Fantasias de um Casal Liberal

Capitulo 1 No banheiro do avião

São Paulo .

Chovia na cidade de São Paulo quando um táxi para no movimentado aeroporto e um casal sai apressado rumo a fila do ckeck-in .
– Vamos para a fila das bagagens . -Diz Márcio para sua esposa .
– E o ckeck- in ? -Indaga Michele a esposa.
– Está comigo , fiz pela internet . – Revela Márcio e os dois pegam o caminho da fila do balcão de despacho das bagagens .
Meia hora depois , com o comprovante das bagagens se deslocam para a sala de embarque onde passam pelo detector de metais e conferem qual portão vão embarcar . Enquanto aguaram o chamado para o voo ficam de olho no painel eletrônico arrumando dois assentos por perto .


– Lembra do nosso plano né ? Diz Michele sentada ao lado do marido .
– Conversamos e você sabe minha opinião , considere as consequências se formos pegos nisso .
Disse Márcio com uma expressão séria no rosto passando a mão sobre o seu próprio queixo procurando o fundo dos olhos dela .
– É arriscado , mas pelo prazer vale a pena e além do mais você prometeu .
Falou Michele com um sorriso malicioso no rosto olhando os belos olhos dele .
– Sei o que prometi e não foi nada disso , é maluquice . Prometi uma viajem ao Rio de Janeiro o resto não .
Márcio passou a mão delicadamente nos cabelos de sua esposa como sempre fazia em momentos complicados . Michele reagiu balançando a cabeça negativamente em resposta claramente descontente .
– Vou trazer a mamãe para morar conosco mês que vem então .
Disse Michele ficando em pé e se afastando do marido com uma expressão brava no rosto de cruzando os braços . Márcio sabe que estava em apuros , morar com a sogra era um pesadelo que ele queria evitar repetir, a velha era desbocada , debochada e sofria de um problema crônico de fraudulência além de detestar o genro . Acaba levantando do banco e falando:
– Tá bom . Falou ele de má vontade fazendo Michele vibrar por um instante e abraçá-lo o beijando .
– Sempre consigo o que quero . Diz Michele feliz .
– Porque é que ainda estou casado com você ? Fala Márcio sorrindo de forma irônica .
– Porque sou bonita , sou inteligente e sou gostosa . Diz Michele baixinho para ele que ri e abraça ela .
– Muito bem , vamos pegar o avião . Fala Márcio dando um beijo nela percebendo o chamado para o embarque do voo deles .
De mãos dadas os dois seguem pela sala do aeroporto de São Paulo rumo ao embarque . Apressados eles embarcam no avião e se acomodam nos seus lugares na primeira classe . Sentados um do lado do outro na fileira perto do banheiro Michele dá uma espiada na direção do banheiro antes de falar ao pé do ouvido com Márcio .
– Espere o sinal , quando o avião estiver no ar vou primeiro e depois você .
Márcio aquiesceu resignado ante as palavras da esposas certo que não adiantava tentar convencê-la do contrário .
Logo a aeromoça começou dar as instruções rotineiras de pré decolagem e a seguir a aeronave iniciou os tramites para a decolagem , momentos depois o avião da gol alçou voo rumo ao céu fazendo uma rota para o Rio de Janeiro .
Não tardou para uma aeromoça passar entre as fileiras :
– Gostaria de alguma coisa senhor ? Disse a aeromoça uma jovem simpática cheia de sorrisos .
