Eu e as amigas da minha esposa

Moro numa casa com 3 quartos e a algum tempo atrás uma amiga da minha esposa precisou de um lugar para ficar por conta de uns problemas particulares, ela se chama Renata, é magra, 33 anos, com peitos médios cabelos loiros, como somos só eu e minha esposa deixamos ela ficar com um dos quartos até que resolvesse toda sua situação. Neste meio tempo em que abrigávamos a Renata, outra amiga de minhas esposa também precisou de ajuda, brigou com o marido e pediu para passar uma tempo em nossa casa, essa outra amiga se chama Leila, tem 39 anos, também é Branca, porém tem seios grandes e uma bunda redondinha e durinha é loira e tem olhos verdes, assim como fizemos com a Renata abrigamos a Leila por um tempo.

Numa noite de muito tesão eu e mina esposa esquecemos que tínhamos visitas e como pegamos fogo e somos despudorados tivemos uma foda maravilhosa, minha esposa gemia alto de tesão sem se importar com as suas amigas que poderiam estar ou vindo, hoje acho que na verdade ela queria que ouvissem. Passado três dias dessa noite se safadeza, eu e minha esposa estávamos conversando e ela me contou que a Renata tinha ouvido toda nossa transa e que como tinha algum tempo que ela não transava acabou de masturbando enquanto ouvia minha esposa gemer como uma égua, para minha maior surpresa minha esposa contou também que a Leila tinha feito a mesma coisa, neste momento fiquei imaginando eu me deliciando com as três, minha esposa percebeu a minha excitação e me masturbou para me aliviar.

Passado mais alguns dias chego em casa do trabalho e minha esposa esta me esperando apenas com um roupão de seda aberto, onde eu conseguia ver o contorno dos seus seios e sua buceta pequena e apertada como gosto. Ela me levou para o quarto abriu a minha blusa e começou a me acariciar, ela beijou meu peito, desceu pela minha barriga e chegou a fivela do cinto, ela abriu tirou minha calça e vendo todo volume da minha excitação, ela retirou minha cueca com um puxão forte fazendo meu pau pular e bater contra os seus lábios, ela beijou o meu pau e logo depois me fez deitar na cama.

Neste momento ela apagou todas as luzes, fiquei esperando o toque dela, porém senti mãos diferentes acariciando minha coxa e alisando meu membro, ao me levantar para olhar, reparei que era a Renata, ela começou a me masturbar devagar e enquanto eu ainda tentava assimilar o que acontecia, ela começou a me chupar, sua boca pequena encaixava perfeitamente a cabeça do meu pau, ela descia e subia suave e lentamente enquanto eu já arfava de tesão.

Completamente envolvido com aquela situação, quase não percebi que outra mão “estranha” subia acariciando a minha perna, Leila também tinha entrado no jogo, assim como Renata, Leila chegou ao meu pênis e começou alisar e acariciar as minhas bolas, depois Renata deu espaço para Leila começar a me chupar, a boca carnuda e quente de Leila me deixava louco ela fazia movimentos rápidos e safados quase não aguentei, mas me segurei para poder tentar entender o que estava acontecendo, neste momento minha esposa já despida voltou a acariciar meu peito, chegou perto do meu ouvido e sussurrou com safadeza, “surpresa”, depois ela sentou em meu rosto deixando sua bucetinha para eu chupar, sentir o gosto da minha fêmea e ouvir o gemido de cadela no cio, junto com o boquete duplo que estava recebendo me fez gozar como um cavalo, Renata e Leila pareciam disputar quem recebia mais porra em sua boca.

Minha esposa, então se levantou deitou ao meu lado, puxou a Leila pelo cabelo e trouxe até a sua xana que estava encharcada, Leila fui paga como se fosse a primeira fora da sua vida, Renata deitou por baixo de Leila e começou a chupa-la também, olhei para minha esposa, que não se aguentava de tesão, como se pedisse permissão e assentiu, então abri as pernas de Renata, enfiei dois dedos em sua xana que também estava encharcada, tirei os dedos e enfiei meu pau ela soltou um lindo gemido e depois voltou a chupar Leila, conforme eu metia, Renata chupava Leila, que por sua vez chupava com cada vez mais tesão minha esposa, aquela cena e a bucetinha quente, molhada e apertada de Renata me fizeram gozar mais uma vez.

Por fim sentei na cama, Leila sentou em meu colo e eu senti sua buceta se encaixar perfeitamente com meu pau, Leila sentava com força dominada pelo tesão, ela gemia como uma virgem e pedia pra eu puxar seus cabelos, minha esposa e Renata assistiam a cena, olhei nos olhos da minha esposa, agradecido e gozei mais uma vez.

Minha esposa e suas amigas ainda continuaram a festinha, se pegando, sentei na poltrona do quarto e fiquei apenas admirando a cenas, as três se chupando e acariciando, vi as três gozarem pelo menos uma vez cada e deitarem acabadas, mas satisfeitas e depois de toda essa noite de tesão e surpresas, dormimos todos nus e na mesma cama. Hoje em dia de vez em quando ainda chamamos uma ou outra pra uma festinha e Renata confessou a minha esposa que depois daquele dia ela e Leila tinham se pego pelo menos mais três vezes. Desconfio que minha esposa também estava se pegando com elas, mas isso é história pra outro dia.

Deixe um comentário

CAPTCHA