Perdi minha virgindade com meu chefe.

Olá, me chamo Monica, hoje eu tenho 25 anos e continuo morando em londrina,onde se passa toda esse história da minha vida, começarei contanto um pouco sobre como consegui o meu primeiro emprego e o que eu fazia, bom minha família não é rica, nunca passamos dificuldades o dinheiro da minha mãe e do meu pai sempre deram pra pagar as coisas mais quando eu fiz 15 anos eu queria muito ter um emprega pra comprar minhas roupas etc … minha mãe trabalhava em um condomínio cuidando de um idoso e um certo dia a vizinha perguntou pra ela se ela não conhecia alguém para ficar de babá do seu filho de 3 anos minha mãe sabendo da minha vontade de ter um emprego e sabendo que era no mesmo local praticamente onde ela mesma trabalhava por eu ser menor e ela não gostar muito

de me ver solta logo me ofereceu pra essa vaga, bom no dia seguinte fui até o condomínio com ela fiz uma entrevista minha unica experiência com criança foi ter cuidado de alguns priminhos , o nome da minha patroa era Fernanda ela não se importou com minha idade e pouca experiência ela só queria alguém ali pra olhar seu filho enquanto ela fazia suas coisas, bem fúteis por sinal como ir ão salão de cabeleireiro, como eu estudava de manhã eu combinei o horário das 13hrs que era a hora que o menino chegava da escolinha e sairia as 19hrs junto de minha mãe, e poderia ser chamada para dormir aos finais de semana … Passou 1 mês e eu já tinha me adaptado ao menino , as minhas rotinas , só que eu ainda não conhecia o meu patrão, e foi no primeiro final de semana que fui dormir com o menino depois de um mês que conheci o senhor Henrique, moreno, alto, sorriso lindo e super simpático o corpo uma delicia não era um homem sarado mas tinha lá seus pontos fortes, eu não o levei na maldade nem por um segundo, o achei bonito apenas, e durante 1 ano eu trabalhei como babá para essa família, então minha patroa inventou uma viajem com suas amigas de 2 semanas até hoje não sei o motivo nunca me interessei e eu passei a ver o senhor Henrique todos os dias, eu já estava com os meus 16 anos,loira,1.65 , olhos claros , corpo muito bem desenhado, bunda bem redondinho e tenho pouco seios, eu chamava atenção…
O DIA DA MINHA PRIMEIRA VEZ :
O senhor Henrique era um empresário e as vezes tinha reuniões em outras cidades e eu sendo a babá dormia com seu filho, nunca me deu trabalho um anjo na minha vida, eu me apeguei muito a ele, enfim …
eu não sabia que ele voltária naquela noite e eu estava numa fase que eu estava com um fogo minha mãe não conversava sobre sexo comigo mas eu lia muita a respeito e minhas amigas todas já tinham transado, eu tinha lido alguns livros bem picantes e resolvi me tocar um pouco só que no sofá da sala , eu estava só esfregando bem gostoso meu clítoris e gemendo baixinho pra não acorda o menino que cuidava, quando eu escuto um pigarro abro meus olhos e vejo o senhor Henrique me olhando , eu levantei muito depressa ajeitando minha roupa e chorando eu só pensei que iria ser mandada embora , fora a vergonha que foi muita na hora, então ele se aproximou de mim me puxou com força me virando contra ele, eu estava assustada não assimilava o que estava acontecendo, ele parecia um pouco bêbado, eu senti a mão dele entrando por dentro do meu short e ele me tocando , eu na hora tentei fugir correr pra frente mas ele era muito mais forte, eu só lembro de ouvir ele sussurrando: “fica parada” , então eu obedece e ele começo a passar o dedo na minha rachadinha inteira entre meus lábios e minha entradinha e subindo novamente chegando no meu clítoris , eu não tentei fugir mais estava tão gostoso, ele tirou a mão e foi me fazendo sentar no sofá , pediu pra mim tirar minha roupa toda enquanto ele também tirava a dele, quando aquele homem se ajoelhou e começou a passar sua língua dentro de mim eu não sabia onde me segurar foi a sensação mais gostosa que já tinha experimentado, ele abria com os dedos e brincava com a linguá de baixo pra cima percorrendo meu grelo e os lábios , me fazendo gemer muito alto, então ele parou e disse ser a vez dele , eu fiquei muito nervosa e expliquei que nunca tinha feito nada pelo menos tentei explicar ele nem me deixou falar muito e já vou me segurando na nuca e colocando a pau dele na minha boca, era enorme e grosso, ele comandou todos os meus movimentos de vai e vem com a cabeça me fazia engolir aquilo tudo e eu tentava não me engasgar muito eu só sei que deixei aquele pau todo babado e estava cheia de tesão, então ele parou e me deixou respirar um pouco, me pegou no colo e me levou pro quarto dele, eu de inicio pedir pra parar e falei que queria ir embora , mas ele era irresistível segurava no meu rosto e falava que sonhava comigo desdo primeiro dia que me conheceu e pra me relaxar e acabar de me ganhar ele me beijou , foi o melhor beijo da minha vida, como ele mexia com minha língua eu sentia o meu corpo todo respondendo, logo eu já estava na cama , ele me colocou de quatro eu lembro que ele falava pra mim relaxar que não iria judiar de mim, ele começou esfregando a cabeça do pau dele na minha bucetinha virgem sem pressa e todo carinhoso , eu só sabia gemer e pedir pra ele ir com calma, o pau dele me penetrou de uma vez só eu soltei um grito e tentei sair da posição , então senti ele inclinado por cima de mim e tampando minha boca enquanto ele metia feito um louco dentro de mim ” toma sua vadia , era isso que você queria” entre outras coisas era isso que ele falava dando tapas na minha bunda, logo eu estava louca de prazer , ele já tinha tirado a mão da minha boca e pedia pra mim gemer mais e mais, mudamos de posição muitas vezes aquela noite, eu fiquei com corpo tremulo depois que chegamos ao limite dos nossos corpos, eu gozei na minha primeira vez , eu fui a putinha do meu patrão era assim que ele passou a me chamar depois desse dia, eu fui a amante dele por 3 anos … por aqui finalizo esse conto, mas teria muitas outras historias minhas e do senhor Henrique e minhas experiências lésbicas, aguardem !!!

3 comentários sobre “Perdi minha virgindade com meu chefe.

  1. Cheguei dar muito pra um chefe meu na época, ele tinha 70 anos e eu 19.
    Eu trabalhava em um escritório de uma grande empresa que ficava na Av Paulista, era ótimo satisfazê-lo naquele escritório a noite com aquela vista das luzes de São Paulo.

Deixe um comentário

CAPTCHA