Enfim o meu primeiro amante

Olá tudo bem, meu nome é Ana, 1,66 de altura 68 kg, seios médios, bunda grande, atualmente com 35 anos. Já relatei aqui como eu e meu marido iniciamos no meio liberal, mas estou há um bom tempo sem contar nenhuma das nossas outras aventuras.
Nossa primeira experiência, relatada nos dois contos anteriores, deu uma sacudida positiva em nosso casamento e sempre nos dava muito tesão relembrá-la. Por isso, nós sentíamos muita vontade de repetir a dose, todavia tínhamos muito receio de nos expor demais. Eu passei a usar roupas que chamavam mais a atenção dos homens e as vezes fantasiávamos com algum conhecido mais não passávamos disso. Depois de mais ou menos 1 ano resolvemos procurar alguém através da internet: Conhecemos varias pessoas algumas bem legais, mas nenhuma nos passava segurança e não íamos a frente. Até que uma noite, em uma sala de bate-papo, meu marido conheceu João (nome fictício), meu marido me disse que era um cara super gente boa que não havia forçado a barra e tinha entendido

aquele nosso momento, e que além disso era casado, e que havia pego seu contato. No outro dia conversei com João por mensagem e achei um cara bem legal. As conversas foram evoluído ele mandou algumas fotos dele: Ele tinha, na época, 52 anos (eu tinha 28 para 29 anos), era um cara super em forma, grisalho e peludo. Resolvemos marcar um barzinho para conhece-lo. Ficamos super nervosos, pois seria a primeira vez que estaríamos os dois juntos conversando com outro cara que estaria lá com a intenção de me convencer a dar pra ele e convencer o meu marido a liberar (kkkkkkk isso era uma loucura na nossa cabeça). Me preparei toda: depiladinha, calcinha pequena preta, salto alto e um vestido preto bem justo. Ao chegarmos lá João já nos esperava em uma mesa. Nos apresentamos muito sem graça (meu marido então nem se fala). Pedimos uma bebida para relaxar um pouco, João era super falante e divertido (e atraente) fazia de tudo para quebrar o gelo, me fazia vários elogios, que eu era muito bonita e meu marido tinha muita sorte, conversamos sobre vários assuntos e fomos relaxando e ficando mais a vontade. Em

dado momento, meu marido foi até o banheiro, João se aproveitou para tentar me roubar um beijo, mas me afastei e ficou só um selinho, ele começou a alisar minha coxa e dizer que ficou encantado e queria que fossemos com ele para um lugar mais reservado, pois já estava cheio de tesão por mim, Confesso que estava me sentindo muito atraída por aquele homem, mas disse que iria pensar. Meu marido chegou e disse: “acho que vocês já estão se entendendo”, eu ri e disse que iria ao banheiro. Meu marido depois me disse que João falou pra ele que estava muito afim de mim. Quando voltei foi a vez de João ir ao banheiro, meu marido perguntou se eu queria ir pro motel com João, eu disse que sim, mas não sabia se queria que ele estivesse presente porque ficaria constrangida, ele combinou que eu iria e ele esperaria ali. Quando demos a notícia a João ele não conseguiu esconder a felicidade: abriu um sorriso enorme disse que cuidaria muito bem de mim. Ao sair do bar seguimos de mão dadas até o carro. Antes de ligar o carro ele me deu um beijo que desta vez correspondi, passou a mão nos meus peitos e disse que não via a hora de chegar no motel e me ver peladinha e me chupar toda. Estava um pouco nervosa ainda, mas fiquei com um tesão enorme só

com suas palavras. Ao chegar no motel, assim que descemos do carro, ele já foi me agarrando me beijando com vontade e passando a mão por todo meu corpo por baixo do vestido, começou pela minha bunda, depois minha buceta e meus peitos. Ainda nem havíamos chegado no quarto e ele arrancou meu vestido, disse que queria me ver subindo as escadas só de calcinha, soutien e salto alto. Minha calcinha já estava ensopada. Quando entramos, ele começou a me beijar de novo, tirou meu soutien e começou a chupar meus peitos e pediu para eu tirar a sua roupa: tirei a camisa e a sua calça, percebi então o seu pau duríssimo por baixo da cueca, era um pouco maior que o do meu marido, mas bem mais grosso, passei a mão por cima, coloquei pra fora e comecei punhetar, ele me beijava e acariciava a minha bucetinha. Ele foi me abaixando até colocar a boca em seu pau (confesso que apesar do tesão,

