Arrombando a professora gostosa do meu filho

Ola tudo bem, vou narrar esse delicioso conto erotico que ocorreu comigo no qual jamais será esquecido toda essa intensa putaria, A Elisa uma morena de deixar o trânsito parado, dava aula para meu filho de 4 anos, e sempre que minha esposa podia ela acompanhava o rendimento do meu filho e ao notar alguma deficiência no seu aprendizado ela solicitava a Elisa pra dar umas aulas de reforço para meu filho, e justo no mês que eu estava de férias a tal professora foi lá em casa pra fazer o reforço com ele, eu me apresentei pra ela e percebi que ela olhava meus braços e abdômen, pois sou um cara de bom físico, não pude deixar de notar seu vestido curto e o decote que quase mostrava seus lindos seios por completo, trocávamos olhares toda hora, ela estava na copa e eu na sala, e enquanto ele fazia o dever que ela tinha passado pra ele a gata veio até onde eu estava e sentou

no braço do sofá e me perguntou se eu malhava muito, eu disse pra ela que eram 4 vezes por semana, e ela me olhando com olhar sensual me perguntou se não poderia vir malhar comigo qualquer dia, na mesma hora eu coloquei minha mão sobre sua cocha esquerda e alisando ela eu falei poderemos malhar até agora se você quiser, ela não tirou minha mão mostrando pra mim que estava gostando da minha atitude e sorrindo disse eu não trouxe roupa, e eu olhei firmemente para as lindas cochas dela e disse não precisa você pode malhar comigo até sem roupas, ela sorria e não resisti e avancei com minha mão por baixo do seu vestido até chegar na sua bucetinha por cima da calcinha, ela olhou pra mim com os olhos de quem iria gozar e percebi que meu filho estava concentrado no seu dever e se ela deitasse no sofá ele não iria ver, então puxei ela para o sofá e a safada caiu me olhando como quem quisesse um beijo eu a beijei e meti o dedo na sua bucetinha que estava raspadinha, ela suspirava e parecia estar preocupada com meu filho, então levantei ela e combinei que eu iria subir para o quarto e ela deveria pedir pra ele fazer mais alguns deveres e enquanto isso ela iria no banheiro que fica lá em cima, assim ele não iria desconfiar de nada, afinal ele estava com sono e talvez dormisse ali mesmo. Em poucos minutos ela já estava entrando no quarto e trancando a porta, quando ela se virou ficou assustada com a figura da minha virilidade, meu aru mede 22cm e estava muito duro com a cabeça inchada do jeito que qualquer mulher gosta, ela mordeu os lábios e veio feito uma tigresa engatinhando pela cama até meu mastro que apontava para o teto, ela veio beijando do meu joelho até chegar no meu tarugo, quando ela alcançou o meu pau a danada abocanhou ele até quase a metade, fiquei louco com aquela boca me chupando, ela parecia faminta por pênis, pude sentir sua garganta comprimir minha glande, ela chupava muito mais que minha esposa, depois de algum tempo mamando ela tirou seu vestido e deitou com as pernas abertas e disse vem chupar minha xaninha, eu cai de boca naquela linda bucetinha lisinha que parecia que tinha sido raspada pra mim, chupei fazendo ela se revirar de tesão, depois de muitas chupadas foi a vez de eu atochar a vara dentro dela com vontade, coloquei ela na posição de frango assado e coloquei a ferramenta lentamente e todinha dentro dela, ela chegava virar os olhos, logo em seguida comecei um vai e vem cada vez mais rápido, em instantes veio o primeiro orgasmo, beijei sua boca pra ela não chamar a atenção do meu filho e meti cada vez com mais força parecia que ela não iria parar de gozar nunca, percebi que ela estava meio sem forças ai coloquei ela de ladinho e continuei a meter com força, e o tempo todo ela gemia, e elogiava o tamanho a grossura e o meu vigor físico, e isso me empolgava ainda mais o que resultava em metidas muito fortes, em seguida veio a vontade de comer ela de 4 mas parecia que ela não teria força pra ficar de 4, ai eu peguei os dois travesseiros que estava ali e coloquei embaixo da barriga dela ai fiquei com uma vista maravilhosa, pois eu tinha ali a bundinha dela todinha pra mim, ai eu coloquei o meu pau na entradinha do seu cuzinho e ela me olhou como se estivesse com medo de eu arrombar o seu anelzinho, ai eu disse calma não vai doer, ai fui enfiando devagarzinho e ela foi se acostumando com o roliço entrando na sua deliciosa bunda, fiquei doido, pois eu consigo ficar horas sem gozar quando estou comendo uma buceta, mas quando estou comendo um cuzinho fico com pau ainda mais duro e gozo logo depois de 15 minutos de metidas fortes, considero bem difícil passar desse tempo se estiver metendo sem parar, mas meu pau estava entrando e saindo do apertado cuzinho dela que aliais era uma delicia, só de pensar fico com o pau todo duro, e depois de uns 15 minutos de muita metidas no seu cuzinho eu gozei quase meio litro de porra dentro da sua bunda, nos beijamos e fomos tomar banho. Quando chegamos a cozinha meu filho estava dormindo sobre o caderno e depois desse dia eu passei a come-la todos os dias, metia na cozinha, no banheiro, na sala e em vários lugares da casa. Depois de terminada minhas férias ela me apresentou para uma amiga dela que eu comi muito, mas ficara para a próxima vez que eu venha contar outro conto. Estou doido pra comer uma mulher casada e que seja tarada por sexo, se você é uma mande um e-mail para mim que terei muito prazer em te responder e de repente até marcar em um motel pra fazermos um delicioso sexo.

1 comentário sobre “Arrombando a professora gostosa do meu filho

Deixe um comentário

CAPTCHA