Tio me fodeu na cama de casal dele

Faz muito tempo que aconteceu o que vou relatar mas ainda hoje, quando lembro, bato umas punhetas gostosas. Eu tinha um tio (já falecido) que vou chamar de Sérgio para guardar a privacidade. Bom, tio sérgio era um sonho de consumo pra mim. Desde que eu era mais jovem e safadinho que adorava mamar os priminhos que eu tarava meu tio sérgio. Ele era casado com a irmã da minha mãe. O motivo da minha tara era principalmente porque ele nos reunia pra contar as histórias de traições dele. Não sei se eram todas histórias verdadeiras. De uma forma ou de outra davam muito tesão e rendiam muitas punhetas. Ele era muito safado mas nunca deu em cima de nenhum de nós. Só contava histórias de putaria. Essa distância dava ainda mais tesão, não sei se em todos, mas em mim, certamente.O tempo passou, fui morar com meus pais em outro Estado. Passei vários anos longe e nem lembrava da existência dele. Quando voltamos a residir na cidade, eu já estava com 25 anos. Confesso que já era

LibidGel

um expert em dar a bundinha e mamar um bela pica. Apesar de adorar um macho me dominando, sempre fiz o tipo macho, isto é, sempre fui másculo e sempre namorei mulheres. Inclusive estou no meu quinto casamento. Mas não adianta, passo meses sem foder um macho mas de repente vem a vontade de dar o cuzinho aí fico louco e o tesão fala muito mais alto do que a razão.Quando voltamos fomos visitar vários parentes, entre eles minha tia e meu tio Sérgio. Ele continuava safado e apesar de estar bem mais velho, continuava muito tesudo. Juro que quando o vi, meu cu ficou molhadinho. Senti que ele me olhou de um modo diferente, literalmente me comendo com os olhos. Num determinado momento ficamos a sós na cozinha, que era meio apertada. Quando fui até a geladeira, talvez querendo me testar, ele passou e encostou a rola na minha bunda. Se foi teste, deu certo, pois me empinei na hora e me esfreguei nele. Ele viu que eu estava me entregando e sem falar nada alisou minha bundinha. Encostou ainda mais em mim e senti seu pau endurecer. Eu tava louco de tesão. Passados alguns minutos naquele esfregadinho, ele disse que se eu quisesse aquela rola toda socada em mim que eu viesse no outro dia pois era domingo e minha tia ia pra casa da minha avó e passava o dia todo lá. Juro que só de sentir ele falando no meu ouvido eu gozei na cueca. Falei meio engrolado que voltaria no dia seguinte. E claro, fui ao banheiro limpar a gozada.Passei o resto do dia totalmente ansioso. Acho que bati umas 5 punhetas. Não aguentava de tanto tesão.No dia seguinte, acordei cedo e disse que ia na casa da minha tia pois tinha esquecido minha bolsa lá. Cheguei, meio nervoso. Meu tio abriu um sorriso e me mandou entrar. Minha tia ainda estava em casa. Conversamos um pouco e ela, inocentemente, ainda sugeriu que eu ficasse conversando com meu tio e disse que tinha umas cervejas na geladeira.Foi incrível pois quando minha tia saiu, mal ouvimos o portão de fora fechar, meu tio sérgio pulou pra cima de mim e me deu um beijo profundo de língua. Me senti dominado totalmente e aquilo me dava um tesão ainda maior. Principalmente pelo medo de minha tia voltar por algum motivo. Ainda assim me entreguei as chupadas dele. Beijava como ninguém. Beijava minha boca, beijava meu pescoço, me fazia elogios, dizia que sempre quisera me ter por completo, que eu sempre tinha sido o tesão da vida dele. eu nem podia acreditar que aquilo estava acontecendo.Como ele era bem forte, me ergueu do sofá e me levou para o quarto de casal. Fiquei meio aterrorizado com aquilo pois se minha tia voltasse e nos pegasse na cama deles seria o fim pra o casamento dele e a vergonha total pra mim. Mas o medo se tornou tesão e eu me deixei levar.Me colocou na cama e pediu pra eu ficar de quatro. Fiz o que ele disse sem pestanejar. Fiquei de quatro e arrebitei a bundinha já esperando a vara dele encostar e me penetrar.Para minha surpresa, ele veio de língua no meu rabo. Quando a língua dele tocou meu cuzinho dei um urro gostoso. Que língua quente e gostosa. Ele era mestre em chupar um cuzinho. Me chupava, enfiava a língua, e com uma das mão me masturbava. Eu gemia como uma cadela no cio. rebolava e empurrava minha bunda contra o rosto dele. Ele ficava quase socado em mim. Passamos muitos minutos naquela putaria.Ele então se levantou e achei que agora ia socar sua rola gostosa, que eu ainda nem tinha acariciado mas que vi que era grande, grossa e cabeçuda. Uma delícia.E por falar em delícia, para minha surpresa ele não socou em mim, veio para
