Perdendo a virgindade com meu primo

Esse é meu primeiro conto erótico espero que de muitos. Críticas construtivas são bem vindas.

No início do ano de 2011 eu tinha 17 anos, acabado de entrar na faculdade e ainda era virgem. Eu não era feia(negra, 1,66m, 58kg, bunduda), porém era muito tímida.

Uns meses antes de começar minhas aulas na faculdade eu tinha reencontrado um primo meu que eu não tive muito contato durante a infância e fiquei impactada com a beleza dele.

Trocamos msn e passamos a conversar diariamente, um belo dia ele se oferece pra vir até minha casa (eu ficava sozinha o dia todo). Eu aceito mas sem muita expectativa e no dia combinado fui buscá-lo na estação de trem.

Mesmo com 18 anos na época, ele também era virgem. Chegando em casa ficamos horas apenas conversando até que bate a fome e resolvo ir até a cozinha buscar algo pra comermos e ele vem atrás.

Lá ele se declara e finalmente trocamos nosso primeiro beijo. Não sei dzer o que deu em mim, mas eu o bejava com volúpia, arranhava as costas dele, cheguei até a assusta-lo.

Depois de nos alimentarmos na cozinha voltamos pra sala e lá começamos a nos beijar no sofá, logo eu peço permissão pra colocar a mão poder dentro de sua cueca e ele obviamente autoriza e ja se sente com liberdade pra fazer o mesmo comigo.

Começamos a nos despir timidamente, quando chega o momento da penetração eu fiz de tudo para que ele não tirasse minha calcinha mas pela nossa inexperiência ele não conseguiu penetrar colocando a cacinha de lado e tive que tirar.

Foi muito difícil pra ele acertar o buraco, por varias vezes ele forçou contra meu ânus, até que com minha ajuda guiando a penetração com as mãos ele acertou minha vagina e eu me senti sendo rasgada ao meio. Por instinto assim que ele penetrou já começou a bombar forte, mas eu não sentia prazer algum, só uma ardência absurda e depois de uns 7 minutos pedi para que ele parace e graças a Deus ele obedeceu na hora.

Essa foi minha primeira vez, se o Feedback for positivo vou relatando minhas outras experiências e como me descobri ninfomaniaca.

Deixe um comentário

CAPTCHA