Anal com a namorada depois da reunião

Era um fim de semana comum, porém, acabou sendo quando comi pela primeira vez um cuzinho. Me chamo Ricardo, na época tinha 25 anos. Minha namorada se chamava Júlia e tinha 21 aninhos. Julia é uma falsa magra, coisa que me chamou a atenção assim que a conheci. A barriga seca, cintura fina, seios medianos e uma bunda arribitada, que me deixa doido de tesão. Uma bunda maravilhosa. Nesse fim de semana tive reunião da empresa, onde a sua maioria era mulher e tinha apenas outro cara, além de mim. Depois da reunião rolou um churrasco e foi quando a Julia chegou. O que eu não esperava é que ela chegasse com um short tão curto, que as vezes, mostrava a

polpa de sua bunda gostosa. Não fiquei com muito ciúmes, pq a maioria era mulher. Mas ficar vendo aquela bunda a tarde toda foi aumentando meu tesão. Depois de algumas cervejas fomos pro meu quarto e foi quando tudo começou. Falei o quanto ela estava linda, o quanto a bunda dela tinha me provocado o dia todo. Deitei ela na cama, com a bunda dela virada para cima e comecei a beijar seu corpo. Apertava a bunda, mordia a parte que saia pelo short. Depois abaixei o short e comecei a chupar e morder a bunda dela. Chile o a buffets, botei ela de quatro pra facilitar a Chapada e comecei a me deliciar naquela raba empinada na minha cara. Chupei tudo com muita vontade, buceta e cuzinho. Até que ela saiu de quatro e deitou novamente com a bunda pra cima. Me postei por cima e

comecei a meter em sua bucetinha. No que eu olhava, seu cuzinho dando umas piscadas, resolvi tentar. Falei a ela que iria comer seu cuzinho e ela permitiu. Comecei tentando colocar com cuidado, para não machucar ( meu pau tem uns 19cm). Depois que a cabecinha passou, fui botando o resto e fudendo devagar. Eu estava no céu, não acreditava que comia aquele cuzinho gostoso. Era muito lindo. Eu apertava com as mãos, batia, e enfiava cada vez mais meu pau naquele cu apertadinho. Minha namorada era uma mistura de dor e prazer. Falava que ela merecia

aquilo, que ela tava putinha demais, então tinha que ser uma putinha completa. E ela só pedia pra fuder ela. Depois de um tempo ela reclamou de dor, eu tirei, mas botei ela de quatro e comecei a fuder com todo vigor. Meu corpo batia em sua grande bunda, dei tapas, puxei o cabelo e finalmente gozamos, exaustos. Comentem se gostar, gosto de mostrar a minha putinha os comentários quando estamos nas preliminares para fuder. Depois escrevo quando comi o cuzinho dela na virada do ano.

Deixe um comentário

CAPTCHA