ainda estava meio travada), chupei por um tempo. Ele me deitou na cama, tirou minha calcinha e começou a chupar minha buceta, nessa hora fui a loucura, como ele chupava gostoso, “quero sentir seu pau dentro de mim”, pedi a ele. Ele colocou uma camisinha, veio por cima e enfiou aquele pau gostoso de uma vez, começou metendo bem devagar e beijando minha boca, NOSSA não sei o que me dava mais tesão, se era aquele beijo ou seu pau entrando e saindo da minha buceta, ele começou a aumentar o ritmo dos movimentos e falar besteiras no meu ouvido: “Tá gostando do meu pau?”; “Que bucetinha gostosa você tem”; “o corninho do seu marido te come gostoso assim?”, “pede pra eu te foder.”, Eu só gemia e pedia “me fode bem gostoso”.

Comecei a gozar gemendo como nunca antes, ele então acelerou o movimento e também gozou. Ficou um tempo em cima de mim me beijando e acariciando meu rosto enquanto seu pau amolecia dentro da minha buceta e eu, aos poucos ia recobrando minha consciência (kkkkkk). Ele levantou pegou uma bebida e conversamos um pouco. Fui tomar banho ele veio logo depois, lembrei que meu marido estava esperando, ele disse: “antes de sair seu marido fez eu prometer que te comeria pelo menos 2 vezes e contaria tudo pra ele depois”. Ouvir aquilo me deixou com tesão comecei a beijá-lo e depois chupei seu pau e suas bolas até ficar duro novamente, ele me virou, me apoiei na parede e ele começou a meter de novo. Depois nos secamos e voltamos para a cama. Ele se deitou e pediu para eu sentar no pau dele, sentei e cavalguei como uma louca naquele pau gostoso, ele apertava meus peitos e dava tapas na minha bunda: “vai, cavalga no pau do seu macho”; depois, me pôs de quatro e começou a socar na minha buceta, aquelas

estocadas e seu saco batendo minha buceta estavam uma delícia, ele dizia que eu era a sua garotinha e perguntava se eu estava gostando de levar pica do tiozinho. (Em uma de nossas conversas online, eu havia brincado sobre as nossas idades, dizendo que era um tiozinho querendo pegar a garotinha). As suas palavras me fizeram pensar naquela loucura, eu, casada, estava ali de quatro, gemendo de tesão, enquanto era fudida por um cara mais de 20 anos mais velho, enquanto meu marido esperava em um bar. Pensar nisso me deixou com mais tesão e me fez gozar novamente. Ele meteu mais um pouco e anunciou que ia gozar. Eu então disse: “VAI GOZA BEM GOSTOSO NA SUA GAROTINHA”; Ele tirou a camisinha e gozou em nas minhas costas e bunda. Ele disse que era para marcar

território, que agora eu seria a garotinha dele. Disse que ficaria com a minha calcinha como recordação da nossa primeira foda e queria que eu voltasse toda gozada (esse jeito mandão dele me deixa louca. Kkkk). Não aceitei voltar gozada e tomei um novo banho. Também pedi minha calcinha, mas ele não devolveu). Voltamos pro bar, encontramos meu marido no estacionamento. João disse: “Aqui está sua esposinha cuidei muito bem dela”. Meu marido só riu. João se despediu com um beijo, que me deixou sem graça por ser na frente de meu marido. Depois disso ainda me encontrei muitas vezes com João. Contarei alguma pra vocês depois.
Beijos.

3 comentários sobre “Enfim o meu primeiro amante

  1. Tenho vontade de tira uma virgindade. Estourar uma novinha de menor chama novinha, conhecer mae e filha ou ter uma casada na frente do marido ou ser amigo de uma familia safada rsrs
    Estou aqui pensando sera que ter mae que da para o filho mesmo?
    Me chama no zap vamos bater um papo meu zap e 11947841246 Amo loirinha branquinha deve ter a bucetinha rosinha

Deixe um comentário

CAPTCHA