O pai do meu amigo me ensinou a gostar de piroca

Olá, como já me apresentei aqui antes, vou ser breve. Tenho 1,69m sou novinho, gordinho (com peitinhos que é algo que infelizmente eu não gosto e pretendo tirar logo) sou versátil porém mais passivo (embora eu só tenha dado uma vez até agora :P).
Bom, o que eu vou contar aqui já aconteceu há algum tempo atrás, eu era bem mais novinho. Minha mãe sempre teve algumas amigas, e tinha uma que ela não desgrudava de jeito nenhum, essa amiga da minha mãe teve um filho e depois de quase um ano eu vim. Fui criado basicamente por essa família (que era composta pela amiga da minha mãe, seu marido e 2 filhos) , pois a minha mãe e meu pai trabalhavam o dia inteiro e minha mãe só vinha me buscar à noite.

LibidGel

O filho mais novo dela foi basicamente um irmão pra mim, nós tínhamos roupas iguais, agiamos iguais, brincávamos juntos, era bem legal. Mas eu gostava mesmo era de quando o seu pai (que eu prefiro não falar o nome) um cara alto (não sei dizer a altura kk) coroa, forte, com um bigode, uma leve barriguinha e uma pica de se babar só em pensar. Gostava quando ele me pegava no colo e me jogava pro ar, fazia cócegas e coisas do tipo, eu, muito novinho não via maldade alguma nisso, eu até gostava, pelo fato de meu pai trabalhar tanto, eu não tinha tanto contato com um homem assim, e cada momento com ele eu aproveitava. Certo tempo ele começou a se aproximar mais de mim, a brincar mais comigo, a me fazer carinho e eu retribuía esse carinho, o tempo foi passando e esse carinho ia aumentando cada vez mais, nunca contei pra ninguém pois pra mim isso era normal e eu amava.
Um dia, estávamos sozinhos em casa pois o seu filho mais velho tinha ido viajar para a casa dos avós para passar uma parte das férias, sua mulher e seu filho tinham acabado de sair para a igreja, ele vem e me pergunta:
– vc quer assistir um filme?. Eu disse que sim pois adorava assistir filme com ele, ele então põe o filme e senta ao meu lado, me puxando para os seus braços e fazendo carinho em mim. E então ele pergunta:
–vc quer fazer alguma coisa?. Disse que sim, então ele pega a minha mão e leva direto para o seu pau já duro por cima das calças fazendo eu dar uma leve punhetadinha nele, como eu estava gostando, não disse nada, apenas continuei com a mão naquele pau maravilhoso, e então ele pede carinhosamente:
– chupa!! Então ele tira o pau de dentro da calça e eu me assusto com o tamanho, afinal, nunca tinha visto outro pau a não ser o meu e do meu amigo (pois tomavamos banho juntos, sem nenhuma maldade), então ele conduz a minha cabeça até o seu pau, me fazendo chupar aquele monumento maravilhoso, com um pouquinho de inexperiência mas com muita vontade, eu chupava bastante, passava a língua na cabeça do pau dele, sugava e engolia, fazia tudo que ele mandava. O tesão dele foi tanto que ele gozou na minha boquinha, e eu sem entender nada pergunto o que era aquilo que saiu do pau dele, ele então responde:
– é algo que eu ainda vou te ensinar e mostrar mais vezes o que é, se você guardar segredo, tabom? Eu concondei e ele foi se lavar, logo depois ele me deu um beijão e então terminamos de assistir o filme que já estava na metade. Nós fizemos isso durante alguns anos, ele nunca chegou a me penetrar pois era muito grande e doía muito, me arrependo até hoje pois eles acabaram se mudando para o interior e acabamos “perdendo o contato”, de vez em quando eu falo com o filho dele, mas não é como era antes.
Bom galera esse foi o conto, espero que não tenha ficado muito grande e que vcs curtam, lembrando que toda história que e

Deixe um comentário

CAPTCHA