Melhor amiga

Ca estava eu, noite de sexta em casa… Sempre fui caseira mas nos ultimos tempos ate eu estava surpresa, nem me lembro como é fazer sexo mais, pior a falta de sexo não nos faz esquecer o quanto é bom, pelo contrario, só aumenta o desejo.
Não estava disposta a sair, porém nada me impede de me divertir sozinha, como uma boa “solteirona” tinha meu consolo e um vibrador. Comecei a procurar por um porno, inacreditável como até pra isso eu era exigente, a minha preferencia sempre foi focada nos pornos mais profissionais, e claro, voltado ao tipo de sexo que eu gosto, selvagem.

Acabei por escolher um da categoria que me chamou atenção, se tratava de um rapaz branco, alto, muito bonito e com um penis bem avantajado, com uma moça que possuia um corpo bem estruturado, pele corada e um gemido que era otimo de ouvir. Deixei o volume baixo e comecei me aventurar com meus brinquedinhos, inicialmente, peguei o vibrador e introduzi na minha bct, deixei no mais fraco e fui tocando meu clitóris, fui aumento a potência do vibrador aos poucos e a essa altura, ja estava proxima de troca lo pelo consolo, quando ouvi um barulho na porta e so tive tempo de jogar um cobertor que estava no sofá sobre meu corpo.

_Ai meu Deus amiga… Desculpa! – Malu falou mega surpresa
_Fecha a droga da porta! Desde quando você tem a chave daqui? – eu perguntei e me ajeitei no sofá e sem querer, aumentar no máximo o vibrador.
Malu era minha melhor amiga, tinha por volta de 1.63, cabelo longo, era magra mas tinha belas curvas.
_Sua mãe me deu, ela comentou que você parecia abatida, por isso eu vim aqui… mas pelo visto eu acabei atrapalhando – ela falou em meio a risos, e eu estava paralisada sem saber se mandava ela embora, desligava a tv ou o vibrador

_Mas esse porno é interessante, eu sabia que você teria bom gosto ate pra isso – ela falou aos risos
_Cala boca, Malu! – eu falei com a respiração ofegante e visualizando a minha pequena sala em busca do controle da TV, foi quando Malu se sentou no sofá e em seguida se levantou com o consolo na mão
_EU NAO ACREDITO QUE VC COM TODO ESSE JEITO DE SANTA TEM UM DESSE – ela puxou minha coberta e prosseguiu – E UM VIBRADOR. MEU DEUS RAQUEL, EU NÃO ACREDITO – terminou em meio a risos
_CALA BOCA, MARIA LUCIA, SAI DAQUI! – eu falei, tirei o vibrador e me lavantei a procura da droga do controle. Malu se levantou e foi ate mim
_Por que não aproveitamos o momento? – ela falou me dando um beijo, e eu que ja estava louca de tesão, se quiser podia tomar medidas contra a ação dela.
Começamos a nos beijar, fui tirando suas roupas e ela me deitou no sofá e começou a me chupar e brincar com meu grelo, aquilo me enloquecia, me fazia querer cada vez mais, mas como não sou egoista, logo trocamos as posições
_Amiga, eu não sei como fazer isso – falei sem graça mas com um sorriso
_Começa e eu vou te auxiliando
Comecei a chupar a bct dela e ela foi guiando ate que chamamos o jeito certo. Como primeira experiência, não imaginei que eu fosse gostar, mas era otimo sentir o gosto dela.

_Nossa, Raquel, isso ta maravilhoso – ela falou e ia gemendo de uma forma que era estigante pra mim. Depois Malu pegou o vibrador e introduziu em si, pegou o consolo e me penetrou, variava a velocidade e depois começou a e me fazia subir pelas paredes, era diferente, tudo bem que eu não tinha uma vasta experiência, mas aquilo era surreal, me surpreendia de uma forma inimaginável, era intenso, eu podia sentir como estava gostando em me dar prazer, eu estava viajando naquilo e logo cheguei ao orgasmo.
Em seguida, troquei com ela, não tinha habilidade pra chupar e penetrar ao mesmo tempo, então só a penetrei e comecei a olhar seu corpo, cada movimento que ela fazia, conforme sentia prazer era prazeroso. Ficamos um tempo assim e logo, voltei a chupar ela, ate ela gozar.
Aquele momento foi magico, parecia um sonho, eu vivi intensamente cada segundo ali.

Deixe um comentário

CAPTCHA