Saindo do virtual para real

Tenho muito tesão em pornografia, gosto de ler contos eroticos e também de sexo virtual, acho massa. Depois que me separei, pude voltar a ter minhas amizades já que minha ex era muito ciumenta, então voltei a falar com uma amiga dos tempos da escola que aqui chamarei de Lia. Ela era magrinha, cabelos longos e pretos, branquinha, olhos verdes, era muito minha amiga, hoje ela está com a mesma idade que eu (36), separada ja fazem dois anos, ela está bem gostosa( me mandou uma foto na pria de biquini) corpão, belas pernas, uma bunda grande, seios siliconados e o mesmo rosto angelical, ja algum tempo, nós falavamos sobre sexo mas o que vou relatar hoje para vocês, aconteceu ontem( domingo) a noite. Lia me chamou no zap e disse que estava carente e precisava conversar, eu parei o que

estava fazendo e dei toda a atenção que ela merece. Quando ela desabafou começamos a falar novamente de sexo, foi então que a convidei para um sexo virtual, ela topou e fizemos, ela gozou bem gostoso, foi quando ela desligou o celular e me ligou por video, ela estava nua e me mostrou sua xaninha bem molhada dizendo que nunca tinha feito e que adorou, na mesma hora meu pau voltou a ficar duro. Eu disse a ela se ela estava satisfeita, ela disse que não. Perguntei se queria continuar ela disse que sim, mas não por telefone. Sai em desespero para a casa dela, ela me recebe apenas de calcinha fio dental. Passei cerca de um minuto parado na porta apreciando aquele corpo maravilhoso que ela tinha, foi quando ela virou de costa e abaixando veio ao meu encontro encostando aquela bunda no meu pau, alisei suas costas buscando seus seios eela começou a roçar no meu pau que endurecia de tal forma que estava quase estourando o ziper da minha calça, aí ela se virou e me deu um beijo de tirar o fôlego, eu retribui aquele beijo e passei a mão em todo seu corpo até chegar na sua bunda, ela mais baixa do que eu ficava segurando meu pescoço enquanto a segurava pela bunda, fechei a porta do seu apartamento e carregando-a, levei para seu quarto que ja tinha morangos, champanhe e chantili nos esperando, ela sentou na cama e foi tirando minha calça, beijava minhas coxas e começou a lamber meu saco, apertando minhas bolas, depois engoliu minha rola grossa, passando a lingua em todo corpo do meu pau, começou a me punhetar freneticamente, estava quase gozando, eu urrava de prazer com aquele boquete, ela então deitou na cama e abriu as pernas me chamando, calmamente comecei a passar a lingua naquelas pernas lisas e bem torneadas, chegando nas suas coxas, ela abriu bem suas pernas, senti o cheiro daquela bucetinha, tirei sua calçinha totalmente molhada, lambi a parte interna de suas coxas até chegar em seu clitóris, que buceta maravilhosa a Lia tem! Chupava sua buceta enquanto massageava seu clitóris, ela gemendo pedindo para não parar, gozou na minha boca, senti o mel daquela buceta. Peguei o chantili e derramei entre seus seios e sua barriga, comecei a lamber todo seu corpo e ela dizendo que estava amando aquela sensação, foi quando ela me pediu pra penetrar nela, a coloquei de quatro, lambia aquela bucetinha chegando no cuzinho virgem dela, eu sugava aquele cuzinho de tal forma que ela gemia alto, coloquei meu pau duro na entrada da sua bucetinha e batia nela pra sentir como tava duro, coloquei lentamente minha rola naquela xaninha que estava ardendo em chamas, começamos um movimento de vai e vem aumentando a velocidade até ela gozar novamente, mudamos de posição ela ficou por cima de mim, pegou a garrafa de champanhe tomava enquanto rebolava no meu pau, derramava no meu peito, sugava toda a bebida, lambia meus peitos, depois jogou nela, não deixei uma gota da bebida ir embora, eu mamava naqueles seios sem para enquanto apertava aquela bunda dando uns tapinhas de vez enquando, pedi pra meter naquele cuzinho e ela disse que não, pois nunca tinha feito, eu implorei até aceitar. Coloquei ela de ladinho, passei o dedo em volta do seu buraquinho e fui abrindo caminho até começar a colocar a cabeça do meu pau naquele cu que não tinha visto rola até então, foi tão de boa que ela curtiu cada centimetro do meu pau afundando naquela gruta, fui aumentando a velocidade, apertava seus seios colocava meus dedos na boca dela pra ela chupar, pedi pra come-la de quatro, ela atendeu meu pedido, ela ficou na minha posição preferida e comecei ora comendo sua bucetinha ora o cuzinho, a fiz gozar novamente, ela já estava com as pernas tremendo, foi então que disse que queria que ela tomasse leitinho quente ela me disse que ia tomar tudinho. Ela começou a me chupar lambendo a cabeça do meu pau e com a boca nele começou a me punhetar foi quando gozei, o primeiro jato foi na garganta dela, quase ela engasga, mas enchi sua boca de porra, ela lambeu e engoliu tudinho, deitamos na cama nús

Deixe um comentário

CAPTCHA