Sexo com a esposa

Naquele dia fiquei com o carro para levar ao mecânico, ele estava fazendo uns barulhos estranhos na suspensão e como ela não sabe muito de mecânica eu levei para manutenção.
Deixamos as crianças na escolinha e eu a levei no trabalho.
Na noite anterior enquanto arrumavam os as coisas para o próximo dia ( banho nas crianças, lanche, mochila) eu sempre que passava por ela metia a mão em sua bunda ou em seu seios, adoro ficar bolinando ela, principalmente quando ela já tomou banho e está com os cabelos molhados e sem sutiã, fico de Pau duro só de imaginar
Depois que ela saiu do banho com os cabelos molhados e sem sutiã e eu brincando com ela perguntei se estava com frio pois seus mamilos estavam durinhos ela me respondeu pegando no seu seio com uma das mãos e uma carinha de safada:


Não, porque?
Há é! eu respondi, e fui a seu encontro. Demos uns amassos escondidos no banheiro parecíamos dois adolescentes
Saímos dali e ficamos brincando com as crianças e de vez em quando ela se abaixava só para me provocar e eu podia ver seu seios pelo decote de sua blusa, Infelizmente não trepamos naquela noite o pequeno passou a noite acordado pedindo para dormir em nossa cama
Mas em fim, não era sobre isso que eu queria falar
Deixei o carro no mecânico e fui para o trabalho agumas horas depois recebo uma ligação era da oficina dizendo que o carro já estava pronto eu me surpreendi pois acreditava que levaria o dia todo
Respondi que passava lá meio dia para pegar o carro e acertar o pagamento.
Meu supervisor pediu que eu fosse levar umas peças para um fornecedor a tarde e que após isso eu poderia tirar a tarde de folga mais que prontamente peguei as peças e fui levar.
Para poupar tempo passei na oficina para pegar o carro para minha surpresa era só uma pedra que estava presa na suspensão e ela não cobraram nada deixei as peças com o fornecedor e quando estava saindo ela me manda varios Gifs de sacanagem dizendo que estava cheia de tesão que passou a noite querendo trepar e que só não me dava a bucetinha agora porque eu estava no trabalho.
Eu prontamente perguntei se eu fosse buscar ela, ela iria trepar comigo ela não sabia que eu tinha ganhado folga e que o carro já estava pronto, então topou minha proposta mas com um condição, que tínhamos que ir a um motel
Ela não acreditou quando recebeu a mensagem:
Estou aqui na frente te esperando!
Ela olhou pela janela e me viu assenando para ela. Não sei como mas ela conseguiu sair, quase não acreditei
Era um dia quente de verão ela estava de vestido de alcinha um pouco acima do joelho o vento soprava seus cabelos e seu vestido fazendo com que ela tivesse que segura, quando entrou no carro dei um beijo apaixonado em seus lábios e disse oi!
Com o tesão que eu estava podia trepar com ela ali mesmo mas não era hora
Liguei o carro e fomos para o motel
Para nossa surpresa já tinha um carro esperando para entrar e para não ficar esperando os amassos começaram dentro carro
Peguei em sua nuca e puxei a até minha boca, nos beijamos apaixonadamente até que a sua mão começar a abrir minha calça para não ficar para traz minha mão foi até sua coxa e começou a subir, quando minha mão tocou sua bucetinha ela parou de me beijar e suspirou, quando finalmente conseguiu abrir minha calça agarrou meu membro e punhetou ele lentamente.
Quando meus dedos tocaram sua calcinha vi que estava molhadinha, meu tesão aumentou mais ainda quando ela abriu as pernas para facilitar minha penetração manual,
Coloquei a calcinha pro lado e coloquei um dedo no seu clitóris, dedilhei ele até que percebi que ela estava quase gozando tirei a mão de sua bucetinha molhei o dedo com minha saliva e penetrei ela com o dedo ela gemeu alto e apertou mei pau que chegou a amolecer mas não deixei de bulinar aquela xoxota molhada.
Ela mordia os lábios e apertava o banco do carro enquanto eu já estava enfiando dois dedos dentro de sua xotinha molhada de tesao
Prestes a gozar ela mandou que eu parasse pois queria gozar com minha pica enfiada na sua bucetinha, até porque já tinha liberado a vaga no quarto do motel
Entramos no motel e ao estadionar o carro nosso tesão era tanto que começamos a trepar na garagem mesmo como já estávamos de arreto no carro eu virei ela de costas e coloque suas mãos sobre o capô, afastei suas pernas e levantei seu vestido, por alguns segundos fiquei admirando sua bunda, ela bem safadinha já sabendo como ia se comida empinou a bunda para facilitar a penetração, meu pau estava duríssimo loco para entrar em sua xoxota molhada
Baixei minha calça e bem de vagar fui penetrando, sentindo cada centímetro de sua xoxota sendo invadida
Eu adoro essa mulher!
Ela queria ação e com força empurrou sua bunda contra meu caralho que entrou todo de uma fez fazendo que ela gemesse alto, senti meu pau tocar em seu útero e com força segurei sua bunda e comecei o vai e vem