– Não obrigado . Diz Márcio seguido de Michele que balançou a cabeça indicando que também não queria nada .
Quando a aeromoça seguiu pelo corredor Márcio não resistiu e deu uma olhada na bunda avantajada da moça e de repente sentiu uma fisgada de dor vindo da barriga quando sentiu uma cotovelada de leve vindo da lateral onde Michele enciumada o encarava numa expressão que deixava claro que não gostou nada da espiada dele .
– Perdão . – Diz ele ao pé do ouvido de Michele que finge indiferença , mas ele a beija na boca e ela logo sorri .
– Sem vergonha . – Diz ela em voz baixa . Márcio não fala nada beija ela e corre dos lábios até o ouvido dela :
– Abre uma revista e disfarça . – Diz Márcio a ela tirando o paletó e colocando sobre o colo da esposa que segurava acima uma revista .
Na sequencia ele desliza disfarçadamente a mão por baixo do casaco indo até a saia dela levando a mão com suavidade até a buceta onde explorou tateando o clitóris e descendo um pouco mais para dedar de leve ela que teve de controlar a vontade de gemer . Michele as vezes cobria o rosto com a revista resistindo ao máximo .
Michele o afasta de leve , o alertando de que é o sinal para o plano ser posto em pratica . Ela levantou-se e foi direto ao banheiro, para não dar bandeira ela olhou a movimentação das aeromoças se certificando que elas não a veriam entrando no banheiro .
Sentado conforme o plano Márcio aguardou alguns instantes respirou fundo e levantou-se do acento indo ao mesmo banheiro , bateu uma vez na porta seguindo o plano e quando abriu ele entrou . Uma adrenalina tomou conta dos dois abraçados desencadeando uma fúria sexual , beijos molhados cheios de desejos , as mãos que percorrem o corpo um o outro . Ele ergue a saia dela acima da cintura e coloca ela sentada na apertada pia tateando a calcinha sem achar .
– Você tá sem calcinha ? . – Sussurra ele a ela tirando o pau duro para fora da calça . Ela solta uma risadinha em resposta .
– Safadinha . – Diz ele sussurrando ao ouvido dela enquanto posiciona a cabeça do pau na buceta depilada e lisinha para meter fundo , fazendo Michele gemer a cada estocada sabendo do perigo que estavam correndo ao transar dentro do avião em pleno voo . Cheios de tesão entre beijos e gemidos , as estocadas do pau na buceta ficavam mais rápidas .
– Vai amor goza rápido dentro da minha bucetinha . – Sussurrava Michele ao ouvido do marido .
Márcio sabia que tinha de ser rápido , mas precisou de um tempo bombando seu pau para gozar lançando sua porra dentro dela aos gemidos e beijos .
Inebriado pelo prazer , e na adrenalina de serem pegos ele tira o pau de dentro dela tratando de recolocá-lo dentro das calças e ajeitar as roupas . Diante dele Michele limpa sua buceta ainda úmida e com resquícios do momento de prazer com papel higiênico e desce a saia ajeitando a blusa . Prontos , ela dá um beijo nele feliz para sair primeiro , em seguida Márcio sai e respira fundo ao chegar no assento ao lado de sua esposa sentada no canto perto da janela .
– Obrigada ! – Diz ela beijando ele .
– Precisamos repetir isso algum dia . – Fala ele retribuindo com um carinho no rosto dela .

