Uma Dupla Penetração Deliciosa

Alguns contos atras contei sobre um amigo pauzudo que me comeu na miúda, ele tinha um irmão, que era até mais legal que ele. Algum tempo depois daquela foda gostosa, ele foi até minha casa pra trocarmos ideia e assistirmos tv, até aí tudo normal, pouco tempo depois dele ter chegado, seu irmão bateu na minha porta dizendo que queria conversar comigo, deixei ele entrar e ficamos na sala asistindo tv e conversando sobre a vida. Eu não estava no clima de sexo naquele momento, mas estava preparado caso alguma coisa acontecesse, e aconteceu. Não demorou muito e

eles ja foram dando o papo reto, não achei que fossem falar tão claramente do assunto, por isso me senti surpreso e receoso. Sem fazer piadinhas sobre meu corpo ou algo do tipo, eles foram dizendo que sempre repararam no tamanho da minha bunda, o que não me deixou surpreso, pois sempre diziam isso, sempre ouvi que minha bunda era grande e de fato era mesmo. Não me convidaram para fazer sexo com os dois, mas sabia que eu ia acabar dando para um dos dois pelo menos. Fui ficando excitado aos poucos, Yuri(que era o pauzudo que me comeu) disse que tinha esquecido algo em sua casa e saiu deixando apenas eu e seu irmão Vitor na minha sala de casa. Na hora pensei que ja tinham planejado tudo, imaginei que depois Yuri voltaria e quando chegasse seu irmão ja estaria me comendo, e eu ia acabar dando pros dois, não que eu não quisesse, até porque adoro ter a sensação de estar sendo rasgado por duas pirocas, mas aquela seria minha segunda DP na que na outra dei para meus primos e seus amigos.

Aconteceu exatamente o que eu imaginava, Vitor foi logo me enquadrando, sem gaguejar e sem enrolação perguntou se eu daria pra ele, um frio na barriga seguido de uma leve ereção tomou conta de mim que fiquei excitado e disse sim. De novo sem enrolação, ele abaixou a bermuda e a me pediu um boquete. Não consigo negar um boquete, principalmente quando a pessoa ja está de rola pra fora na minha frente. Minha resposta foi cair de boca naquela piroca, ao meu estilo, chupar sem parar e sem usar as mãos. Parei de chupar e perguntei o que ele queria que eu fizesse, pois gosto de me tornar totalmente uma puta quando o assunto for dar o meu cuzinho ,e ele me mandou, ficar de quatro, olhou e disse que minha bunda era grande e gostosa, fiquei mais safado e pedi pra ele meter bem gostoso,ele foi penetrando sem molhar, cuspir ou algo do tipo ele foi penetrando no meu cu, coloquei a mão forçando um pouco para tras para que eu pudesse passar saliva, porque a seco é difícil de entrar, mas foi entrando ele assim como seu irmão também ficou surpreso com a certa facilidade com que seu pau entrou em mim. Ficamos na sala um tempinho metendo e depois fomos para o quarto. Pedi pra sentar no pau dele, prontamente ele se deitou na cama e eu fui por cima de costas pra ele, sentei com muito tesão e vontade. Alguns minutos depois Yuri volta e se depara comigo sentando no seu irmão, foi perigoso deixar a porta aberta, mas deu certo. Ele logo foi entrando no clima, se é que ja não estava, tirou toda sua roupa e ficou de pé em cima da cama do meu lado para que eu o chupasse enquanto sentava no pau do Vitor, foi uma sensação indescritível, chupar um pinto equanto senta en outro, foi muito gostoso. Depois de um tempo Yuri disse para tentarmos uma dupla penetração, eu ja estava na posição era só ele enfiar encima do pau do seu irmão que na hora que ele disse aquilo, falou que talvez não fosse uma boa ideia, mas eu falei que sim, então Yuri foi colocando sua rola enorme em mim também, uma coisa de louco, duas pirocas de uma vez, adoro ter a sensação de que não vai entrar, mas quando entra solto um gemido que estava preso na garganta junto com uma respiração ofegante. Eles não foram se revezando, um metia de cada vez não muito pelo contrário, os dois metiam com força e ao mesmo tempo, não demorou muito, eu gozei com aquelas rolas gostosas me rasgando, eles viram e logo depois pararam, mas eu queria o leitinho, então perguntei se eles não fossem gozar também, disseram que só se eu topasse no cuzinho topei e de imediato fiquei de quatro, primeiro veio o Vitor foi metendo só a cabecinha e quando gozou colocou tudo pra dentro e depois tirou, eu continuei na mesma posição, Yuri veio com mais violência,meteu o pau todo dentro de mim e me comeu de novo até gozar igual um cavalo, uma delicia meu rabinho rasgadinho todo cheio de porra. Quando terminaram se vestiram e foram embora, sabia que podia confiar neles para manter sigilo.

Depois que foram embora me levantei da cama e senti algo escorrendo pela perna e senti tesão novamente, então me masturbei com o dedo nu cu resgatando um pouquinho de porra e pondo na boca.

Deixe um comentário

CAPTCHA