentemente olhos apertadinho castanho branquinha cabelos pretos longos seios pequenos magrinha bundinha empinadinha pelo biquíni conseguir ver que tinha uma bucetinha pequena pois não fazia tanto volume quanto à da Tamires .
Tarde chegou fiquei na praia admirando o por do sol com Tamires e Bruna quando mãe da Tamires chamou a gente pra ir num quiosque ali perto que iria ter música ao vivo eu já bêbado avisei eu iria pra casa descansar.
Quando me levanto e estou indo embora minha sobrinha diz esperar q vou também , fiquei surpreso mas não criei expectativas só respondi então vamos, fiquei mas surpreso ainda quando Bruna vou junto com vcs quero conhecer a casa fiquei calado .
As duas fora caminhando na frente eu fui atras admirando aquelas duas bundas lindas imaginando um monte de putaria e nem percebi que o volume no meu shorts aumentava foi quando Tamires e bruna olhou para trás e disse :
Alan pode desarmar a barraca o sol já se foi e deram gargalhadas…
Eu sem entender observei o volume do meu short fiquei meio constrangido mas dei uma risada e disse não tem com desarmar a barraca com vcs duas assim na minha frente,então Tamires parou soltou a mão da Bruna olhou no meu olho e com a mão apertou meu cacete e disse suavemente : Você não viu nada ainda!
Voltou segurou a mão da Bruna e as duas saíram dando gargalhada.
Quando chegamos em casa as duas pularam na piscina eu fui pra rede pensando no que ela tinha feito fiquei confusão e cheio de tesao na minha sobrinha bucetuda e na amiga dela do rabo empinado meus pensamentos foi interrompido pela voz da Tamires dizendo que iria tomar banho e disse vem Bruna vamos juntas aquilo me deixou louco duas ninfas tomando banho juntas e eu cheio de tesao.
Resolvi espiar as duas qual não foi minha surpresa elas tinha deixado a porta do banheiro entreaberta de propósito.
Olhei pela porta vi minha sobrinha acariciando os peitos da sua amiga com uma mão enquanto a outra mão brincava com a bucetinha rosadinha e pequena da bruna que por sua vez fazia o mesmo com a buceta greluda da minha sobrinha as duas se beijava enfiava os dedos uma na buceta da outra eu pela aquelas fresta da porta vendo toda aquela cena não aguentei coloquei meu pau pra fora e comecei a bate uma punheta observado cada detalhe da bucetinha rodada da Bruna e e da bucetuda da minha sobrinha Tamires.
Não demorou muito e as duas perceberam a minha presença ali e continua a se esfregar igual cadelas no cio foi quando minha sobrinha me chamou pra participar ela disse assim:
Alan não fica só olhando ajudar a gente gozar ..
Entrei rapidinho tirei minha bermuda Tamires olhou pra mim e disse
Faz tempo que estou querendo isso foi abaixando e abocanhou meu pau que estava duro começou a dar umas engasgadas enquanto isso bruna veio me beijando fui logo colocando o dedo em seu pequeno clitoris sentir que ele estava quente e bem lubrificada isso fez meu pau ficar mais duro e fazer Tamires se engasgar novamente foi quando Bruna me fez deitar no chão do banheiro e Tamires Ainda chupando feroz meu pau Bruna veio e colocou sua bucetinha na minha boca comecei a me deliciar com a bucetinha rosadinha e quente na minha língua Bruna gemia igual uma putinha de tesao enquanto Eu segurava a nuca da Tamires e fazia ela se engasgar e babar no meu pau.
Tamires parou de chupar meu cacete e sentou em cima meu sonho estava se realizando finalmente sentia aquela bucetinha carnuda e greluda no meu pau enquanto isso bruna já tinha gozado umas duas vezes eu sentia aquele melzinho gostoso na minha língua. Tamires como sempre dominadora disse pra amiga : Vem amiga senta aqui nesse pau gostoso que esse safado agora vai chupar minha buceta até gozar de novo , Bruna obedeceu enquanto eu vi aquele enorme grelo da minha sobrinha na minha cara Bruna com sua bucetinha extremamente apertadinha sentava no meu cacete minha sobrinha dizia vai safado vc não queria essa buceta ela é toda sua nessa hora bruna parou de sentar no meu pau e começou a chupar com seus pequenos lábios nessa hora não aguentei enquanto chupava a bucetinha da sobrinha segurei firme na nuca de Bruna e gozei muito na boca dela fazendo ela engasgar e escorrer porra pelo canto da boca nisso minha sobrinha gozava pela terceira vez na boca fomos ao êxtase. Saímos do banheiro e fomos pra sala onde minha sobrinha me confessou que tinha vontade de dar o cuzinho mas essa parte é uma outra história. Espero que tenham gostado até aqui . Essa a primeira vez que escrevo sobre isso

Deixe um comentário

CAPTCHA