Dando gostoso pro pai da minha amiga

Me chamo Fernanda, sou branquinha, 1,67 cm, 25 anos tenho bunda grande, tenho muito peito e conheci o papai de uma amiga minha que se chama Mauro tem 1,80 cm ,olhos e cabelos castanhos 50 anos, tem uma piroca que ia amar fazer de mamadeira e ele já me viu peladinha…estava me trocando e acabei percebendo que ele não tirava os olhos da minha bucetinha…de meus peitinhos que sei que quer mamar.. meu rego que quer lamber e meu cuzinho apertadinho que tem que comer com cuidado, porque ele é fechadinho…

Ele é papai de uma amiga minha, eu sou doida para dar para ele, mais a minha amiga não pode saber. Então uma vez fui na casa da minha amiga, ela não estava, gostei de saber perguntei pro Mauro se ela ia demorar, ele falou que sim, foi aí que pensei que é hoje que o papai dela vai me comer.

Estava com um shortinho bem curtinho atolado no meu cuzinho, comecei a rebolar, foi quando ele me chamou pra sentar no seu colo e falou assim:

Nanda, sabia que você tem uma bunda grande e queria passar a língua no meu rego.

Nossa, ao ouvir aquilo eu fiquei doida querendo…

Eu tirei meu shortinho, estava com uma calcinha fininha fiquei de quatro e falei pode passar a língua, ele já veio rasgando minha calcinha, foi passando essa língua gostosa na minha xoxota e no meu cuzinho, gozei gostoso na cara dele. Eu perguntei se podia chamar ele de papai ele falou claro filhinha, vem aqui deixa eu cuidar dessa bucetinha porque ela está precisando de uma piroca dentro e eu respondi estou indo meu papai. Você veio com esse cacete e eu me assustei com o tamanho e a grossura dele mais eu queria ele dentro da na minha buceta e falei que queria rebolar e o papai deixou mais batendo na minha bunda, eu continuava rebolando e pedindo pro papai me comer , ao mesmo tempo que comia minha xoxota mamava os meus peitinhos

Eu estava gemendo, gritando:

– Vai papai, come sua filhinha como tudo.

E o papai veio na minha orelha e disse:

– Filhinha quero comer seu cuzinho.

Fiquei com medo de machucar pois essa seria a primeira vez que alguém ia comer meu cuzinho, pois ele é muito fechadinho. Você disse que ia com cuidado, então eu fiquei de quatro e você enfiou tudo de uma vez, doeu muito gritei, papai falou pra relaxar, foi aí que comecei a sentir prazer, falei:

– Papai goza no cu da sua vadia.

E você me respondeu:

– Claro minha piranha, depois quero te dar leitinho na boca, minha filhinha tem que ficar fortinha…

Foi socando tudo e eu gemia de prazer, foi me comendo todinha, papai virou e falou:

– Vem aqui cadelinha, mamar no pau do seu macho que eu vou te dar leitinho.

Já fui com a língua pra fora, pois queria leitinho na boca, fui uma menina comportada, ganhei dois tapas no rosto e ele falou:

– Chupa piranha.

Nossa cai de boca naquela cabecinha rosada, fui chupando e engasgando pedindo mais, e o papai me deu e falou:

– Toma filhinha leitinho fresco.

Veio um jato na minha boca e eu engoli tudo… limpei a piroca do papai e não deixei uma gota…

Deixe um comentário

CAPTCHA