perto da minha boca e disse: mama essa caceta minha puta.Chupei, suguei, lambi, mamei, engoli, fiz tudo que era possível com aquele caralho. Arranquei urros, gemidos e elogios pela chupada. Comecou então a enfiar a rola na minha boca. Dizia que parecia uma boceta apertada. Enfiava com gosto. Batia na minha garganta. Eu gemia muito. de repente, ele urrou alto e senti um jato quente invadir minha garganta. Engasguei mas ele segurou minha cabeça e disse: engole tudo pra não melecar o lençol filha da puta. Engoli o que tava na boca e todos os outros jatos. Ele derramava muita gala na minha boca. Que esperma quentinho e saboroso. Engoli tudo.Pensei que ia parar pois tinha gozado mas me enganei de novo. Disse: agora que tá melecadinha chegou a vez de foder teu cuzinho gostoso.passou pra trás de mim, encostou a rola no meu anelzinho e quase de uma só vez me penetrou. Senti minhas pregas se rasgarem e os pentelhos encostarem na minha bundinha. Dei um gritinho de dor e de tesão ao mesmo tempo. realmente doeu um pouco mas como enfiou rápido, logo se tornou prazer. Ficou socado em mim por um tempinho. Eu podia sentir o pulsar daquele falo enorme. Perguntou se eu tava gostando. Falei que estava adorando a pica dele. Foi tirando devagar até sair totalmente de mim. Em seguida enfiou de novo de uma só vez. Dessa segunda vez tive um pouco de dor mas muito mais prazer. na terceira mais prazer. Na quarta socada eu implorava pra ele me currar com força. E ele obedeceu. Iniciou socadas violentas. Eu tremia de tanto tesão. Meu pau tava duro como uma pedra. Depois cansou um pouco e ficou metendo mais pausadamente. Me virou na posição frango assado, voltou a enfiar e agora me fodia e me beijava a nuca, a boca, mamava meus peitinhos. Me chamava de putinha gostosa. estocava no meu cu e me chava de filha da puta. Eu gemia muito. Nem conseguia dizer nada, só gemer. Que rolada gostosa.Passados longos e gostosos minutos, ficou metendo no meu rabo e ficou numa posição de joelhos. Me olhava, me alisava a barriga e os peitinhos e me masturbava. Eu rebolava e me contorcia como uma cobra. Ficava repetindo apenas: me fode tio sérgio, me fode tio sérgio. Ele dizia que queria me ver gozar gostoso com a pica dele toda socada em mim. E continuava me masturbando e metendo.O tesão foi se avolumando. A cada estocada meu pau já cuspia um pouco de gala. Até que senti um grande formigamento na região pubiana e explodi numa gozada como nunca tinha experimentado. Meu pau parecia um vulcão expelindo gala. Quase no mesmo momento ele gozou abundantemente no meu rabo. Socou até o talo. Seu pau duplicou de volume. Logo puxou o pau pra fora e a gala escorreu quentinha pelo rego da minha bundinha. Voltou a socar e a cada saída do pau mais gala escorria no meu reguinho pulsante. Meu cu pedia mais e mais. O lençol ficou cheio de gala, tanto minha quanto dele. Ele riu e disse que não tinha problema.Tirou opau de dentro de mim, trouxe até minha boca e pediu pra eu limpar todinho. Chupei até ficar brilhando. Caiu por cima de mim e disse que tinha realizado o sonho erótico da vida dele. Ficou me elogiando. Dizendo que eu era a putinha mais gostosa que ele jpa tinha fodido.Sugeriu que fossemos tomar um banho. Perguntei se não era perigoso a tia voltar. Ele disse que eu ficasse tranquilo.No banho, o pau dele foi se animando e eu me abaixei para mais uma sessão de mamada. Sempre adorei maamr e engolir tudo. Sou um ordenhador nato.Naquele dia fodemos no quarto, no banheiro, na cozinha e, pasmem, no quintal da casa dele.Nunca pensei que meu tio sérgio fosse tão louco e nem que eu um dia faria tal loucura.Claro que voltei várias vezes na casa dele pois adorava ser a putinha do meu tio sérgio.Até hoje minha tia me adora pois pra ela eu sempre fui uma ótima companhia pra meu tio.Ela nem imagina o quanto a companhia dele me foi benéfica trambém.Que delícia

Deixe um comentário

CAPTCHA