Professor sádico

Me chamo Luisa, tenho 1,67, bunda grande e seios pequenos.
Entrou um novo Professor esse ano, o Jonas, tem 32 anos, alto e forte, todas minhas amigas babam nele.
Era fim do bimestre e eu sempre vou mal nas provas dele, então ele perguntou se eu não queria ajuda dele pra estudar e eu respondi


– Sim senhor
Sempre tive o costume de responder todos assim, mas vi um olhar diferente nele, um leve prazer.
Todos tinham ido em bora e apenas eu e ele estávamos na sala de aula, ele começou a me explicar aquele assunto entediante de todas as aulas e eu só conseguia olhar pro volume na calça dele, o pau devia ser enorme, mas quando ele virou pra min disfarçei olhando pro outro lado.
Enfim, a aula acabou e começou a chover e eu estava indo embora a pé, quando ele passou de carro do meu lado e me ofereceu uma carona. Eu estava encharcada mais aceitei, ele disse:
– Vamos pra minha casa pra você poder se secar e depois te levo pra sua
Era uma péssima idéia, mais aceitei, eu estava mesmo precisando de uma toalha.
Chegando na casa dele ele perguntou se eu queria algo pra beber e novamente respondi:
-Sim senhor
Ele apertou as mãos bem forte, e buscou uma cerveja pra mim
– Você não é mais uma menininha, toma tudo entendeu?
-Sim senhor
Coitado jajsjajs se ele soubesse dos pt q eu já dei…
Enfim, bebi apenas uma latinha e ele não parava de me observar, minha roupa molhada marcava meu corpo, meus peitos, minha bucetinha, tudo, ele buscou uma toalha e se aproximou, esfregando ela em mim pra me secar, eu queria aquilo mais achei meio errado então afastei ele, foi aí q ele me puxou pelo cabelo e me botou de quatro em cima dele, parecia furioso, me deu um tapa na bunda bem forte e disse
-Se você encostar em mim sem minha permissão de novo vadia, eu te arrebento
Foi aí q ele puxou minha calça pra baixa, e minha calcinha, eu estava molhadinha
Ele passou os dedos por cima da minha buceta, eu tentei resistir
– Se você tentar resistir bonequinha, eu todo todo esse seu cuzinho, te arrombo toda, entendeo?
-Sim
-Sim o que?
-Sim senhor.
Ele me puxou novamente pelo cabelo e me ajuelhou com força, botou aquela rola enorme pra fora e meteu na minha boca sen dó, eu estava me engasgando e ele não parava, queria me ver sufocada.
-Chupa tudo sua vadia, me obedece
Ele me tirou com força do chão e me botou de quatro na cama, meteu sem dó em mim, me arrombando, eu não estava aguentando, ele falou
-Voce só goza quando eu mandar
Ninguém nunca tinha me fudido com tanta força, eu não estava aguentando, queria muito gozar, e não consegui segurar
-Sua vadia, quando eu mandar você me obedece sua puta, vou enfiar no seu cuzinho pra você aprender
Eu gritei quando ele forçou a entrada, não tava aguentando de tanta dor, ele começou já com força e só foi aumentando, eu tava doida, aí ele gozou no meu cuzinho, que ficou ardendo muito. Depois daquele dia, ele vem né fazendo de submissa, a primeira vez foi light, já nas outras, ele me prendia, me espancava, eu virei a cachorrinha dele.

Obs: foi meu primeiro conto entao ainda tenho q melhorar muito. Agradeço a todos que leram até aqui

Deixe um comentário

CAPTCHA