Minha putinha num drive-in

Eu e minha mulher sempre fomos muito quentes na cama. Já tínhamos feito de tudo em relação a sexo a dois, quando decidimos juntar outras pessoas na cama. Primeiro foram as mulheres, mas essas eu conto depois. Hoje vou contar como a exibi num drive-in. Ela tem 1,70m, 52 kg, loira natural, olhos azuis, seios médios e uma bunda que é uma delícia. É muito gostosa mesmo. Um dia fomos a um drive-in e eu disse a ela que iríamos fazer amor com a “cortina” do drive-in aberta. No início ela relutou, disse que não e só consegui abrir um pouco. Começamos a nos beijar e a tirar nossas roupas. Eu tirei sua calça e a deixei só de calcinha e uma blusinha e suas snadálias. Nisso olhei pra fora e vi q se formava uma platéia perto da recepção. Continuei a beijá-la e arranquei sua blusa. Dois caras e uma

mulher nos olhavam. Eu já estava sem roupa e me abaixei para chupá-la. Quando tirei sua calcinha e me levantei, vi q os dois caras tinham se aproximado bastante, estavam a mais ou menos uns cinco metros da entrada. Nisso ela se abaixou e me chupou com vontade, os caras continuaram a olhar. Ela se levantou e os viu ali perto. Pediu pra pararmos e fechar a cortina. Eu disse que não. Então comecei a passar meu pau na entrada de sua bucetinha. Ela começou a gemer. Coloquei bem devagarinho e comecei os movimentos de vai-vém bem ali na porta. Os dois caras se aproximaram e começaram a chamá-la de gostosa. Ela novamente olhou e me disse: “Eles estão vindo, vamos fechar

a cortina!” Eu disse q não. Então fiz um movimento chamando os caras. Nisso um outro carro chegou no drive-in e um deles foi abrir o portão. O outro se aproximou. Chamou minha mulher de gostosa. Perguntei se ele queria passar a mão nela. Eu a estava comendo de pé, ela com a bunda toda a mostra e de costas pra porta. Ele foi chegando perto e falei novamente pra ele passar a mão nela. Ele começou a acariciar a bunda dela. Nisso ela perdeu todo o medo e me falou: “manda ele passar a mão nos meus peitos”, ele ouviu e atendeu prontamente. Ele beijava a nuca dela, passava as mãos pelos seus peitos e bunda, tentava chegar até a bucetinha, mas ela estava preenchida pelo meu pau.

Nunca tinha visto ela molhada daquele jeito. Fui o primeiro a comê-la, e desde então era a primeira vez q outro passava as mãos nela. Continuamos a foder gostoso, enquanto o cara a encochava por trás. Nisso chegou o outro cara e perguntou se cabia mais gente passando a mão nela. Falei q sim. Os dois passavam as mãos por todo seu corpo e eu a fodia com vontade. Chegou outro carro e um deles foi embora. Quando olhei de novo pra minha putinha, vi que o cara tinha abaixado a bermuda e ela punhetava ele bem gostoso. Ele colocou o pau na porta do cuzinho dela, começou a enfiar mas ela tirou. Tava pouco acostumada a dar a bundinha. Ela se mexia e gemia como louca, estava doidinha com aquilo. Ficamos nesse esfrega mais ou menos uns quinze minutos. O cara dizia q ali tinha muito fogo, q ela era muito gostosa. Ela gemia e pedia pra eu fodê-la. Não aguentei mais, tirei meu pau de sua bucetinha e gozei em sua barriga, pernas e na entrada de sua grutinha. O cara ficou louco e queria enfiar o pau em sua buceta já

melada. Não sei se do gozo de minha putinha ou do meu. Ela não dizia q sim nem q não. Como ele estava sem camisinha, falei q não. Ele disse q queria gozar. Ela aumentou a punheta q batia pra ele, q gemia, chupava e a beijava. Ouvi um geido maior e vi que ele gozava em suas costas e sua bundinha. Ele novamente a elogiou, vestiu a bermuda e saiu. Ela ainda queria mais. Mas decidinos terminar em casa. Se lavou, vestiu a roupa, me deu um beijo e fomos embora. na saída ela estava morrendo de vergonha, e o cara fez questão de ir pegar o dinheiro. Minha mulher é uma puta tímida, demora a se entregar, diz sempre q não, mas quando começa…. Já fizemos outras loucuras q depois eu conto. Agora ela tem a fantasia de ser uma garota de programa por uns tempos. Depois conto como vai ser!

Deixe um comentário

CAPTCHA