Minha primeira vez foi com um coroa maduro

Minha primeira vez foi com um coroa maduro (52 anos), casado e muito discreto. Tenho 45a,1,70 75 kg cabelos já começando a ficarem grisalhos, sou casado, muito reservado e na minha. Na época eu tinha 34anos.

LibidGel

Um dia um amigo me convidou p/ um churrasco e na época não estava casado e não tinha namorada, aceitei e no sábado do churrasco ele passou na minha casa as nove da manhã.

Era num sítio e levamos um pouco mais de uma hora de carro. Não foram muitas pessoas pois era um feriado prolongado e o anfitrião eu já conhecia ele mas nunca tivemos oportunidade de conversamos.

Ele, vou chamar de Roberto, um maduro de 50anos, já aposentado, 1,80 96kg peludo sem barba e cabelos grisalhos super educado e muito atencioso.

Chegamos na casa e logo ele nos mostrou a cozinha, o banheiro e a piscina. Perguntou se havíamos levado roupa de banho e como confirmamos ele falou p nós trocarmos pq o churrasco já ia sair.

Era aniversário dele , mas a esposa e as filhas tinham ido passar o feriado na casa da mãe e só voltariam na terça-feira.

Por conta do feriado, não foram muitas pessoas e ele havia contratado um churrasqueiro e com isso ficou o tempo todo conosco na piscina.

Roberto vez por outra me olhava e sorria de um jeito diferente, mas achei que fosse a bebida subindo na minha cabeça.. rs

Muita comida, bebida a vontade e a hora foi passando regada com boa conversa e muitas risadas. Sempre que eu ia pegar uma cerveja ele vinha atrás e ficávamos trocando uma ideia sobre piscina , trabalhos, comidas, mas eu logo voltava p piscina.

Lá p umas 16:00 h muitas pessoas já haviam saído e meu amigo disse que iria também, eu, como estava de carona fui pegar minhas coisas e QDo fomos nós despedir do Roberto, ele falou p ficarmos , pq tinha sobrado muita bebida , comida e que ficaria sozinho com aquilo tudo. Meu amigo não podia ficar e eu olhei p ele é disse que estava sem carro e tinha que ir também.

Roberto disse que se quisesse me levava em casa no domingo , junto com um outro cara que tbm estava de carona.

O cara não aceitou pq era casado e eu fiquei com receio e falei que ia incomodar e tal.

Ele disse q não tinha problema e passar o domingo com muita bebida e sozinho ia ser chato.

Meu amigo falou p eu ficar e disse que talvez passasse no domingo lá p beber um pouco.

E aceitei e fomos na rua p nos despedirmos deles.

Logo que eles saíram , Roberto fechou o portão e foi pegar mais uma bebida e eu aproveitei p cair na piscina p álcool ir embora.rs

Ele sentou numa cadeira e me deu uma latinha p beber dentro da piscina mesmo.

Como ele ficou de frente p mim, vez por outra eu o via ajeitar o seu pau.

Ele era um homem muito gentil, educado e pareceu ser muito carinhoso ( confirmei isso mais tarde).

Falamos sobre tudo, carros, gostos, comidas, mulheres, sexo, nessa hora ele deu uma apertada maior no pau e já deu p perceber um volume.

Mudei o assunto e lembrei que não tinha levado roupa p dormir e ele rindo falou que não tinha problema pois tinha as da esposa dele, na hora eu ri mas recusei e ele aproveitou e começou a elogiar o meu corpo, que eu devia fazer sucesso com as mulheres ( na época praticava judo e malhava), ficamos rindo e eu falei p ele que de jeito nenhum usaria, mas, como falei rindo ( p ver a intenção dele), ele sugeriu que fizéssemos uma aposta e se ele perdesse eu levaria toda a bebida e comida p casa ( era muita cerveja rs) e se ele ganhasse eu dormiria com a roupa da esposa dele e na cama dele.

De jeito nenhum eu aceitei , até q ficamos rindo e falei q ele iria perder então resolvemos jogar sinuca. Sai da piscina me sequei um pouco e fomos p mesa.

Começamos a jogar e como os dois estavam meio altos, cada partida demorava muito.

Sempre q ele passava por trás de mim ele dava uma sarrada e eu fingia q não percebia.

Ganhei todas as partidas e ele inconformado quis dobrar.