Capitulo 2 Um trem para Madri

Estação oriental em Lisboa , Portugal .

Parados na plataforma de embarque o casal de mãos dadas aguardava o trem para Madri na Espanha numa viagem que encerraria seu tur por aquele belo país . Desta vez Márcio e Michele tinham a companhia de uma jovem e bela mulher .
Mais feliz que pinto no lixo ! A frase era esdruxula , até mesmo antiquada para um casal que gozava de um certo status financeiro numa viagem pela Europa , mas adequada tamanha a felicidade que Michele deixava transparecer ao lado marido . Márcio já reagia com naturalidade , não que estivesse entediado em viajar por Portugal um pais maravilhoso cheio de lugares para ver , boa gastronomia , mas sempre ficava preocupado quando sua fogosa esposa resolvia ter ideias mirabolantes .
Tudo porque Michele conheceu uma jovem Portuguesa que iria viajar para Madri ao fazer um intervalo para comer um lanche no shopping bem na frente da estação e ao lado do parque das nações . Muito simpática Michele logo puxou conversa com a jovem Manuela uma Portuguesa da vila dos mouras , uma bela e antiga cidade Portuguesa que apesar do sotaque tipico dos portugueses falava bem o português brasileiro ,pois já tinha morado no Brasil . As duas ficaram muito amigas e como ela estava viajando sozinha rolou o convite para os três viajarem juntos , Manuela adorou a ideia e aceitei numa boa sem saber dos ainda dos planos de Michele .
Quando as duas disseram que iriam ao banheiro “retocar a maquiagem” um conhecido código feminino que Márcio aprendera com a esposa após anos de casamento, na verdade queria dizer : “vamos fofocar no banheiro e já voltamos” tudo bem para o marido que sabia das manias da esposa . Assim que elas voltaram muito sorridentes sentaram a mesa junto de Márcio , Michele deu aquele conhecido olhar cheia de sorrisos , logo ele sabia o que ela estava pensando .
– Ménage . – Sussurrou ela para Márcio que ergueu as sobrancelhas correndo os olhos de sua esposa para a jovem Manuela que sorria . Ménage , vinha da expressão francesa que era ménage a trois , traduzindo sexo a três . Márcio , Michele e Manuela .
– Direitos iguais ? – Diz Márcio a esposa , mais um código que eles usavam quando estavam em publico significando um antigo acordo deles quando transavam a três , tanto ele quanto ela poderiam ser ativos com neste caso Manuela .
– Michele já me explicou tudo e concordo . -Diz Manuela .
– Ótimo ! – Diz Márcio levantando da mesa para irem a estação .
Parados na plataforma os três logo veem o trem para Madri chegar a estação e logo pedem ajuda a um funcionário da plataforma para identificar o vagão da cabine deles .
Uma vez dentro do trem localizaram a cabine e acomodaram as malas , cada um recebeu uma toalha , sabonete e pastas de dente de um funcionário . A cabine era para duas pessoas , nada muito grande ,mas suficiente com um banheiro um pouco maior que de um avião e uma cama , além de dois assentos com uma janela panorâmica com cortinas . Os três se acomodaram nos assentos , Michele e Manuela sentadas juntas de frente para Márcio sentado sozinho olhando as duas conversando com se fossem amigas de longa data .
Era um cair de tarde quando o trem partiu para a viagem de lisboa a Madri de 11 horas de duração .
– Que tal bebermos alguma coisa antes ? – Indaga Márcio e as duas a sua frente concordam falando ao mesmo tempo :
– Sim .
Rindo as duas seguem Márcio até o vagão restaurante onde pedem uma boa garrafa de vinho . Tudo fica mais fácil depois uma dose de vinho pesava ele vendo sua esposa e a nova amiga rindo e falando bobagens a respeito uma da vida da outra .
– Lembra do avião amor ? – Diz Michele empolgada para Márcio que sorri e dá mais um gole na taça de vinho :
– Como esquecer , foi nossa primeira “travessura” que ocorreu ano passado .
– Nossa nunca fiz num avião . – Fala Manuela com a taça na mão .
Algumas taças depois , Márcio se levanta .
