Amante casada

Bom vamos lá, me chamo Luis moro na z/o de SP 32 anos, sempre fui louco por mulheres a cima do peso, em sites ou App’s de relacionamento sempre procurei este tipo de perfil.

Num determinado momento do ano passado a conheci seu seu nick e foto me chamaram a atenção era assim “casada carente” com a foto de uma gordinha de lingerie, começamos a conversar trocamos Skype mas acabou não indo para frente devido à distância que trabalhávamos.

Mas este ano tudo mudou comecei a trabalhar próximo à ela então a chamei novamente no Skype a oferecendo uma carona trocamos whats onde conversamos mais um pouco e ela acabou aceitando.

No local marcado a esperei fora do carro, após alguns minutos ela aparece, fiquei na hora deslumbrado com aquela mulher, loira mais ou menos 1,70 seios extremamente fartos com um bumbum lindo.

A cumprimentei entramos no carro e partimos, conversamossobre nossos casamentos (a sou casado também) fomos até um local próximo a casa dela e estacionamos ficamos conversando mais um pouco até que rolou o primeiro beijo, beijo este incrível, ardente cheio de vontade e desejo.

Ficamos nos beijando durante um bom tempo o tesão a mil, ela acariciando meu pau por sobre a calça pedi a ela que tirasse ele para fora pois estava machucando quando ela o tirou se assustou com o tamanho (fingiu que eu sei pois não é tão grande assim) e sem cerimônia começou um dos orais mais incríveis que já recebi na vida.

Pedia que falasse com ela enquanto mamava a chamava de tudo mas ficou louca quando a chamei de cadela no cio, ai que mamou com mais vontade, expôs teus seios para que o s chupasse gemia muito, nunca vi tanto tesão numa mulher voltou a me chupar com vontade me olhando no fundo dos olhos tentei masturba-lá também mas não deixou alegando estar menstruada.

O gozo era inevitável e se aproximava rápido como cavalheiro a avisei que estava para gozar ai que melhorou mais ainda aquele oral sua saliva escorria pelo meu saco e inevitável foi o orgasmo, farto e em excesso ela como uma verdadeira mulher engoliu tudo sem frescura, gozei como a muito tempo não gosava.

Ficamos ali mais um tempo combinando horários e como seria para nos vermos.

Hoje saímos ao menos uma vez por semana, onde rola no mínimo uma boa boquete no carro. No próximo conto irei relatar como foi nossa primeira transa num motel.

Bom é isso espero que tenham gostado este foi meu primeiro conto prometo melhorar. F gostou?

[email protected]

Deixe um comentário

CAPTCHA