Eu aceitei e foi aí que eu me ferrei…rs

O cara jogava muito e depois ele disse que deixou eu ganhar p não ficar fácil demais.

Eu comecei jogando e depois de umas três jogadas ele já havia terminado com todas as bolas da mesa.

Rimos muito e sacaneamos, falei que levaria cerveja e carne p casa e ele disse que tudo bem, mas q eu iria usar uma roupa de dormir da esposa e que a cama dele era bem grande….fdp

Como já estava tarde, arrumamos as coisas e fomos p dentro da casa, ele foi no quarto enquanto eu terminava minha cerveja na cozinha e QDo voltou trouxe uma toalha, uma calcinha preta fio dental e um baby doll Branco, xinguei mto ele e mesmo assim entrei na brincadeira.

Eu entrei no banheiro e ele em outro. Tomei um banho bem gostoso e a minha mente já estava imaginando um monte de sacanagens. Roberto me cativou e de um jeito mto carinhoso eu já não sabia mais oq estava sentindo, uma mistura de tesao e medo.

Tomei um banho demorado e não sei oq pensei mas QDo sai eu usei um hidratante no corpo, principalmente na minha bunda.

Vesti a calcinha que o safado me deu e no início incomodou um pouco, mas Olhei no espelho e vi uma bunda linda rs.. digna daquela calcinha fio dental, vesti o short do baby doll, mas a camiseta não deu em mim, sai enrolado na toalha e Roberto estava na sala vendo um filme qualquer.

E já sai falando:

– a camiseta não deu..

– Tudo bem ( respondeu ele rindo ), – pode tirar a toalha e dar uma volta que eu quero ver …

Fiquei meio sem graça e tirei a toalha, dei uma volta e QDo olhei p ele, parecia hipnotizado.

– o que houve? Viu um bicho ?!? Rs

– Na Vdd eu to vendo uma coisa linda ..

E continuou…

– Alan, olha eu passei o dia olhando seu corpo, mas nunca imaginei que um short e uma calcinha te deixasse mais gostoso ainda…

Nessa hora eu já tive certeza do que estava por vir é apenas sorri e fui na cozinha pegar uma cerveja.

QDo entreguei a dele, ele segurou minha mão e pediu p eu virar pq ele queria olhar mais de perto.

Fiz oq ele pediu e fiquei parado, foi QDo ele se aproximou e sentiu o cheiro do hidratante e falou que eu estava mto cheiroso.

Pediu q eu sentasse no sofá ao lado dele p bebermos a saideira e depois deitarmos.

Roberto estava usando apenas uma samba calça de seda que já dava p perceber ele completamente excitado.

Ali estava eu diante de um homem mto carinhoso, peito peludo, pernas grossas, braços fortes e eu já ficando excitado com aquele jogo de sedução.

Não falamos nada, ele apenas colocou a mão nos meus ombros, me abraçando e eu fui encostando Naquele homem.

Ficamos assim uns 10 mim vendo o filme e QDo a cerveja acabou ele falou p irmos dormir pois queria ver se acordava cedo p aproveitar a piscina.

Ele foi p quarto e eu o seguindo e já imaginando mil coisas com aquele homem.

Quando entramos ele fechou a porta e ligou o ar, puxou a coberta e já foi deitando e eu esperei um pouco, estava apreensivo mas já sabia oq eu queria.

Deitei do lado e me cobri com um lençol dei boa noite e virei p lado, ele me abraçou me deu um beijo na nuca q me arrepiou todo e deu boa noite.

A luz do banheiro estava acesa, passando através da porta entreaberta.

Meu corpo tremia e não sabia oq viria.

Depois de uns 10 minutos de silêncio eu já estava mais relaxado e quase dormindo, foi quando ele virou e me abraçou , ficando de conchinha comigo.

Nessa hora eu senti toda a força daquele homem e sua pica já totalmente dura encostada na minha bunda.

Eu dei uma suspirada e por instinto empinei e encaixei melhor a minha bunda naquela pica.

Foi um sinal e ele começou a beijar minha nuca, suas mãos acariciavam meus peitos, meu corpo, cada vez que ele beijava eu suspirava e dava uma mexida na bunda.

Sem esperar e sem nenhuma resistência ele me virou puxando p ele e me deu um beijo maravilhoso, senti seu corpo muito quente e enquanto nos beijávamos ele conduziu minha mão p sua pica.

