Indo com Amigos a uma sauna gay

Na semana passada, no final do trabalho, e visto que minha esposa tinha ido acompanhar sua mãe ao médico, decidi dar uma passada rápida pela sauna.Cheguei pedi meu chinelo, me despi, enrolei a toalha na cintura, chave no pulso e lá fui tomar um duche. Um senhor me foi espreitar mas logo desapareceu. Ao acabar o duche passei um bocadinho de gel de duche no buraquinho e não limpei essa parte.
Desci e passei pelos privados mas estava tudo vazio. Continuei e passei à frente da sala grande de video. Uma cena de um negrão dando o cuzinho para um pauzudo. Logo se aproximou alguém que me olhou sedutoramente.

Continuei e me dirigi para o banho turco mas ao chegar a porta alguem que se cruzou comigo e senti que me ficou a olhar.
Entrei e sentei bem lá no fundinho pois é bem mais escurinho. Estava lá um jovem de pau na mão exibindo sua tesão. Fiquei olhando de soslaio e logo o tal que me tinha olhado se sentou a meu lado e me deitou a mão numa coxa. Depois me deu a mão. Tirei a mão e levei ao seu pau por cima da toalha. Logo ele me falou ao ouvido.
– vem para uma privada!
E saiu. Logo o segui e reparei que me esperava à porta. Segui-o e entramos num quartinho. Ao fechar a porta logo me agarrou por trás se roçando em mim e me beijando e lambendo as costas e o pescoço. Senti ele me fazer cair a toalha para cima do colchão e fiquei nu e senti que ele se afastou um pouco de mim mas logo encostou de novo e o senti todo nu encostando sua piça nas minhas nádegas. Ficamos assim encoxoados e ele agarrou meu pau e ficou masturbando. Eu estendi um braço para trás e o forcei mais contra mim.
Por fim nos deitamos, ele primeiro e eu ajoelhei na cama e fiquei masturbando ele até que o abocanhei. Chupei e lambi e voltei a chupar. Tentei meter o máximo na boca. Quando o senti bem durinho deitei do lado dele de cu para o ar e ele entendeu a mensagem. Logo se deitou em cima de mim e senti seu pau roçar no meu rego. Ajudei e facilitado pelo gel de banho que tinha depositado em mim próprio senti seu pau entrar no meu cuzinho bem devagarinho. Quando senti seu quadril nas minhas nádegas, ele perguntou:
– Está a doer?
Respondi:
– Não, nadinha, podes meter à vontade, está bom.
Ele começou e entrar e a sair do meu cuzito e nao parava de me beijar as costas.
Passado algum tempo a levar com ele, pediu-me para me virar de lado pois gostava mais assim. Acedi. Sem ele tirar de dentro de mim o seu pau durinho, viramo-nos e empinei bem a bunda para ele meter tudinho. Deixei-o bombar à vontade dele. Estava bom de mais. Por fim senti sua mão procurando meu pau de novo e ficou me masturbando ao mesmo tempo que comia meu cu.
Passado uns minutos eu já cansado pedi a ele:
– Vem-te assim quero te sentir a contrair dentro de mim.
E ele começou a dar-me mais de força até que senti sua piça inchar mais dentro do meu cu e por fim ele parou de bombar.
Caiu para o lado e eu que já tinha um toalhete próximo com a ajuda do mesmo tirei-lhe a camisinha e reparei que estava com muito leitinho. Abocanhei de novo sua piça para saborear suas últimas gotas de sémen. No final me deitei do lado dele.
Ficamos a conversar um pouco e ele com sua mão ia apalpando minha barriga e minha coxa. Por fim virou-se de lado para mim e começou a apalpar meu pau. Masturbou-me. Senti meu pau bem duro e pedi para me mamar. Acedeu. Mamou mas logo interrompeu e disse:
– Não te venhas na minha boca!
Deixei-o mamar mais um bocado até que lhe pedi para parar. Parou e ajoelhou junto à minha cabeça e me deu a piça dele para mamar de novo. Mamei uns minutos largos mas ele não conseguiu ficar duro.
Conversamos mais um pouco e depois abandonamos a privada.
Dirigi-me para os duches e me lavei. Um senhor também se passou no duche e reparei em seu pau todo babado. Mas que pau tão grosso. Limpei-me e fui de novo para o banho turco. No fundo um jovem mamava um senhor. Habituei-me à escuridão e vi uma grande piça comprida. Quando me preparava para me juntar à festa, eis que o senhor se vem todo na cara do jovem. Saíram.
Também sai e dei uma volta por todo o lado mas estava muito morto. Por fim de um dos dark room ouvi barulhos e logo entrei. Pelo som alguém mamava forte. Sem ver nada, tirei a toalha da cintura e coloquei ao pescoço e fui-me aproximando. Senti uma mão me agarrando o braço e me puxar. Aproximei-me e já junto de 2 vultos senti minha piça ser agarrado por uma mão. Fui masturbado até ficar bem duro enquanto ouvia o som de mamar que alguém fazia na piça do homem que me masturbava. Por fim o homem que me masturbava saiu do dark-room e senti que o outro que estava aninhado se aproximava de mim e começou a mamar-me. Estava tão bom que nem dei fé e me assustei quando senti um pau duro se encostar nas minhas nádegas. Deixei-me estar assim até me vir e senti meu cu a ser explorado por uns dedos. Só me largou a piça da boca quando acabei de me vir. Fiquei na mesma posição sentindo os dedos do homem que estava atrás de mim entrando em mim. Por fim, tirou os dedos e encostou seu pau. Deitei a mão para trás para sentir o volume do pau dele e senti um pau não muito grosso mas de bom tamanho. Deixei-o encostar no meu buraco e senti sua mão me agarrar o pau. Disse para não meter sem camisinha e ele me pediu ao ouvido:
– Faz-me vir na tua boca
Virei-me limpei a piça dele com a toalha e baixei-me e comecei a mamar. Estava duro que nem uma pedra. Demorou pouco e veio-se todo segurando na minha cabeça se calhar para que eu não fugisse. Quando me largou a cabeça levantei-me e deu-me um abraço e um beijo na cara e ouvi:
– Obrigado, Mamas muito bem.
Agradeci e sai directo para o duche. Fui aos vestiários ver se tinha chamadas e estavam a chegar 3 senhores dos seus 30’s anos. Pena minha tinha um sms da mulher a dizer que já me esperava num café perto dali e tive de me vestir e ir embora.

1 comentário sobre “Indo com Amigos a uma sauna gay

Deixe um comentário

CAPTCHA