Como se come um cu

Certo dia estava em casa sem fazer nada e decide dá uma volta,fui a um barzinho lá havia uma garota sozinha em uma das mesas bebendo,fiquei de longe a observando, percebi que não estava acompanhada então me aproximei e perguntei se eu poderia pagar uma cerveja a ela e aceitou e apartir dali começamos a conversar,certo tempo depois a conversa foi ficando mais quente e falávamos sobre fantasia e eu perguntei qual era a maior fantasia dela,então ela me respondeu que tinha curiosidade em sexo selvagem logo me empolguei,abri logo o jogo pra ela dizendo que eu tenho namorada e constumamos sair a 3,perguntei se ela toparia ela disse que nunca tinha saído com mulher,então disse a ela pra irmos pro sítio onde meu pai cuida pois estava com a chave e de lá eu chamaria minha namorada mais sem nenhum compromisso,ela aceitou e então comprei umas cervejas e fomos,chegando lá liguei pra minha

namorada e a convidei mais pra minha surpresa ela estava naqueles dias e não quis vim nem pra olhar,então nada feito de sexo a 3. Chamei Rebeca e disse que minha namorada não podia vim,mais q agente poderia ficarmos bebendo la,ela aceitou..
Papo vai papo vem percebi que Rebeca estava zonza por ter bebido bastante,então disse que hoje eu poderia realizar a fantasia dela,ela apenas disse que podia mais com uma condição,nada de sexo anal pois ela não curtia,eu aceitei claro,a buceta e a boca tava de bom tamanho,Rebeca tem 19anos é baixinha branquinha gordinha porém tem pernao e bundão,seios fartos rosto lindo, aquelas gordinhas delícia,eu sou um cara de 28anos cabelo preto nem magro nem gordo, um cara boa pinta…dei um beijo em Rebeca e a peguei pela nunca perguntei se ela realmente queria uma foda selvagem ela balançou a cabeça afirmando,então ainda segurando seus cabelos abaixei meu short e coloquei meu pau pra ela chupar fui enfiando devagar,puxei ela pro sofá e mandei sentar subi no sofá e enfiei fundo meu pau na sua boca ela quis provocar e eu tirei,então resolvi mete fundo denovo e não deu em outra ela provocou,não me importei continuei socando fundo e ela com o rosto suado e sujo, levei ela ao banheiro liguei o chuveiro e passei água nela,tirei minha roupa toda e a dela,ficamos em baixo do chuveiro ela continuou me chupando,peguei ela pelo braço e levei pro quarto,joguei ela na cama e cai de boca naquela buceta gordinha,virei ela de costas e mandei ela ficar de 4,chupei a buceta e o cu todinho depois deitei e a fiz me chupar denovo, segurei a cabeça dela e senti meu pau na garganta aproveitei e tampei seu nariz,ela ficou louca pra soltar e eu não deixei segurei um pouco e soltei,ela me chamou de louco eu apenas ri…falei que queria foder ela amarrada,peguei umas cordas e amarrei as mãos juntos as canelas,cada mão em uma perna,deixei ela toda aberta e meti um dedo na bucetinha quente,depois dois depois três tirei e coloquei a cabeça do meu pau fui enfiando socando cada vez mais forte,puxei ela pra beira da cama e aquele cuzinho ficava piscando pra mim,não resisti e coloquei um dedo ela gritou e disse que não,pois ela não curtia,peguei uma fita e ela começou a gritar dizendo que no cu não podia,passei a fita na boca dela,e ela me olhava assustada,fui na cozinha e peguei um óleo de cozinha que havia lá,passei no meu pau e derramei em cima dela um pouco caiu da buceta pro cuzinho,meti na buceta e soquei fundo tirei e disse agora é hora da cereja e comecei a forçar aquele cuzinho ela só balançava a cabeça,fui forçando e a pica entrando,quando entrou todo dei uma estocadas e tirei a fita da boca dela ela pediu pra mim parar e soltar ela,meti mais um pouco e soltei ela,ela me deu um tapa forte no rosto,fiquei irrado,peguei ela forte pelos cabelos a virei de costas e meti fundo no seu cu,sem pena alguma,ela gritou apenas espremi a cabeça dela na cama pra abafar o grito,e fiquei socando até que depois de uns 5min gozei…saí e fui ao banheiro, tomei banho e fui pegar uma cerveja,fiquei sentado de toalha no sofá,quando Rebeca chegou e sentou do meu lado e me deu um beijo sentou em meu colo e começou a rebolar em cima de mim, tirei minha toalha e senti aquela buceta quente roçando no meu pau,pedi pra ela colocar o pau logo pra dentro ela levantou e saiu fui atrás e ela correu pro quarto,e ficou me provocando pegando na buceta,fui em cima dela com o pau latejando ela me deu outro tapa e disse que adorou me ver bravo,eu apenas sorri e disse pra ela não brincar com fogo,ela disse que gostava do perigo,a peguei pelo braço e a empurrei na parede fiquei roçando o pau entre suas pernas,mandei ela baixar ela baixou e engoliu meu pau,nossa que delícia,ela subiu e perguntou se eu queria cu,eu disse que claro,mal sabia eu que deveria ter dito não…ela foi pra cama e ficou de 4 meti no seu cuzinho por uns 10min depois coloquei ela de lado e soquei no cuzinho denovo,quando eu disse que ia gozar ela saiu fiquei sem entender,ela me disse que ainda não era hora de gozar,já que eu queria cu,eu não podia gozar,me acalmei e continuamos novamente até que depois de umas duas horas metendo minha pernas tremendo enfim gozei,nunca tinha levando uma surra de cu,nunca mais esqueci disso,até hoje saímos e quando lembramos dessa história ela me zoa muito…

Deixe um comentário

CAPTCHA