Que pica dura, quente, latejando e deliciosa, eu apertava e ele gemia e não parávamos de nos beijar.

Eu parei e falei:

– Roberto , não sei oq esta acontecendo mais estou com muito tesao por você.

– Eu tbm estou… vc é mto gostosinho.

– Eu nunca fiz isso, é minha primeira vez com um homem, estou com medo

– Calma meu amor, vc vai ser minha namoradinha e eu vou ter todo cuidado com vc …

Suas palavras bateram como um calmante e voltamos a nos beijar. Ele veio no meu ouvido e pediu que eu chupasse ele….

Fui abaixando e sentindo o cheiro daquele homem, fui ficando mais leve, QDo tirei seu short, sua piroca dura saltou na minha cara, não era grande, tinha uns 16cm toda por igual, cabeça vermelha, p fora, linda e seu saco proporcional seus pentelhos aparados, fiquei encantado e fui chegando mais perto e sentindo um perfume maravilhoso. Meio sem jeito eu comecei a beijar aquela pica e seu corpo tremia, fui passando a língua nela e ele dava uns suspiros, fiquei chupando como se fosse um picolé e QDo ele menos esperava eu engoli tudo e comecei a chupar mto, subia descia, chupava seu saco e passava a língua e voltava a chupar enquanto minha mão massageava o seu saco e comecei a passar de leve o dedo no cuzinho dele e seus corpo tremia mais ainda.

Depois de um tempo ele me puxa e fala:

– agora é minha vez de chupar minha namoradinha…

E foi descendo me beijando e beijando, ficou parado me olhando e começou a puxar p ladinho o short, meu pau já estava quase p fora da calcinha e ele só puxou e começou a me chupar muito gostoso.

Ele chupava e descia p saco, passando sua língua de um jeito q quase tocava meu cuzinho já piscando.

Ele pegou dois travesseiros, pediu que eu virasse e ficasse deitado nele, isso deixou minha bunda totalmente empinada p ele.

Tirou meu short e ficou alisando minha bunda:

– vc é mto gostosa, está linda com essa calcinha…

– Obrigado amor. (Já estava entregue p aquele homem)

Carinhosamente ele afastou e começou a chupar meu cuzinho, eu não aguentei e comecei a gemer e ele falando mais sacanagens e eu gemendo e ele me linguando.

Que tesão, primeira vez que fui linguado e já soube ali que queria mais e mais

– se entrega amor – disse ele

– Já estou.. sou toda sua ( entrei no clima mais ainda)

– Que bunda linda, que cuzinho macio

– Cuidado amor… vai doer

– Calma amor, vou ser muito carinhoso e paciente com vc…

E continuou chupando meu cuzinho, parando um instante p pegar um gel e a camisinha q já estava debaixo do travesseiro dele.

– que homem safado…

– Vc é mto gostosa… vou querer sempre..

Passou o gel no dedo e começou a esfregar no meu cuzinho. Aos poucos foi deixando meu cuzinho bem lambuzado e foi enfiando bem devagar o dedo, eu fiquei tenso.

– relaxa amor, não fecha…

– Vai doer amor…para

– Calma, vou colocar devagar e vc vai ver q não vai doer…

E o fdp estava certo, ele fez de um jeito q depois ficou só tirando e colocando o dedo e QDo achou que estava pronto ele colocou a camisinha, passou mais gel na pica e no meu cuzinho, me puxou pela cintura empinando mais ainda minha bunda, encostou a cabeça na porta do cuzinho e começou a forçar, sempre falando coisas p me manter calmo e foi forçando , eu pedia p parar ele atendia mas logo voltava a forçar, de repente senti seus dedos apertarem a minha cintura e foi QDo ele forçou mais a cabeça passou, não aguentei e dei um grito, eu tentei fugir mas ele me segurou firme:

– calma amor…

– Tá doendo, tira , tira por favor

– Se tirar vai doer p entrar de novo

– Aiiii Roberto , tá doendo amor…

– Respira amor, vai passar e depois vc vai dizendo q vou metendo..

– Não amor, para tira

Aquele homem deitou e começou a me beijar a nuca, foi falando no meu ouvido p eu me acalmar e aos poucos aquela dor passou e ficou uma sensação estranha , mas eu gostava do que ele falava no meu ouvido e aos poucos eu fui me ajeitando é isso foi fazendo a pica entrar.

