Transando loucamente com o cunhado

Meu nome é Fernanda Oliveira tenho 22 anos, sou loira 1,68 59kg, seios e bumbum médios, xoxota lisinha, estudante de engenharia agronômica.

Sexo Por Telefone

Namoro com Mateus a dois anos e meio, um cara legal e inteligente, ele tem um irmão que se chama Paulo, apelidado de Juninho pelos mais íntimos. Juninho sempre foi um cara mulherengo, se envolvia com varias mulheres, muitas ate comprometidas, mas sempre me respeitou, sempre conversávamos e ele nunca tinha tentado nada comigo, apesar de perceber no jeito dele se eu desse muita confiança ele não perderia tempo em me cantar mesmo namorando com seu irmão.

O pai do meu namorado tem um sitio, com uma casa para lazer, recentemente colocou uma piscina, na inauguração fizemos uma festinha, foram eu, Mateus, Juninho e seus pais.

Quando cheguei já estavam todos lá curtindo, os cumprimentei e só não vi Juninho, me diriji ate o banheiro onde vesti meu biquíni, de lacinho cavado atrás e com estampa florida, ao sair do banheiro saio de frente com Juninho (vestindo uma sunga branca), nos cumprimentamos com beijinho no rosto e conversamos um pouco e percebia Juninho me olhando, quase me comendo com os olhos, ele mal conseguia disfarçar, confesso que também o admirava pois tinha um belo corpo, apesar de já namorar com seu irmão a algum tempo nos dois nunca tínhamos nos visto tão a vontade assim, em trajes de banho, o que normalmente nos fez olhar um para o outro dessa maneira.

Fui ate a piscina e mergulhei, sai e me sentei na beira da piscina com Mateus, mesmo estando junto com Mateus percebia Juninho me olhando, claramente ele me desejava, ate que quando Mateus se levantou e saiu, Juninho logo se sentou do meu lado e puxou assunto, em quando conversávamos percebia seu pau duro debaixo da sunga, no qual ele fazia questão de exibir, ele se levantou com a “barraca armada” se virou prar mim quase encostando o pau na minha boca e disse: fer, você é muito gostosa olha como me deixou…faz mais de dois anos que tento resistir… ‘’ fiquei estarrecida mas confesso que acabei gostando disso, depois daquilo ele passou o resto do dia me provocando, tentava me impor e passar a impressão que não estava curtindo, mas com algumas cervejas acabei entrando na dele e retribuindo as provocações, sempre de forma discreta para que ninguém percebesse, puxava meu biquíni um pouquinho pro lado para ele ver minha xoxota, descia um pouco o biquíni para mostrar o cofrinho, sempre que junino ia passar por mim fazia questão de roçar seu pênis na minha bunda, nossa intimidade estava indo para um patamar perigoso, confesso que me dava um frio na barriga em estar cedendo as coisas para que chegassem naquele ponto.

A tarde nos preparávamos para irmos embora, Mateus e seus pais já estavam prontos, entraram no carro e foram embora um pouco antes, eu ia logo em seguida no meu carro e Juninho na sua moto, quando caiu nossa ficha que estávamos sozinhos, olhamos um para o outro e sorrimos e começamos a nos abraçar e beijar ali mesmo.

Nos beijamos loucamente e Juninho passava a mão na minha bunda, me chamando de gostosa, linda, ele tirou minha camisa eu me ajoelhei e abaixei as calças dele comecei a fazer um boquete, naquele pau lisinho duro grosso e grande, em quando o chupava ele gemia me chingava de cadela, vadia, depois ele me pegou pelo braço e me levou ate a sala da casa, me jogou no sofá, tirou meu sutiã e começou a mamar meus seios, a lamber minha barriga ate o umbigo, desabotoou minhas calças e as tirou junto com a calcinha e começou a me fazer um sexo oral maravilhoso, enfiava a língua ate no fundo da minha vagina me levando ao ápice, depois nos abraçamos e nos beijamos de novo, então Juninho me coloca de 4, enfia a cabeça bem devagarinho, vai forçando ate entrar todo seu pau na minha buceta, ai começa a bombar bem gostoso, eu estando de 4 e ele puxando meus cabelos, depois ele me deita de costas e transamos na posição papai e mamãe por um tempo, ele fala que sou gostosa de mais, quem seu irmão passa muito bem comigo rsrs, depois ele se deita e eu sento na sua pika cavalgando bem gostoso, ate ele me pegar de ladinho abrir minhas pernas e começar a meter bem gostoso, me fazendo gozar na pika dele, ai ele me coloca d4 novamente, e começa a meter bem gostoso no meu cu, começa a enfiar devagar, ate entrar tudo, ai começa a bombar de vagar e vai aumentando a velocidade, começo a gemer a gritar e ele vai bombando cada vez mais forte, ate que sint o pau dele pulsar e soltar uma jato de porra no meu cusinho, me enchendo inteira e ele me chamando de puta cadela, deposito de porra. Depois no beijamos de novo e ficamos abacados de conchinha, conversando sobre sexo…

Deixe um comentário

CAPTCHA