– Vou ao banheiro e espero vocês duas lá . – Diz ele deixando as duas no bar do restaurante . Na cabine ele vai direto ao banheiro mijar e quando sai Michele e Manuela já chegam entrando abraçadas , traçando beijos e caricias . Márcio se junta as duas e beija sua esposa na boca conduzindo elas para o assento onde ele fechou as cortinas . Michele já estava tirando os seios de Manuela do sutiã e chupando de forma voluptuosa . Sentado olhando elas de perto Márcio tirou o pau para fora e ficou se masturbando olhando as duas .
Manuela retribui desnudando os seios de Michele para chupá-los e ousadamente desce até a saia e calcinha dela a tirando e mergulhando de boca na buceta depilada e lisinha explorando o clitóris . Logo Michele esta deitada de barriga para cima no assento de dois lugares estofados e tem Manuela por cima fazendo um 69 com ela .
Tiro as calças e ofereço o pau duro para Manuela chupar bem gostoso um momento e deslizo as mãos pela bunda dela indo até o cuzinho para dedá-lo .
– Fode o meu cu ! – Diz ela abandonando o meu pau para chupar a buceta de Michele que continua a chupar a dela enquanto eu meto o pau no cu apertado da Manuela , após colocar uma camisinha . Com a língua da minha mulher na buceta e meu pau metendo fundo no cu , Manuela delirava gemendo e rebolando fodida de todos os jeitos .
Mudamos de posição deixando minha esposa ainda deitada de barriga para cima no pequeno assento de dois lugares e Manuela ficou de quatro acomodada de boca na buceta de minha esposa e eu me ajeitei atrás da bunda de Manuela ainda molhada pela saliva de Michele e meti o pau na buceta . Estocadas firmes profundas cheias de tesão enquanto Manuela era só gemidos sem parar de chupar minha esposa que delirava sobre o efeito da língua da jovem portuguesa . Logo comecei a bombar aquela buceta com força e gozei soltando um gemido alto , tirei o pau de dentro de Manuela para retirar a camisinha . Já estava para descartar a camisinha no lixo do banheiro quando :
– Espera ! Dá para mim o preservativo . Diz Manuela deixando a buceta de Michele de lado por um momento . Um tanto sem entender Márcio entrega a camisinha para ela que lambe os os lábios e derrama o conteúdo na buceta de sua esposa e a jovem portuguesa cai de boca lambendo toda a porra dele .
Boquiaberto Márcio olha para Michele igualmente surpresa , mas com uma expressão prazerosa curtindo as chupadas e lambidas de Manuela .
– Quero mais . – Pedia Manuela retomando a chupada na buceta de Michele . Márcio ficou observando por um momento até que sua esposa começou a contorcer gemendo e afastou Manuela dela para gozar fazendo sua buceta esguichar por um instante seu gozo .Manuela aproveitou para lamber a buceta toda molhada de Michele .
– Uau ! – Falou Michele levantando do assento para ir ao banheiro . Manuela foi com ela e juntou-se no banho . Márcio ficou na porta olhando as duas embaixo do chuveiro abraçadas deixando a água quente cair sobre elas.
Márcio se junta as duas abraçando sua esposa por trás , enquanto Michele a abraça pela frente . Dividimos o sabonete , ensaboando uns aos outros . Nos secamos em seguida .
Márcio senta junto de sua esposa nos assentos perto da janela que exibe um sorriso feliz , Manuela senta num assento separado ficando olhando os dois . Os três ficam em silencio por um momento satisfeitos . A noite já cairá lá fora e eles ficam conversando por um momento até que :
– Que tal um cochilo ?
Diz Márcio sentado junto de sua esposa fazendo um carinho no rosto dela .
– Eu topo .
Fala Michele já se levantando e puxando o marido para o quarto onde tinha um beliche com camas de solteiro e os dois ficam com as roupas intimas para deitar juntos na cama de baixo .
Manuela aparece em seguida , Enquanto ela fica a vontade para dormir , Michele cochicha algo no ouvido de Márcio .
– Junte-se a nós . – Disse Márcio a Manuela que sorriu e deitou-se com os três na cama do beliche .
– Isso é muito bom ! – Diz Márcio deitado de barriga para cima na cama estreita tendo a direita junto ao canto da parede aconchegada sua esposa, e do outro lado Manuela junto a borda da cama . O sono foi só uma questão de tempo .

