Virada de ano com putaria

Essa aconteceu essa virada de ano de 2018 para 2019, me chamo Adriano (fictício), como já falei como sou em outro conto, nada corpo atlético, nem pau descomunal, até sou um pouco gordinho, mas vamos ao acontecido. Havia combinado de passar com amigos na praia da Barra da Tijuca aqui no Rio de Janeiro, vim mais cedo para deixar o carro devido a noite ser bem difícil achar vagas. Aos poucos fui recebendo ligações onde alguns colegas estavam desistindo de passar na praia para curtir outros locais, acabou que fiquei sozinho, pensei até em ir para outro lugar, mas como o carro já estava na praia resolvi ir sozinho, levei meu isopor com alguns lanches e suco e fiquei la

curtindo. Em certo momento vem uma mulher uma loira estilo cavala seios e coxas grossas e uma bunda brande mas bem definida, estava tipo uma saia branca aberta totalmente na lateral, muito transparente por baixo parecia ser short tbm branco mas de tecido bem maleável pelo que via quando ela acertava, um top branco e uma blusa de botão, quando ela já chegou já estava meio embriagada, depois chegou um homem e estava falando com ela e começou a rolar uma leve discissão, eu sentado estava na minha evitando até olhar para não ter problemas, o casal

 

saiu e continuei na minha. Meia noite cumprimentando o pessoal próximos. Por volta de 01:00 hr da manha volta a loira, bem mais embriagada que antes, ela para e fica olhando para o mar, chega perto de mim e pergunta se eu poderia dar uma olhada na bolsa e blusa enquanto ela iria no mar, respondo que sim, ela deu alguns mergulhos e logo após chega o cara que estava com ela e começam a discutir, reparei discretamente que devido ela estar totalmente molhada, tudo ficou transparente e não satisfeita ela ajeitava o que eu achava ser short e enfiava mais na bunda. Eu na minha eles discutindo o cara sai xingando muito ela, ela vem agradece chorando e quando ela vai sair falo para ela sentar e servi uma água, ela fala que havia conhecido o cara mais cedo e o cara morava por ali e queria transar com ela mas ela não estava afim, passou um vendedor ela comprou mais uma cerveja, ela se falou que se chamava Denise (fictício) conversa vai conversa vem já eram 3 da manhã e ela falou que iria para o ponto para casa, ofereci uma carona, como toda vez que passava alguém vendendo cerveja ela comprava estava bem embriagada, tive que carregar o isopor e ela, chegando no carro abri o porta malas para guardar o isopor e ela fala que precisava fazer xixi abaixou na minha frente colocou o short para o lado e começou a urinar de boa e falando comigo, quando ela foi entrar falei só para ela limpar os pés devido a areia, ela esticou um pé e falou limpa pra mim, eu limpei ela de pernas abertas e começou a alisar o short por cima da buceta, depois limpei o outro ela sentou normalmente e saímos. Ela falou que se o cara soubesse poderia ter comido ela sem problemas mas ela não deu para ela pois o cara era apressado nem carinhoso, perguntei o que precisava para transar com ela, ela respondeu, vc nada esta sendo bem educado e atencioso, como estava parado em um trânsito leve coloquei a mão nas pernas e tasquei um beijo ela respondeu o beijo e arrisquei subir mais a mão ela abriu as pernas, nisso o povo atrás começou a buzinar pois os carros a minha frente sairam e nem havia percebido. Como meu carro tem vidros escuros, comecei a alisar os seios dela e os coloquei para fora do top e aproveitava as paradas e chupava eles, fomos para um hotel e no carro mesmo já começamos com a sacanagem, que buceta lisinha, cai de boca já doido de tesão subimos para o quarto sem roupas, assim eu entramos nem deixei ela chegar na cama, peguei ela pelos cabelos joguei na parede e roçava meu pau na bunda dela, fomos para cama, fizemos um 69 delicioso, que boquinha quente, eu chupava e enfiava um dedo no cú dela. Coloquei ela de 4 e comecei a meter com força nela, ela gritando fode , hoje eu queria fuder e o babaca não soube conquistar, sorte sua agora quem vai comer é vc, puxava o cabelo dela com força, dava tapas com força naquela bunda branca, deixei aquela bunda bem vermelha falei que iria gozar, ela tirou me jogou na cama e subiu em mim, começou a cavalgar pedindo para ser xingada, chamei ela de todo nome possível, ela adorando, quanto mais xingava mais ela ia a loucura, pediu que batesse na cara dela, comecei a dar tapas e xingar, ela urrava de tesão, quando ela gozou enfiou as unhas no meu peito falei que iria gozar e ela saiu de cima tirou a camisinha e caiu de boca, comecei a socar aquela boca e ela olhando pra mim com cara de safada vadia, achi aquela boquinha de porra, ela não deixou escapar nadinha. Acabamos deitando e dormindo. Acordei essa manhã sendo chupado por ela, começamos a namorar gostoso, ela beija muito bem, ela chega no meu ouvido e fala: Adorei a foda dessa noite agora quero que coma meu cú. Como sou bem obediente nesse ponto peguei ela coloquei de 4 e ao procurar algo para servir de lubrificante ela olha para trás e fala, cospe e como essa puta, nem pensei duas vezes coloquei a camisinha e empurrei devagar, ela joga os quadris com força para trás entrando tudo ela gritou e gemeu, segurei os cabelos e soquei com força ela gritava de tesão pedindo cada vez mais, mais uma vez dei uma sessão de tapas na bunda ela pedia para bater com mais força, até que gozamos juntos. Nos arrumamos e levei ela em casa. antes dela sair ela ainda pago um boquete delicioso. Trocamos whatsapp e ela já me mandou uma mensagem peguntando qual será o nosso próximo encontro, tenham certeza que estarei postando aqui

1 comentário sobre “Virada de ano com putaria

  1. Msu nome e lucios sou casado mas adiro putaria bato pu heta todos os dias e adoro quando.alguma safada encosta o rabo ne mim nl onibus meu zapp 11 980658389 se alguma mulher gosta de putaria me adiciona sou da zona sul de sao paulo campo limpo

Deixe um comentário

CAPTCHA