Recompensa por um bom serviço

Me chamo Maurílio, tenho 25 anos e trabalho na Tijuca, RJ numa sorveteria gourmet a dois anos. A mais ou menos 6 meses, uma cliente muito linda me chamou a atenção. Loira, alta, seios e bunda proporcionalmente instigantes. Aparentava ter uns 40 e poucos anos, e como achava ela linda, comecei a dar uma atenção extra pra ela, sempre tratando ela muito bem, e dando aquela caprichada na hr de dar o sorvete dela! E depois de um mês, minha “investida” deu certo, pq ela passou a me procurar sempre que chegava na loja, dizendo que era minha amiga e que eu sempre a atendia muito bem. Pois bem. Certo dia, ela veio com uma amiga, e as duas estavam com roupa de academia, de camisa colada no corpo, e calça Knorr (qualquer galinha fica gostosa haha), quando me viu, abriu um sorriso imenso e me cumprimentou, eu disse o boa tarde de sempre e perguntei: “Tudo bem com a senhora?” Ela sorriu e me disse: “para de me chamar de senhora, fico me sentindo velha!”. Eu disse: “desculpa, é que não sei seu nome. “Meu nome é Lídia”, ela disse, então eu disse que me lembraria da próxima vez! Em seguida a amiga dela deu uma cotoveladinha no braço dela e logo ela se ligou e me apresentou a amiga. “Essa é minha amiga, Adriana”. Eu a cumprimentei tbm. Adriana perguntou: “Então esse que é o Maurílio?” E a Lídia respondeu: “Eu chamo de Mau, pq ele já é meu amigo!” Eu sorri meio sem graça e tomei o pedido das duas. Elas sentaram e tomaram os sorvetes, quando terminaram, a Lídia se aproximou de mim pra se despedir e me disse: “Estamos indo, até depois, tchau. Ah,

vc poderia jogar no lixo pra mim, por favor?” E me entregou o copo do sorvete vazio. Quando eu peguei o copo, junto dele estava um papel que estava escrito “não é lixo” e acabei não jogando fora, pq estava bem dobrado, então coloquei no bolso. Em algum momento daquele dia, fui tirar meu “brake” e enquanto estava ouvindo música no celular, lembrei do papel no bolso e peguei pra ler. Dentro, estava o nome da Lídia com o telefone e endereço dela! Fiquei incrédulo, mas liguei pro número. Ela me atendeu. “Lídia, é vc mesmo?”. “Sim, sou eu”. “Me desculpe, mas n entendi direito, qual o sentido disso?”. “Achei que estaria explícito, mas vc vai me fazer falar, né?! Vc quer vir aqui em casa hj? Eu sei que é meio estranho, mas eu ouvi vc conversando com um dos seus amigos sobre filme, então sei que vc gosta, e queria ver um filme hj, mas n sei o que assistir e n gosto de assistir sozinha!”. “Mas o seu marido n

gosta de assistir com a senhora.. Vc, desculpa?!”. “Se ele existisse”. “Ah, sim, entendi..”. “Vem, por favor? Vai ser bom!”. E eu ainda sem acreditar, mas disse que sim, a final o que eu tinha a perder? Então, quando meu dia de trabalho terminou, as 22h eu troquei de roupa e fui até o endereço, que era bem perto, então fui andando! Cheguei, toquei a campainha, e ela atendeu a porta, e já estava de camisola, aquelas de ceda, bem curtinha e sexy. Daí o pau já começou a latejar.. Entrei meio com receio e ela perguntou se eu bebia e me ofereceu vinho! Eu sempre fui um cara baixa renda que toma cerveja em promoção, claro que aceitei, né, então ela foi buscar e tomamos cada um uma taça.

Ela disse que eu poderia usar o banheiro dela pra tomar um banho se quisesse, coisa que já estava pensando mas n ia ter coragem de perguntar. Aceitei e fui lá tomar meu banho. Nesse meio tempo, ouvi a campainha de novo e achei estranho,as achei que ela tivesse pedido algo pra comer tipo pizza ou qualquer outra coisa. Quando saí do banheiro, fiquei meio paralisado, pq quem tinha chegado, era a amiga dela, a tal da Adriana. Nos cumprimentamos de novo e eu me sentei no sofá, que era bem grande e confortável. Ela vai com outra taça de vinho e tbm trouxe uma pra Adriana. Perguntei qual filme elas tinham em mente e elas disseram que iriam procurar. Começaram a zapear os canais em busca de algum filme e de risinhos uma pra outra, e no meio desse monte de canais, passou por um erótico

