Comi o Viadinho Filho da Vizinha e Amiga

Isso aconteceu a 4 anos atrás, tenho uma vizinha e amiga que vou chamar de Mila, ela tem um filho chamado Vitinho, sempre fizemos festa no prédio em que moramos, numa certa vez estávamos todos na frente do prédio, era festa de São João, que é muito festejado aqui na Bahia, então senti vontade de mijar, e como não queria incomodar os vizinhos, achei melhor ir mijar atrás de uns caminhões que ficavam num terreno próximo aos prédios, chegando lá eu coloquei o pau pra fora e vi que Vitinho estava próximo dos caminhões soltando fogos, como eu sempre via ele dançando feito uma menina na frente do prédio fiquei com o pau meio duro, e criei coragem, fingi que não estava

vendo ele e deixei a mostra só pra ele ver, ele olhou disfarçadamente e sorriu, então eu pensei “VOU DAR DE MAMAR A ESSE MOLEQUE HOJE, PRA COMER AMANHÔ, alguns dias se passaram e eu entrei de férias do trabalho, fiquei observando qual o horário que ele chegava da escola e armei um esquema, num certo dia quando ele foi chegando eu deixei a porta do meu ap entreaberta e quando ele passou de frente para o meu ap eu passei só de sunga que com a bicha dura, e fingi tomar susto, ele riu, e eu fali o chamei e disse, me desculpe, ainda bem que não foi uma mulher já pensou…e ele não tirava os olhos, aí eu aproveitei e disse, vc pode me dar uma ajuda aqui no meu computador? E ele disse, espera tio que vou aqui em casa falar com minha avó e venho já, fiquei de pau bem duro esperando ele. De repente toca a campainha e era Vitinho, já de short, eu sentei na frente do computador e comecei a procurar um arquivo para pedir a tal ajuda, e o pau latejando na cueca, aí abri um arquivo com um cara com o pau enorme e perguntei se ele acreditava que existisse alguém com o pau daquele tamanho, aí ele meio sem graça disse que não, então eu mandei ele sentar na cadeira e fiquei em pé, e disse que iria ao banheiro mijar, que era para ele esperar, o banheiro ficava de frente para o quarto aonde ficava o computador, coloquei o madeirão pra fora com a porta aberta mesmo e comecei a mijar, e disse a ele “NÃO OLHE PORQUE SENÃO VAI VER ALGO QUE TALVÉS NÃO GOSTE”, e ele riu, voltei pro quarto a essa altura com o pau quase quebrando de tanto tesão, aí disse deixa eu sentar aí pra te mostrar o arquivo, e deixei um espaço mínimo pra ele se levantar e roçar a bunda em minha pica, ele levantou rindo e eu rocei com o pau bem duro na bunda dele, e ele rindo, aí eu sentei e puxei ele pela cintura até ele sentar em meu colo, e disse, fica aí mesmo e procura o arquivo, e comecei a roçar, aí ele disse, tio tenho que ir embora, qual é o arquivo? Então eu peguei a mão dele e coloquei no meu pau e disse, é esse, mas só abre se você ficar balançando ele até sair um líquido branco, e ele riu e começou a me punhetar, aí eu não aguentei e levantei e mandei ele passar a língua, ele relutou rindo, tentou ir embora, mas eu pedi pra ele ficar calmo, aí botei o picão na frente dele e disse, por favor, só uma linguada, ele ria, então eu disse, só uma linguada e eu deixo vc ir, aí ele passou a língua de baixo para cima, e eu gemi alto, e disse, por favor, passe a língua assim, mais 10 vezes e eu te libero, tremendo de tesão, e o safado só ria, então pegou minha caceta, e começou a passar a língua, e eu dizendo e gemendo, vai, isso, bota na boca, aí ele começou a gostar e se sentir seguro, então eu gemia e me contorcia de tesão, coloquei a mão nos meu olhos pra deixar ele mais a vontade, e ele se empolgou em me ver gemendo de tesão daquele jeito, a essa altura já havia passado das dez lambidas, aí eu segurei ele e disse, por favor eu vou deitar e vc faz isso mais uma veze pode ir embora, ele riu eu peguei ele pelo braço, deitei com a caceta dura pra cima, ele se ajoelhou, eu fechei os olhos pra deixar ele a vontade, e ele mamava feito uma fêmea, vez em quando escalava o pau e ficava olhando cheio de vontade de criar coragem e me dar o cu, mas nunca havia dado e não tinha coragem, de repente eu olhei e vi ele segurando e escalando minha caceta de 18,5cm e fiquei louco, e pensei, vou gozar na boca desse safadinho, quando ele colocou na boca novamente, eu esguichei, os 2 primeiros jatos bateram na garganta dele e ele largou o pau e correi para o banheiro cuspindo, eu terminei de punhetar gemendo alto e olhando para ele feito um cavalo, e disse que ele poderia ir, mas se quisesse voltar era só passar uma mensagem pelo meu msn, passaram-se 2 dias e ele não se pronunciou, no terceiro dia ele passou uma mensagem dizendo que precisava de uma ajuda minha, então eu mandei ele ir lá em casa novamente no mesmo horário, então ele foi, fiz ele chupar e gozei na cara. Desse dia em diante ele ficou viciado, no mês que fiquei de férias dei de mamar pra ele 11 vezes. Me mudei do prédio, fiquei sabendo que ele havia assumido que é viado, e segui-lo pra dar uma carona e comi ele num estacionamento, o fiz de cadelinha e ele gemia me chamando de tio enquanto eu estocava e batia na bunda dele.

Deixe um comentário

CAPTCHA