– viu? Agora eu vou metendo bem devagar.

– Tá amor, bem devagar

– Passou a dor?

– Sim amor passou… devagar amor pf

– Agora tá sentindo oq?

Senti que ali ele já sabia que meu tesão estava a mil, virei e falei:

– tesão meu gostoso, muito tesão nessa rua pica.

– Que delicia… assim que eu quero minha noivinha… com mto tesao

E ele foi metendo bem devagar e eu comecei a gemer, baixinho, gemendo e percebi que ele adorou e eu me sentindo ali uma verdadeira namoradinha , QDo ele para e fala:

– pronto amor, já entrou tudo…

– Eu falei, ainda não amor.

E abri minha bunda com as duas mãos e dei uma rebolada e senti aquela pica toda no meu cuzinho….

– agora foi tudo amor…

– Aiiii… pqp q safada você

– Gostou ?

– Mto, nossa … vc é mto apertadinha

– Vc é mto gostoso, que homem gostoso.

Ele foi metendo e tirando sempre bem devagar e agora meu corpo já tremia de tesão, minha pica parecia que ia explodir de tão dura e ele metendo e tirando e sempre falando mta sacanagens no meu ouvido.

– mete amor, mete gostoso…

– Vc é mto safada… q cuzinho macio

– É teu amor, cabacinho amor…teu todo

– Tá gostando amor?

– Muito meu homem… mete gostoso vai .

Eu gemia e pedia pica e ele metia e tirava sempre devagar e eu comecei a rebolar naquela pica e fui deixando aquele homem mto louco e ele começou a apertar minha cintura e metia e eu gemia de tesao.

– que piroca gostosa amor.. pqp.. mete Roberto, mete na tua mulher…

– Aiiii safada, adoro assim vc rebolando.

– P vc amor.. mete vai, mete essa pica e tira meu cabacinho todo…

Fui deixando aquele homem maluco e eu já não me reconhecia , rebolava e pedia pica…

De repente ele me puxa p trás e fala q vai gozar e eu começo a rebolar mais e mais e pedindo pica

– goza meu homem , goza gostoso goza amor…

– Aiiii amor, vou gozar no teu cuzinho

– Isso Roberto , goza na tua mulher goza amor

De repente eu senti o corpo daquele homem tremendo e comecei a me masturbaraí amor eu vou gozar no teu cuzinho

– Goza amor, goza que eu vou gozar tbm

– Vamos gozar juntos amor vem

– Goza goza meu homem goza p mim vai

Começo a sentir aquela pica inchando no meu cuzinho e já sabia que ele ia gozar…

– aí amor eu vou gozar com a tua pica no meu cuzinho … aiii amor, mete kct, mete a pica no meu cuzinho e goza …

– To gozando amor…

– Não para amor, mete q vou gozar na tua pica….

Aquela sensação daquele homem gozando meu deixou louco e comecei a gozar tbm….

Meu cuzinho piscou e mordeu aquela pica e ele ficou louco e não parava de meter mesmo depois de ter gozado.

Eu gozei mto, nunca havia gozado tanto e com tanto tesão.

Meu corpo caiu na cama e o dele por cima de mim. Aquele homem ali, seu peso todo em mim , nossas respirações ofegantes e ainda assim ele me beijando muito, aquilo me deu uma sensação tão boa, de tranquilidade e de mto carinho.

Antes q sua pica amolecesse ele tirou e caiu p lado e eu imóvel e ainda sentindo prazer.

Sentia meu cuzinho quente demais.

Ele jogou sua perna por cima de mim e ficou fazendo um carinho nas minhas costa e eu todo arrepiado.

Depois de um tempo ali, sem ninguém falar nada, eu levantei e fui tomar um banho.

Me lavei e QDo estava saindo ele entrou no banheiro, me pegou e me deu um beijo mto demorado e eu já estava ficando excitado e ele tbm, mas eu disse que precisava dormir e fui p cama.

QDo ele terminou o banho eu já estava quase pegando no sono e ele veio deitou e me abraçou e eu me ajeitei naquele corpo quente e macio e adormecemos….

Acordei pela manhã, sentindo aquela pica dura na minha bunda novamente….

Mas essa é uma outra história….

1 comentário sobre “Minha primeira vez foi com um coroa maduro

Deixe um comentário

CAPTCHA