– Ei ! Dorminhoco , acorde !
Falava Michele afagando os cabelos do marido .

– Humm ?
Diz ele espreguiçando olhando a esposa em pé com o corpo inclinado sobre ele.
– Já chegamos , temos de ir bela adormecida .
Disse Michele sorrindo correndo o dedo indicador nos lábios dele que sorri ainda sonolento afastando a mão com carinho antes de levantar para vestir-se . Alguns minutos depois com suas bagagens desembarcam na estação de Madri já na Espanha , onde se despedem de Manuela com um abraço forte , afetuoso .

Capitulo 3 Dois Espanhóis e um problema

Barcelona , Espanha ano 1996 .

Normalmente Michele como mulher casada não saia sozinha para se divertir sem que o marido soubesse , apesar da relação deles ser totalmente liberal eles tinham uma regra , transar fora do casamento só com o consentimento e na presença do outro . Mas, como toda regra tem um exceção e neste caso a exceção era dois loiros, alto com um metro e noventa e que estavam sentados a duas mesas na frente e não paravam de olhar para ela cheios de sorrisos e ela também olhava de volta para os dois gêmeos bonitões , um climinha se formou .
Sentada numa mesa sozinha no famoso Mutis Bar em Barcelona ,lugar para se aproveitar a noite em um ambiente bonito, tradicional e muito badalado. A decoração é o máximo, com paredes forradas de veludo vermelho, móveis escuros, luz à penumbra, garçons super simpáticos e um cardápio incrível de bebidas. Michele apreciava seu drinque com moderação, afinal estava sozinha e teria de voltar para o hotel já que seu marido havia voltado as pressas para o brasil após um telefonema, um problema na empresa surgiu e como ela insistiu para ficar por mais alguns dias e aproveitar o fim das férias , Márcio o marido não teve outra opção se não atender a mais aquele pedido .
Márcio viajou no fim daquela tarde e Michele foi acompanhá-lo no aeroporto e no caminho de volta para o hotel resolveu parar num dos bares mais famosos da Espanha . Um tanto chateada por ter ficado sozinha pediu um drinque . No inicio era apenas troca de olhares de um lado a outro e a primeira iniciativa foi dado pelos rapazes que chamaram o garçom e mandaram um recado . O garçom muito simpático veio falar que os rapazes da mesa haviam oferecido um drinque para ela , Michele sorriu e ergueu a taça na direção dos dois como forma de agradecimento . Os rapazes acenaram para ela que por sua vez levantou-se e foi sentar a mesa com eles .
– Hola gracias ! Soy Michele de Brasil . – Falou Michele aos rapazes .
– Brasileña ? -Indagou um dos rapazes sorrindo .
– Sim . – Diz ela depois de um gole no drinque .
– Adoramos o Brasil e principalmente las brasileiras , já namoramos uma brasileira . Aliás sou Hernán e ele Alonso de barcelona . – Disse um dos rapazes que riu comprimem tando Michele .
– Fala bem o português .
– Obrigado , aprendo rápido . – Diz Hernán o mais falante dos irmãos .
– Seu irmão fala pouco ? Mas é igualmente bonito . – Diz Michele sorrindo olhando para Alonso que exibe um sorriso meio tímido .
– Soy um pouco tímido só isso . – Fala Alonso o mais quieto deles .
– Adoro tímidos ! – Fala Michele sem rodeios .
– Que una mulher ermosa está fazendo sozinha bebendo em barcelona ? esperando alguém ? – Indaga Hernán sempre sorridente .
– Estou de férias e mais cedo conheci um rapaz simpático , marquei um encontro aqui , mas já estou a mais de uma hora aqui e acho que ele não vem mais . – Diz Michele sorrindo inventando para não parecer sozinha .
– Que pena ficou sozinha . – Diz Hernán olhando o irmão com um brilho no olhar de que teve uma ideia .
Michele achou os rapazes bonitos e simpáticos , imaginando se poderia se divertir com eles .
– Vocês moram aqui em barcelona ?
– Si , somos guias de turismo e dividimos um apartamento daqui perto . Queres conocer ? – Diz Hernán .
– Buena tentativa ! – Diz rindo Michele .
– No custa intentar . – Fala Hernán rindo também .
– E você Alonso oque faria para que eu fosse ao apartamento de vocês ?
Alonso mostrou-se surpreso com a pergunta e pensou antes de responder :
– Você ouviu falar das novas maravilhas do mundo? Não? São o seu olhar, seu sorriso, sua voz, sua pele, seu cheiro, seu rosto e seu corpo.
– Adorei , esta cantada ainda não tinha ouvido . – Diz Michele rindo e aplaudindo o rapaz entre um gole e outro do drinque.
– Garota, você não faz aniversário hoje, mas você está de parabéns. – Fala Hernán a Michele que ri e aplaude também já um tanto sobre o efeito da bebida .
– Rapazes a conversa esta mui buena , mas tenho de ir para casa . – Diz Michele percebendo que hora de ir embora .
– Para Brasil ? – Diz Hernán já rindo .
– Para o hotel rapazes já passei da conta com a bebida .
Michele se levantou da mesa , Alonso e Hernán a acompanharam pagando a conta e se dispondo a levá-la até o hotel já que ela estava um pouquinho tonta pela bebida . Os rapazes ofereceram carona para ela que estava hospedada no hotel Europark a uma quadra do bar .
Assim que o carro parou antes de descer Michele faz o convite :
– Os rapazes querem conhecer o meu quarto ?
Alonso e Hernán não pensaram muito e subiram com Michele para o quarto no hotel .
