Meu primo tirou minha virgindade

Oi meu nome é Patricia tenho 18 anos historia que eu vou contar aconteceu a dois anos o conto fico meio grande mas vale a pena ler. Sou morena tenho 1,74 de altura olhos castanhos escuros quase preto cabelo castanho escuro ondulado vai ate a cintura sou magra tenho um bumbum de dar inveja e seios médios mas bem bonitos também.
Eu morro com minha vó, minha mãe e o caio que é meu primo que por sinal é bem bonito mas não tanto ele é mas ou menos bonito mas não tanto ele é bem alto deve ter 1,85 por ai é meio magro mas não tanto ele é meio sarado tem olhos cor de mel meio puxadinho cabelo meio claro que ele usa bem bagunçado ele ta no segundo ano da faculdade.

Eu tinha acabado de chega da escola fui direto pro banho pós onde morro é bem quente quando sai fui em direção do meu quarto que passa pela sala e La estava ele na sala como de costume sentado no sofá quase que deitado foi quando eu estava passado só de toalha toda molhada sem nada por baixo com uma toalha meio curta que tava no banheiro peguei ela porque eu tinha esquecido a minha no meu quarto eu tava mas ou menos no meio da sala quando ele de imediato colocou uma almofada que tava de lado em cima da sua bermuda nem liguei no momento foi quando minha vó disse va pegar um pano e enxugar o chão que a Fátima acabou de limpa Fátima é a mulher que ajuda na casa fui no banheiro pequei um pano e comecei a enxugar o chão de repente Caio se levanta de repente e foi pro quarto dele na hora não tinha entendido continuei a enxugar o chão quando tava terminado de enxugar me virei um pouco e fiquei bem de frente a um espelho que tem na sala e vi que dava pra ver minha buceta todinha que estava bem lisinha pq tinha acabado de me depilar ai eu entendi a reação de Caio fiquei um pouco envergonhada mas terminei de limpa foi colocar o pano no banheiro de volta o banheiro fica bem do lado do quarto de Caio quando chequei La comecei a escutar uns barulhos que parecia com gemidos ai eu pensei não pode ser ele ta batendo uma pra mim meu deus eu não acreditei ai fiquei um pouco mas no bainheiro pra ter certeza do que eu estava pensando e escutando o som do quarto dele estava ligado então não dava pra perceber muito fora do bainheiro mas eu tiver certeza de que ele estava fazendo La foi ai que eu fiquei as envergonhada sai do banheiro normalmente mas é claro que não parei de pensa no que tinha acontecido então finalmente fui pro meu quarto coloquei um vestido bem curtinho que eu tinha já a um tempo e uma casinha branca de renda transparente dei um tempo no meu quarto e mexendo no meu celular foi quando escutei minha vó chamando pra almoçar passei pela sala onde nos fazemos as refeições e ele ñ estava La então fui ate a cozinha pegar um prato e talheres como sempre inclinei um pouco o corpo pra baixo sem me abaixar totalmente pra pegar o meu prato foi quando sente caio rosando o pau dele na minha buceta por cima da bermuda dele fiquei sem reação no momento mas confesso que gostei depois de uns 5 segundos me levantei e fiquei frente a frente com ele parada bem seria sem falar nada e ele com aquele sorriso lindo dele com um ar de safadeza foi quando a Fátima apareceu na hora e disse vocês não vão almoçar não eu falei primeiro já estou indo e sai andando sem das as costas pra ele foi quando ele disse mas é claro que vou com certeza com essa comida gostosa quem não iria olhando nos meus olhos foi quando a Fátima disse obrigado meu lindo depois nos fomos almoçar nos ficamos sentados lado a lado maior silencio o almoço todo nem eu nem ele disse uma palavra durante o almoço todo quando nos estávamos quase terminando de almoçar ele disse a comida ta muito gostosa não esta prima e colocou a mão por baixo da mesa na minha coxa e foi subindo bem devagar ate a minha buceta foi quando me deu um arrepio dos pés a cabeça ai eu disse é claro que esta e ele com a mão ainda na minha buceta eu cada vez mas excitada mas tentava tirar a mão dela da minha boceta mas tava muito bom toda aquela cena todo mundo olhado pra mim e ele com a mão na minha buceta fazendo carinhos em