Dia de sorte

Olá, escrevo para contar algo inusitado que aconteceu, pois nem sempre a sorte nos sorri. Estava em um dia de domingo em casa entediado, qua do resolvi entrar na net em.um chat de bate papo, cliquei na minha região que é o Rio de Janeiro, é fiquei ali papeando. Me chamou a atenção um nick daqueles bem escancarado “buceta querendo”, resolvo dar trela e começamos um papo. Ela me disse que era casada e que o marido estava viajando e estava com muito tesão, pensei comigo – me dei bem – papo vai papo vem chamei para pegarmos uma praia ela fez charme e pediu meu zap… daí meus amigos o bicho pegou… ficamos umas 4 horas de bate papo até que ela me manda uma foto da buceta encharcada com dois dedos abrindo os lábios todos melados, nisso a pica já bateu no queixo de tanto

tesão… marcamos uma cerveja no fim de tarde e a história começou ali. Nos vimos nos avaliamos e gostei muito do que vi… uma morena meio gordinha daquelas bem sensuais de tirar o juízo… boquinha pequena, olhos pidões, um par de seios lindos e coxas bem delineadas… Ela disse “nossa vc pessoalmente é mais do que esperei” e eu disse ” a recíproca é verdadeira”. Sentamos em um barzinho bebemos uns chopps e a tensão sexual ali dava para cortar com uma faca rsrsrs… tanto era o tesão. Em certo.momento sentei mais perto a olhei nos olhos e caí de boca literalmente naqueles lábios… Ela beijava com fome, eu tava minha língua e eu retribuia com mais tesão ainda… perdemos um.pouco a noção do tempo e quando vimos este barzinho estava fechando. Então partimos para outro quando na verdade a vontade era outra. Como estava sem carro pois está lei seca não está dando moleza pra ninguém é íamos beber, chamamos um ubber mas este estava demorando.muito e ela sugeriu que pegassemos um ônibus pois o trajeto era pequeno de uns 15 min no máximo. Entramos e pela hora que era o coletivo estava vazio sentamos quase no fundo… Ela me olhou nos olhos e disse “vc me deixaria chupar seu pau aqui?” Não pensei duas vezes, abri a bermuda e coloquei a pica pra fora, quando ela viu ficou louca pois dizem que tenho um pau muito bonito, cabeçudo, reto, é grosso… aquela boca pequena sabia o que fazia… começou a chupar com uma fome, passava a língua na cabeça, mordiscava de leve as bordas da glande e engolia o máximo que dava se engasgando e voltando a chupar… que boca quase gozei ali no balanço do ônibus… mas tinha de ficar alerta pois haviam alguns passageiros na frente. Ela chupou uns 5 minutos e eu disse tb quero te dar prazer… trouxe aqueles lábios pra minha boca e beijei com vontade enquanto meus dedos desciam delicadamente por sobre a calcinha dela…enfiei a mão dentro e senti um pântano sob meus dedos de tão melada que ela estava… comecei a masturba-la coisa que modéstia à parte sou bom em fazer… Ela gemia na minha boca se conhecia… e quando via que ela estava chegando do ápice sussurrada no ouvido “não goza”… a tortura assim por uns 10 min, quando vi que estávamos próximos de onde descer acelerado o ritimo de quando senti o clitóris vibrando com a chegada do gozo, coloquei dois dedos dentro e massagiei seu ponto G, que era como um botão de gozo automático… Ela jorrou uma cachoeira na minha mão e mordeu minha boca de tanto tesão… eu levantei dei sinal e estando minhas mãos para ela que levantou arfante e meio cambaleante… deixando uma bela poça de gozo sobre o banco… e só que já viu uma.mulher gozar assim sabe do que estou falando. E ao contrário do que se pensa pouquíssimas não atingem este clímax… basta saber manipular as três grandes áreas de estimulação feminina, O cérebro, a audição e a bucetinha simultaneamente… bem descemos do ônibus e a noite só estava começando… volto pra contar a parte 2 para o conto não ficar muito longo.
Quem for do Rio e quiser vivenciar fantasias seja mulher ou casal só deixar um recado que daremos asas as fantasias e desejos. [email protected]

Deixe um comentário

CAPTCHA