Meu segredo

Nós somos amigos de infância, nos conhecemos no colégio, bem novos, sempre vivíamos juntos, quando nos tornamos adolescentes as coisas não mudaram, continuamos bem próximos, sempre um sentado na frente do outro.

Ele, loiro, baixo, com um corpo perfeito, coxas fartas, uma bunda grande e bem gostosa, um par de olhos azuis, era lindo, e eu, uns 20 centímetros mais alto que ele, magro, branco, cabelos negros e olhos escuros, passei a ter um sentimento diferente cada vez que ficava mais próximo dele, algo que eu nunca sentia antes, agora eu observava o corpo dele mais que o normal, sempre que o tocava sentia meu pau enrijecer.

Nós sempre voltávamos para casa juntos, morávamos perto, no caminho, sempre que eu podia ficava um pouco atrás dele, para poder observar aquelas nádegas maravilhosas, também passava a frente de minha mão nela, e deixava lá, bem de leve, ele não reclamava, eu posso jurar que já o vi muitas vezes duro quando eu fazia isso.

Eu desejava tanto ficar perto dele que sempre que eu pudia ia na casa dele, inventava para minha mãe que havia um trabalho ou algo do tipo, porém, sempre ficávamos a tarde toda sozinhos, já que os pais dele chegavam só a noite e o irmão sempre viajava. Passávamos a tarde tentando se entreter, e eu, claro, sempre propunha brincadeiras que levasse a gente a ter um contato físico constante, como lutas, e ele aceitava, ele sempre ficava de costas pra mim e segurava meu braço, tentando me derrubar, porém, achei que tivesse um outro motivo para isso, pois ele sempre esfregava sua bunda em meu quadril, isso me deixava bem duro.

Nós já havíamos se beijado quando ainda éramos crianças, porém, nada além disso, não levávamos para um lado mais quente, até crescermos…

Muitas pessoas da nossa sala zoavam com a gente, insinuando que nós tínhamos um caso, eu não me importava, porém, ele sim. Por causa disso ele arrumou um namoro com uma menina da sala, foi fácil, afinal, um loiro, lindo e de olhos azuis solteiro, quem iria perder?

Eu fiquei com muitos ciúmes, ele agora vivia agarrado com ela, e tudo por causa de piadas, nós continuávamos próximos, porém, eu não gostava do fato dele ser namorado de uma outra pessoa que estava com ele por interesse, e não por mim, mas vida que segue.

O tempo passou e ele terminou com ela, uns dois meses apenas, fiquei muito feliz, porém nesse tempo eu acho que ele percebeu meus ciúmes, e sempre me provocava quando podia.

O meu segredo, que eu me arrependo de guardar até hoje, é esse, eu gosto do meu amigo e sinto um grande tesão por ele, e ele sabe disso, mas prefere continuar me provocando.

Deixe um comentário

CAPTCHA