e ela levou a mão na boca e riu, como se tivesse feito sem querer. Eu já maldei e perguntei o que tava acontecendo, elas percebendo que eu já tava ligado, abriram o jogo e começaram a me alisar. Disseram que já tinha algum tempo que não saiam com ninguem e que estavam pensando em me convidar pra vir a casa dela a alguns dias! E dali, começamos a nos pegar. Lídia já me deu um beijo e Adriana veio do outroado beijando meu pescoço. Já estávamos todos entendidos então n precisavamos falar mais nada! Adriana já desceu a mão e pegou no meu pau por fora da calça enquanto que a Lídia tirou minha camisa e começou a me beijar! Adriana já foi tirando a roupa tbm e ficou só de calcinha e Lídia tirou a camisola e não vestia nada por baixo. Adriana puxou minha calça e me deixou só de cueca, alisando meu pau por cima da cueca, eu já tava duro igual concreto e comecei a passar as mãos nas duas ao mesmo tempo e beijar uma de cada vez. Adriana colocou meu pau pra fora e começou a chupar, enquanto eu chupava os peitos da Lídia, depois de alguns minutos elas trocaram de posição e Lídia começou a me chupar enquanto eu chupava Adriana. Lídia já tava se masturbando e gemendo baixinho e Adriana tirou a calcinha pra se masturbar tbm, as duas levantaram, ficaram na minha frente e começaram a se pegar! Se beijando e masturbando uma a outra e isso me deu um puta tesão então levantei pra entrar na brincadeira, mas elas me jogaram no sofá de novo e disseram que era pra eu ficar só assistindo. Pegaram uma cadeira, Adriana sentou e Lídia começou a chupar a boceta dela enquanto estimulava o ceio dela com uma mão e o clitóris com a outra, ao mesmo tempo que a chupava, depois de um tempo daquilo, Adriana deu um gemido forte e gozou na lingua da Lídia, que vaio até mim e me deu um beijo. Deu pra sentir o gosto maravilhoso da boceta da Adriana, então a Lídia disse que pelo fato de eu ter sido “bonzinho” por só ter assistido, agora eu podia participar da brincadeira. Me puxou e me beijou de novo, Adriana deitou no chão e me puxou pro meio das pernas dela apontando meu pau na entrada da boceta dela, entrou facil, pq ela já tava melada demais, apesar de ter uma boceta tão apertadinha e gostosa. Lídia ficou em pé na minha frente e puxou minha cabeça até a boceta dela, que eu lambi toda, em seguida elas me jogaram no chão e subiram em cima de mim, uma começou a me cavalgar e a outra sentou na minha cara, e as duas começaram a se beijar enquanto faziam os movimentos de vai e vem. Eu já tava quase explodindo e elas estavam gemendo muito, então falei (de boca cheia haha), vou gozar e ela disse: “Goza dentro da minha bocetinha”. Gozei na boceta da Lídia, e Adriana gozou de novo, mas na minha boca, lambi a porra dela toda. Uma coisa que sempre me orgulhei e que sempre me deu uma vantagem com as mulheres é que eu tenho uma reinicialização imediata, depois de gozar, meu pau n fica mole, continua duro, então só leva uns 10 segundos pra eu começar a meter de novo e mandei as duas ficarem de 4 no sofá, uma do lado da outra! E comecei a comer elas de novo. Enfiava meu pau com força bem fundo em uma, enquanto dedava a outra. Troquei de uma pra outra duas vezes. Adriana gemia mais que a Lídia, então presumi que eta a mais tarada, e eu tava certo, pq quando fui mudar pra enfiar o pau na Lídia de novo, ela foi na bolsa dela e pegou um KY. Jogou pra mim e disse: “Gostoso, quero que vc invada meu cuzinho!” Quando ela disse isso, alguma coisa dentro de mim despertou e comecei a socar muito forte na boceta da Lídia e ela gozou meu pau todo, virou, me deu outro beijo e disse que n curtia anal, mas que deixaria eu e Adriana nos divertirmos. Adriana disse pra ela: “Amiga, n sabe o que tá perdendo!”. Lídia disse que talvez tentasse outro dia, mas que por hr, já estava satisfeita, então entrou no banheiro. Eu já peguei o KY, lambuzei o cuzinho todo da Adriana e sem perder tempo, enfiei o pau com força já de primeira. Na mesma hora ela deu um grito e as pernas dela tremeram, ela caiu de cara no sofá, mas eu não perei, comecei a socar fundo no cu dela. Ela começou a gemer alto e eu segurei ela pela nuca e pressionei a bochecha dela no sofá enquanto socava nela de 4 e com as pernas bambas, depois puxei o cabelo dela, e dei um tapa na cara dela, de leve, só pq comecei a me empolgar demais, ela gemeu e disse: “Mais forte!” Então dei outro tapa, só que dessa vez mais forte que o anterior. “Isso!”. Agarrei o queixo dela e falei: “Tu gosta né, putinha?”. Ela ficou louca e começou a empurrar o cu contra o meu pau, que começou a entrar mais fundo ainda. Eu dei vários tapas na bunda dela e comecei a socar mais rápido, então ela começou a gemer muito e depois de um tempo disse que iria gozar, e na mesma hora eu tbm fiquei com vontade de gozar. Ela gozou mais do que tinha gozado antes e eu tbm gozei tudo no cuzinho dela e nós dois caímos no sofa cansados. E foi isso, peguei minhas coisas, tomei um outro banho e as duas me levaram até a porta, cada uma me deu um beijo e eu fui embora rindo igual um idiota. Peguei meu ônibus e fui pra casa, e até hj essa foi a melhor foda da minha vida!

Deixe um comentário

CAPTCHA