Trocando de marido com amiga safada

Bom estou enviando esse relato erótico pois sempre adorei contos eroticos. Aqui no site andei lendo um conto ilustrado com gifs de sexo e me interessei demais. Enfim tenho uma amiga de colégio que se chama Jessica, estudou comigo e era da turma da praia também. Linda e ousada, usava uns biquínis mínimos, tinha um corpão e toda durinha, os homens babavam.
Ela era cobiçada e motivo de punhetas de vários, inclusive meu irmão, eu sei porque ele ia pra casa com os amigos e eu escutava tudo pela parede do meu quarto, sabia tudo, quem tinha pinto maior, tudo, era coisa de adolescente mesmo rsrsrsrs.

Pois ela me encontrou no Facebook, e fiquei chocada com as fotos dela, estava quase igual depois de trinta anos. E claro com os mesmos biquínis pequenos e malhada, falei pra ela: Você praticamente não envelheceu, ela riu e me disse que eram as aulas de ginastica e a alimentação. Ela me disse que tinha tido um filho e ele morava em Brasília, já formado e ela tinha separado e morava no rio e não mais em São Paulo.

Notei que ela estava com um homem negro agora, e começou a falar bem dele demais pra mim, até de certas intimidades. Eu falei perai, ela ta fazendo muita propaganda. E engatou a falar que ela morava no rio, mas ia para lugares que tinham praias de nudismo, na Espanha e França, me falou de uma cidade chamada Cap D´Age, que ficavam sempre nus em casa que quase não usavam roupas, fiquei assim com a boca aberta, pensei ela está insinuando algo.
Provocações quentes que rendem uma boa foda

Falei que legal Gessica, acho que deveríamos ser assim também, que era interessada no naturalismo também. Aí ela se soltou e disse vem pra cá com seu marido ficar uma semana com a gente. Pensei não vai prestar eu vou querer comer o seu homem e o meu vai querer te comer.

Aí veio mais papo, que quando eles foram para a tal cidade na França fazer nudismo. Nas praias de lá depois das 17 horas podia-se fazer SEXO sem ninguém incomodar. As pessoas poderiam ficar olhando eles e se masturbarem, mas só poderiam participar se eles permitissem. Pronto falou a palavra mágica SEXO e deu a deixa para perguntar o que eu queria: E VOCÊS DEIXARAM???

Ela riu e depois falou só com quem eu queria, na hora falei safada. Você também é do babado e seu marido também é CORNO MANSINHO. Ficamos rindo e aí ela me passou o seu celular para conversarmos melhor. Naquele dia enquanto ela apresentava por fotos o meu marido eu fazia a mesma coisa com o marido dela. Depois de uns dias de muita conversa marcamos de ir para o Rio.

Chegando lá, eles nos pegaram de carro e fomos para a casa deles em um condomínio na Barra. Lá ficamos conversando de futilidades do tempo do colégio de como a molecada tocava uma por causa dela e de mim. Até que começamos a tirar a roupa e de repente no final da tarde já estávamos todos nus e a vontade, e que vontade.

Os homens nas cadeiras de frente um para o outro e nós duas no sofá da sala. Quando vi Gessica estava acariciando meu cabelo e chegando mais perto. Pronto o tesão veio rápido, na hora que dei por mim já estávamos se esfregando deitadas uma sobre a outra com as mãos nos explorando. Estávamos com as mão nos seios, mão na boceta, mão no rabinho, e beijos e beijos.

Ela veio por cima me lamber a bucetinha e eu lambia a dela. Depois de muito gemer e reboladas pedimos que eles viessem e colocassem as duas picas a nossa disposição. Do mesmo jeito que eu estava falei para a Gessica pede para Silvio meter na minha xoxotinha, caraca que tesão. Ele veio com aquela piroca grande e entrou devagarzinho e eu rebolando e sendo lambida até que eu falei Artur vai do outro lado caralho. Aliás era com o caralho dele mesmo que ele tinha que ir.

Foi uma coisa muito louca a nossa primeira transa com ele no fim de semana. Depois que as duas gozaram, saímos cada uma com o marido da outra e se trancamos no quarto. O negão me arregaçou toda, na buceta, no cu e na boca, gozou todas as vezes na minha boca.

O Artur disse que comeu a Gessica de todos os jeitos na cama do novo amigo. E me disse ainda que ela era pior que eu por um pau. Falei que era igual, depois fomos para a sala no dia seguinte no café da manhã e ela contou um monte de safadeza. Tudo oque ela fez quando era nova com os meninos do colégio. Ficamos um bom tempo contando vantagem sobre nossas conquistas. Nesse dia foi sacanagem o dia todo, até transei com o Artur na frente dela e ela transou o Silvio. No outro dia acordamos e fomos embora com saudade e todos os dois assados rsrsrsrs. Acabamos nos tornando fieis amigos com favores sexuais.

Deixe um comentário

CAPTCHA