Comendo o cuzinho da minha namorada safada

Olá vou descrever aqui um pouco da minha vida sexual com minha amada, principalmente nossas experiências com o sexo anal. Nos conhecemos a quase 10 anos na academia, onde eu a olhava e desejava comer aquele corpinho todo que eu via malhando naqueles equipamentos. Acabamos nos conhecendo através de um convite para o cinema, que não passava de um pretexto para uma foda deliciosa que eu já idealizava a um bom tempo.

Desde que nos conhecemos e nos envolvemos nossas fodas sempre foram espetaculares, transamos de todas as formas possíveis que um casal pode desfrutar da privacidade dentro de um quarto.

Sempre o prazer foi intenso e duradouro e esse tesão, por incrível que pareça, só aumenta ano após ano. Hoje tenho mais tesão em fuder essa gostosa do que quando nos conhecemos. Até começamos a introduzir acessórios eróticos em nossas fodas, o que apimentou ainda mais o relacionamento.

Ja fizemos de tudo no sexo vaginal e oral. Inúmeras foram as vezes que gozei nessa boca e nesses peitos dando um verdadeiro banho de gala na minha amada. Mas sempre tive um tesão indescritível e incontrolável de fuder aquele rabão.

No início das minhas primeiras investidas ela ficou receosa, devido ainda ser cabaço no cuzinho, mas aos poucos fui convencendo a gostosona que isso seria uma nova forma de tentarmos novas maneiras de aumentar ainda mais nosso prazer. Devido meu pau ser cabeçudo sempre foi complicado de meter naquele rabo devido as dores iniciais, por isso nas primeiras transas ela só conseguiu aguentar eu empurrar só cabeça, não permitindo que eu empurrasse mais que isso.

Certo dia na minha casa na cidade nova empurrei meu pau naquele cuzinho de forma tão deliciosa que gritei e gemi de tesão ao gozar , de forma que isso chamou a atenção dela, pois nunca tinha me visto com tanto tesão. Ela até relata que essa é uma das nossa fodas inesquecíveis.

Comi algumas vezes aquele cuzinho apertado mas faltava algo: Eu queria meu pau todo enfiado ali e principalmente vendo-a ter prazer em ter seu cuzinho sendo devorado com muito tesão. Compramos alguns produtos eróticos e passamos a trocar mensagens picantes diariamente, sem horário definido, trocando fotos e videos do meu pau duro cheio de tesão.

Marcamos um motel e chegando lá começamos a transar deliciosamente. Eu comendo aquela buceta gostosa e beijando sua boca, o que ela adora. Depois que ela gozou duas vezes bem gostoso fui comer aquela buceta tarada d4. Enquanto eu fudia aquela buceta eu acariciava aquele cuzinho apertado com os dedos, logo após da uma linguada de cima a baixo, chupando aquela buceta e o rabo dela, deixando-a louca de tesão.

Após as chupadas e meter meu dedo suavimente no cuzinho dela e fazer movimentos circulares passei um lubrificante nela e disse bem perto do seu ouvido: “amor quero fuder teu cuzinho”. Ela se excitou ainda mais e ficou de lado, então cuidadosamente fui empurrando meu pau já latejando de tesão pra fuder aquele cuzinho apertado. Depois que o tesudo estava lá dentro ela mandou eu segurar o quadril dela para ela ficar d4. Quando ela ficou d4 realizei meu desejo e empurrei todo o meu pau naquele cuzinho latejante e para minha felicidade ela aguentou tudo e ainda sentiu muito tesão.

Fiz movimentos bem devagar até ver meu pau todo sumir naquele rabão e depois de vários minutos fudendo aquele cuzinho dei uma gozada intensa naquela bunda que mesmo várias horas depois ainda tinha gala escorrendo daquele rabo gostoso. Depois ainda continuamos transando no motel, mas com certeza aquela foda anal foi o momento mais marcante e inesquecível, o qual agora sempre vai se repetir nos nossos momentos de privacidade e tesão.

Deixe um comentário