Não durou muito o vai e vem, logo ela me empurrou passou a mão na xoxota molhada e com a outra mão fez final com o dedo para que eu seguisse ela
Ela pegou uma sacola dentro do carro e entrou no quarto eu atrás dela até o banheiro onde ela me barrou.
Me espera aqui que eu tenho uma surpresa para você! Ela disse
Meu pau estava latejando de tão duro não aguentava mais de tanta vontade de possuir ela novamente mas me contive e fiquei esperando
Tirei minha roupa e deitei na cama olhei para o teto e vi o espelho que me daria uma visão privilegiada depois
Não demorou muito ela saiu do banheiro vestindo uma mini saia escolar meia calça e cinta liga seus seios estavam desnudos, seu cabelo estava solto e para completar o ar colegial ela estava de óculos
Agora era minha vez de chamar ela com o indicador, bem de vagar ela veio até chegar entre minhas pernas, foi subindo na cama até encostar os lábios na glande do meu membro que já estava bem grande, com a língua ela foi fazendo círculos na glande e com uma das mãos ela massageava minhas bolas sua boca foi aos poucos engolindo meu membro até não aguentar mais e engasgar
Eu estava delirando de tesão, olhei para o teto e vi sua bundinha empinada sua cabeça subindo e descendo do boquete que ela fazia.
Seguro ela pelos cabelos e tiro meu pau de sua boca olhei seu rosto vermelho de tesão e dei um beijo de língua naquela boquinha.
Peguei ela pelos ombros e joguei encima da cama
Fui bruto mas com jeitinho!
Abri suas pernas e cai de boca na xoxota dela, que delícia de buceta
Bem lisinha e molhadinha
Passei minha língua em seu clitóris bem devagar e depois enfiei ela dentro da bucetinha, entrava e saia com a minha língua como se estivesse metendo com meu caralho
Ela se segurava no lençol para não fechar as pernas e deixar bem abertas para facilitar meu trabalho
Passei a chupar os lábios daquela bucetinha suguei de uma maneira que ela ficou levemente inchada e bem vermelha
Estava na hora de penetrala, fiquei de joelho e puxei a pelos quadris até encostar a cabeça do meu cacete na entradinha da bucetinha.
Fui subindo por cima dela e entrando para dentro da sua bucetinha
Que delícia!
Ela segurou minha bunda e com as unhas começou a cravar. Aquela sensação me encheu de tanto tesão que penetrei ela com mais velocidade e acabei enchendo sua bucetinha de porra.
Fiquei parado um tempo dentro dela eu estava ofegante até que ela me empurrou para que eu saísse de cima dela
Eu achei que tinha terminado mas ela não estava satisfeita
Você acha que vai me trazer no motel e não vai me dar gozar?Ela disse
Ao mesmo tempo que ela falava isso ela foi se levantando até ficar de pé
Virou de costas e começou a dança para mim, ela passava a mão em sua bundinha e quando se virava de frente fazia que estava com vergonha e tapava os seios com as mão
Meu pau estava duro novamente
Ela se deitou entre minhas pernas e começou a brincar com minha pica
Eu já estava louco para penetralá novamente mas agora era a vez dela de divertir
Não demorou muito para ela subir me cavalgou lentamente fazendo com que seu clitóris ficasse massageando em meu púbis eu podia sentir ela sugando minha pica para dentro
Ela sugava e soltava apertava e soltava
Fazia movimentos circulares
Eu estava imóvel, só observando aquela gata no cio gulosa por pica!
Ela colocou as mãos sobre o meu peito e novamente cravou suas unhas.
A cavalgada estava ficando mais veloz a fricção de seu clitóris estava maior em meu púbis, me levante até alcançar seus peitos os mamilos estavam durinhos indicando que estava prestes a gozar
Com uma voz bem suave perguntei
Quer gozar, quer? Safadinha!
Então soca essa pica dentro dessa bucetinha que eu também vou gozar!
Antes que eu falasse ou fizesse alguma coisa ela soltou um gemido e disse:
Ai caralho eu tô gozando!
hum como isso é bom!
Haaaa que delícia de pica!
Me dá esse leite quente que eu tô gozando!
Eu me segurei mas não por muito tempo, ela estava terminando de gozar quando eu disse para ela que ia encher ela de leite.
Ai safada toma teu leite!
Vou gozar!
Hummm que delícia de trepada, toma gostosa, toma teu leite quente.
Minha porra encheu sua bucetinha deixando ela ainda mais molhada.
Ela ficou excitada com aquilo e começou a cavalgada novamente subia e descia com maestria, minha pica que já estava dura novamente
A safada queria gozar de novo e eu não podia deixar ela na mão.
Bagaceira gostosa tu vai gozar de novo é?
Então pula nessa pica pula vai!
E com uma das mãos dei uma palmada na bunda dela e com a outra segurei a teta.
Ai gostoso!
Assim eu gozo mesmo!
Ai! Haaaa!
Hummm que delícia eu to gozando!
Safado tu tá me fazendo gozar de novo!
Que delícia de trepada!
Ela se contraia e se segurava em meus ombros, mordia os lábios e soltava suspiros com o orgasmo que estava tendo.
Foi o melhor sexo que já fizemos!
Ficamos abraçados por alguns minutos, levantamos e tomamos banho juntos colocamos nossas roupas e fomos pegar as crianças como se nada tivesse acontecido.

Deixe um comentário

CAPTCHA