mim me deixou muito excitada mas não podia deixar ninguém perceber o que estava acontecendo foi quando eu disse terminei e consegui tirar a mão dele da minha buceta me levantei ele disse também terminei e me seguiu ate a cozinha quando coloquei o prato na pia ele veio com o cacete dele que já estava bem duro por sinal me abraço de costas eu com a barrica virada pra frente da pia e ele com o cacete duro rosando na minha bunda com a mão na minha buceta por dentro da minha calcinha fazendo carinhos nela e aquele pau rosando na minha bunda foi quando eu soltei um gemido baixinho e ele continuou e continuou e eu rezando pra ninguém aparecer e dizendo pra ele para e gemendo baixinho foi quando ele disso eu paro se você der pra mim eu disse não mas queria dizer sim sim bem alto foi quando ele me virou de frente e disse você vaí dar pra mim ou não eu disse ainda sou virgem ele disse não tem problema eu dito sei cabaço você ta muito gostosa prima muito mesmo foi quando minha mãe apareceu e disse filha você vai se atrasar pro seu curso ele se afastou bem rápido de perto de mim e eu sai e fiquei me perguntando se ela tinha visto alguma coisa mas é claro que ela não viu a pia fica um pouco escondida e se ela tivesse visto tinha dado um ataque ali mesmo eu fui me ajeitar mas não me segurei e bati uma siririca bem gostosa no meu quarto pensando no que tinha acontecido e gozei muito me arrumei e fui pro curso mas não prestei atenção em nada só pensando no que aconteceu quando voltei pra casa ele não estava em casa tinha ido pra uma festa com uns amigos dele so voltou no outro dia de tarde eu estava sentado no sofá quando ele chego e sento do meu lado e minha vó tava assistindo bem concentrada e ele falo no meu ouvido e ai penso no que eu disse com uma voz vem rouca sexe me olhou bem Berto do meu rosto eu fiquei calada sem reação ele se levantou e foi pro quarto dele e eu fiquei pensando naquilo resto do dia quando foi de noite minha amiga Bia chego na minha casa e disse que ia dormir na minha casa hoje eu fiquei meio aliviada e ao mesmo tempo chateado pensando no que poderia acontecer se ela não fosse dormir na minha casa ficamos a noite inteira no meu quarto conversando adormecemos e foi quando eu acordei no meio da madrugada pra ir ao banheiro que ficava bem ao lado do quarto de Caio quando eu tava quase entrando no banheiro Caio aparece de repente me empurra pra dentro do banheiro fecha a porta e diz penso na pergunta e eu disse pensei ele disse e qual é a sua resposta eu fiquei calada um tempinho e ele se aproximando cada vez mas de mim e eu indo pra traz ai chegar no Box do banheiro ele disse o que você tem a mim disser e eu disse que não mas queria dizer sim mas tinha medo não sei coisa de menina medrosa ele tava a uns 3 centímetro de mim quando eu respondi e ele disse eu não acredito no que você ta falando e me pego e me deu um beijo e eu correspondi e que beijo foi aquele quando ele paro de mim beija disse foi o que eu pensei ele disse agora ai eu perguntei aqui ele disse porque não aqui foi quando ele começo a me beijar de novo me levando pro quarto dele quando chegamos ta ele começo a tirar a minha roupa e eu a dele nos dois com muito tesão quando percebi já estava nua e ele também ele me jogou contra a parede segurou meus dois braços pra cima e ficou segurando com uma mão só e perguntou se eu tinha certeza e eu disse tenho foi quando ele soltou meus braços e começou a me beijar loucamente foi descendo pelo meu pescoço ate meus seios e começa a mamar neles bem de vagar começo a subir de novo me beijando com a mão o tempo todo na minha xaninha me masturbando e eu tava tão excitada que comecei a gemer alto e gozando feito uma loca e ele me mando cala a boca a nossa sorte é que o quarto dele é o mas distante e não dava pra escutar ele parou e disse sua vez e mandou eu fazer um oral nele e me disse como era pra fazer no começo senti um pouco de nojo mas depois abocanhei ele com gosto ele disse pra eu colocar tudo na boca eu disse que não dava e ele começo a segurar minha cabeça fazendo movimentos fortes eu quase me engasgando