Assim que entraram Michele ofereceu mais bebida ao rapazes e também bebeu . O que aconteceu depois fugiu ao controle dela que acordou sozinha no quarto no dia seguinte deitada de bruços na cama sozinha e completamente nua .
Com uma baita ressaca Michele levantou da cama em meio a luz acessa e apalpou sua buceta sem a certeza que havia feito sexo ,apesar de estar com a bunda dolorida . Tentou lembrar do que tinha feito ,mas inicialmente havia um grande branco na mente dela . Foi ao banheiro tomar um banho , na saída secou-se e vestiu uma roupa , pediu ao serviço de quarto remédios para dor de cabeça e ficou sentada na poltrona . Quando o celular começou a tocar em algum lugar do quarto , iniciou uma busca para procurá-lo até encontrar dentro e uma gaveta no criado mudo ao lado da cama com um bilhete colado no visor :
– Veja el video .
Michele tirou o bilhete e atendeu o telefone vendo o numero do marido no celular .
– Alô amor ?
– Tá tudo bem Michele ? Liguei mais cedo e você não atendeu ? – Dizia a voz de Márcio o marido .
– Dormi de mais só isso .
Disse Michele com uma baita dor de cabeça .
– Consegui resolver todos os perrengues aqui , esta tudo bem mesmo ? Precisa de alguma coisa ?
Michele pensou em falar oque tinha acontecido , sobre a bebedeira os rapazes , mas achou melhor manter tudo em segredo .
– Volto para casa amanhã , esta tudo bem não se preocupe .
– Michele Dumas , você esta mentindo .
Ela sabia que quando seu marido falava o nome todo dela era porque estava encrencada .
– Seu silencio diz tudo , explique porque o hotel ligou falando sobre uma fatura alta de 10 mil a serem faturados de um cartão de credito ?
Michele sentiu um arrepio , lembrando da bebedeira de ontem .
– Querido posso explicar , mas preciso que me de uns minutos vou desligar .
Ela desliga a ligação e lembra do bilhete . Video ? Que video ? Pensava pesquisando as pastas do celular onde encontrou um video e deu play . A imagem na tela do celular ficou escura por um momento e depois surgiu ela ajoelhada no chão do quarto nua completamente bêbada e pagando um boquete para um os gêmeos em pé a sua frente enquanto o outro filmava e oferece o pau para ela chupar também . Agarrada aos dois paus ora ela chupava um ora o outro se deliciando por algum tempo . A cena evolui para um momento em que os rapazes a erguem do chão com brutalidade a levando para a cama onde a jogam deitada de barriga para cima e Hernán surge subindo na cama nu fodendo a buceta de Michele vigorosamente gemendo alto . Alonso deve ser o irmão gravando é difícil diferenciar um do outro . Mas ele tem a sua vez passando a câmera para o irmão que o grava comendo a buceta de Michele metendo o pau com carinho e beijando a boca dela .
A cena tem um corte e avança para outro momento em que um dos gêmeos provavelmente Alonso esta deitado de barriga para cima na cama e Michele monta sobre ele metendo o pau todo na sua buceta e com a câmera na mão Hernán se desloca até a bunda dela ficando de joelhos sobre a cama filmando tudo de cima e mete numa estocada firme e forte o pau no cu fazendo Michele gritar de dor fazendo dupla penetração sendo fodida com um pau no cu e na buceta a . Ela contorcia o corpo e gemia ante a foda até que o primeiro a gozar foi Hernán que tirou o pau de dentro do cu já gozando deixando um pouco lá dentro e ainda esfregando o pau na bunda dela deixando melada . Alonso continuou até gozar com o pau todo dentro da buceta de Michele . O video termina com os dois rapazes deixando ela sobre a cama parcialmente inconsciente .
Michele coloca as duas mãos na cabeça pensando no que tinha feito e como explicar tudo tudo para o marido com um gasto tão alto daqueles junto ao hotel . Chorou , sentindo-se um tanto violada . O telefone começa a tocar de novo alertando Michele que o marido queria uma explicação . Respirou fundo , limpando as lágrimas e atendeu :
– Alô querido .
– Fale Michele .
– Preciso que escute , fiz uma besteira ontem a noite …..
Com a voz embargada de emoção contou todo o acontecido e em nenhum momento Márcio , o marido falou nada apenas ouviu até a ultima palavra dela .
-Márcio ? Amor , por favor perdoe oque fiz … – Disse Michele e começou a chorar .
– Michele fique calma , não se desespere vou pagar a conta toda e você virá amanhã conforme o programado , conversaremos melhor quando você chegar .
A voz de Márcio soava estranhamente calma demais a Michele .
– Jura que tá tudo bem mesmo ? – Indagava Michele .
– Eu te amo , vai ficar tudo bem relaxe . Preciso desligar . -Diz Márcio e em seguida cai a ligação .
Michele ficou aliviada e deu graças a deus ter um marido compreensivo .

Longe da Espanha , em um motel no centro de São Paulo com o corpo mergulhado numa banheira de hidromassagem Márcio completamente nu deixava o celular de lado . Junto dele uma dama asiática o beija na boca antes de falar :
– Problemas ?
Márcio tranquilo balançou a cabeça negativamente antes de dizer:
– Minha esposa fez uma festinha na minha ausência coitada , bebeu um pouco de mais e gastou mais de 10 mil no hotel divertindo-se com dois caras que conheceu num bar .
A dama asiática apenas sorriu e nada falou . Márcio deu um beijo nela e seguiu relaxando na banheira .

Deixe um comentário

CAPTCHA