Swing com os vizinhos

A pouco tempo comecei a conversar com minha esposa sobre entrar no mundo do swing, ela entrou no clima, parecia que tinha gostado da ideia, mas após um tempo, quando iniciava o assunto novamente ela logo mudava o rumo da conversa, parecia sentir medo, e eu morrendo de vontade de ter nossa primeira experiência com outro casal no mesmo ambiente.

Até que um dia mudou-se para o nosso prédio um casal jovem feito nós, cerca de 30 anos, bonitos, bom nível cultural e muito agradáveis. Logo imaginei que minha fantasia podia se realizar, ficamos amigos deles, sempre iamos no apartamento um do outro para beber e comer, mas não rolava nada além de boas conversas.


Fiquei pensando em como convencer minha esposa a aceitar realizar minha fantasia e bolar uma estratégia para falar isso para eles também, minha tarefa era muito difícil como vocês podem perceber. Minha esposa ficou bastante amiga da nossa vizinha e se dava muito bem com nosso vizinho, a mesma coisa acontecia comigo. Certo dia quando transava com minha esposa resolvi tocar no assunto e falei dos nossos vizinhos, ela ficou um pouco ressabiada no começo mas foi acostumando com a ideia e me deu carta branca pra tentarmos, mas disse que precisaria da ajuda dela, ela topou.

Chegou o fim de semana falei com minha esposa para combinar com nossos vizinhos de tomar umas cervejas em casa, mandei uma mensagem pros nossos vizinhos e eles logo aceitaram o convite. Falei com minha esposa para colocar uma roupa bem sensual e para comentar com a vizinha a roupa que ela iria usar, dando a entender que a noite ia ser quente.

No fim da tarde de sábado minha esposa começou a se arrumar, ela linda e loira, tem 1,60 de altura, 55 Kg bem distribuídos, seios medianos e firmes e uma bunda deliciosa. Ao sair do banho se perfumou toda, vestiu uma mini-saia colada e uma blusa transparente que mostrava seu sutiã por baixo e calçou uma sandália de salto alto preta, estava daquele jeito. Eu também tomei meu banho, passei meu perfume preferido, coloquei uma camisa polo e uma calça jeans que mostrava bem o volume do meu pau dentro dela, tenho 1,73 m de altura, 68 Kg, cabelos castanhos claros e a pela bem clara.

Ao cair a noite nossos vizinhos chegam em nosso apartamento, estavam muito bem vestidos e perfumados também, minha vizinha tem aproximadamente 1,65 m de altura, cabelos longos e castanhos claros, uns 60 kg, seios pequenos e uma bunda proporcional ao ter corpo, ela vestia um short branco curtinho, uma blusa de seda soltinha e decotada que mostrava seu sutiã qdo se abaixava e calçava um scarpim azul que a deixava com as pernas lindas. Meu vizinho se vestia como eu, ele tem 1,70 m de altura, cabelos curtos pretos, uns 70 kg, corpo normal.

Eu e meu vizinho começamos a beber cerveja, já as meninas preferiram tomar espumante, nós adoramos porque todas as vezes que bebem espumante elas ficam muito fogosas, depois de várias cervejas e duas garrafas de espumante o clima começou a esquentar, começamos a falar de sexo, eu olhava pra minha esposa e ela estava toda safada, me dava cada beijo na mesa que meu pau até latejava de tesão, para nossa surpresa, nossa vizinha começou a falar de sexo com outras pessoas, dizendo que já tinha ouvido falar mas que achava que não tinha coragem de fazer, foi a brecha que eu precisava! Falei que eu e minha esposa sempre fantasiamos outras pessoas quando estamos fazendo sexo e isso nos dava muito tesão. Meu vizinho então falou que apesar de não conversado isso com a esposa dele também tinha essa fantasia.

Agora só faltava acontecer, pois os quatro já tinham admitido suas vontades ocultas. Continuamos essa conversa ardente por um bom tempo quando dei a ideia de irmos eu e minha vizinha para um quarto e meu vizinho e minha esposa pro outro para ficar mais a vontade. Cheguei no quarto e fui logo dando um beijo na minha vizinha, que retribuiu prontamente, ficamos uns cinco minutos naquela pegação de adolescente. Enquanto no quarto ao lado meu vizinho chegou encostando ela na parede que não teve jeito de escapar, nos encontramos novamente na sala, aí tava armada a festa. Começamos a nos pegar ali mesmo no sofá, primeiro elas vieram e abaixaram nossas calças, minha esposa com meu vizinho e eu com a esposa dele, e começaram a chupar nossos paus olhando nossas caras de tesão. Depois meu vizinho foi buscar cerveja na cozinha e minha esposa veio logo ajudar a vizinha chupar meu pau, que coisa mais gostosa, meu vizinho voltou e foram as duas ao encontro do pau dele, estava muito bom tudo aquilo.

Meu vizinho me olhou e disse, agora é a nossa vez de chupar essas bucetinhas molhadas! Lá fomos nós, chupamos um a esposa do outro por um bom tempo até que elas pediram pra comê-las, como somos muito obedientes, prontamente obedecemos. Colocamos as duas de quatro e começamos a estoca-las naquelas bucetinhas, falei pro meu vizinho, pode bater na bunda dela que ela adora, ele começou a bater e ela me olhava com a cara mais safada que eu já vi ela fazer, e gemia alto e pedia pra meter mais rápido. Enquanto isso meu vizinho disse pra eu puxar o cabelo da esposa que ela ficava louca, não deu outra, a mulher tremia de tesão, falava pra eu colocar até as bolas e eu obedecia feito um criado aquelas ordens.

Depois de um tempo combinamos de parar e pedimos pra elas darem suas bocas pra gente gozar, gozamos juntos na boca e nos seios das duas safadas que adoraram aquilo. Nos limpamos e deitamos os quatro na cama, cada um com a seu parceiro, logo começamos a transar novamente, enqaunto um metia na buceta o outro era chupado pela minha esposa, depois pela minha vizinha.

Nessa altura do campeonato estavamos exaustos, mas o tesão delas era tanto que queríam mais, então eu e meu vizinho deitamos na cama e elas vieram cavalgar em cima de nós, sempre trocando de parceiro até que elas gozaram bem gostoso em nossas picas.

Essa foi uma experiência impar, em que os quatro esgotaram todas suas energias naquela noite, gostamos tanto que agora vamos querer fazer sempre.

3 comentários sobre “Swing com os vizinhos

Deixe um comentário

CAPTCHA