mas ta gostando ele segurava minha cabeça pelo meu cabelo com força quando ele disse que ia goza e que era pra mim engolir tudo eu como uma boa menina fiz o que ele mando ele gozo muito e deu como se fosse um uivo parecendo um cachorro me jogou no chão me machucou um pouco mas não liguei e ele disse agora priminha vou foder você todinha o caralho dele não ficou mole nem por um segundo ele se levantou e disse não se mecha ele se levantou abriu uma gaveta na cômoda dele pego algumas camisinhas e colocou e começou a vir pra perto de mim de novo eu olhava aquele pau e ficava cada vez mas excitada eu tava todo molhada de novo por sinal ele pegou minhas pernas e abriu bem elas e começou a lamber minha xaninha feito louco foi muito gostoso não demoro e eu gozei muito na boca dele e ele falo você ta no ponto que eu queria eu estava deitada no chão ele colocou minhas pernas nos seus ombros e eu comecei a senti o cacete dele na porta da minha xaninha ele começo a bater ele na minha xaninha depois começo a me pergunta se eu queria o cacete dele e eu disse que queria e ele disse se você quer mesmo vai ter que implorar por ele e eu comecei a implorar a pedir o cacete dele dizendo o quanto eu queria parecia uma pinhas implorando aquele cacete foi quando ele disse você que mesmo e eu disse sim e ele começo a enfiar em mim eu sentia uma dor muito forte eu comecei a dizer que estava doendo e ele disse você pediu agora aguenta eu estava quase desmaiando quando ele disse falta pouco respira e continuava e empurrar ele dizia que minha xaninha era muito gostosa e bem apertadinha eu já não aguentava mas quando ele paro e disse entro tudo e começo a mexer a aquele caralho dentro de mim e disse calma eu sentia dor e ao mesmo tempo muito prazer quando ele começo com a vai e vem em vim eu fui a loucura doía mas o dor já estava passando e eu ficava cada vez mas excitada e ele bombando cada vez mas forte e ele gemia e apertava meus seio com força e eu também gemia cada vez mas alto quando eu comecei a gozar muito ele gemia alto nos fomos a loucura juntos foi quando ele gozou e uivou de novo e caio em cima de mim ficamos ali parados por algum minutos quando ele me mandou ficar de quatro e eu disse que não conseguia mexer as pernas direito ele e virou feito um saco de batata e segurou minhas pernas e cintura eu fiquei de quatro quando ele enfiou dois dedos na minha xaninha lambeu e disse que eu tinha um gosto ótimo ele colocou um pouco de lubrificante no meu rabo e na ponta do penis dele e começou a forçar a entrada do meu cu eu dizia que tava doendo muito pra ele parar e ele continuava e começo a força mas e mas uma mistura de prazer dor eu comecei a gemer e dizer que tava doendo eu pendia a respiração e rangia os dentes e ela continuava a força quando que paro e disse entro ele não deu nem tempo de eu me acostumar e começo a bomba no meu cu cada vem mas forte sem dor nem piedade e eu comecei a gosta daquilo eu gemia alto e ele dizia cala a boca e tapo minha boca com a mão e continuava a fuder eu cu com força quando ele tiro co tudo do meu cu e enfio na minha buceta eu gemia muito alto mesmo com a bota tampada ele alternava na minha buceta pro meu cu e assim ai eu gozei muito e ele continuou a bomba so na minha buceta e pergunto onde eu queria que ele gozase eu disse dentro de mim ele disse sem chance então eu disse nos meu seios e barriga ele me desvirou me deixando na posição galinha assada com as penas bem apertas ate doía um pouco ele tiro a camisinha e começo a bomba de novo na minha buceta que tava muito molhada pingava muito gozo quando ele tiro de vez e gozo muito no meus seios e barriga quando terminamos já estava quase clareando fomos tomar banho juntos ele me fodeu mas algumas vezes la e depois fomos dormir cada um no seu quarto a bia nem sentiu minha falta depois desse dia Caio e eu não perdemos a chance de fuder muito e toda vez que tem chance passa a mão na minha bunda e na minha buceta não importa onde estamos só de pensar já fico toda molhada .

1 comentário sobre “Meu primo tirou minha virgindade

Deixe um comentário

CAPTCHA