Noite quente no hotel

Olá.. Eu sou a Anna leticia muitos me chamam de Let venho contar sobre meu fim de semana muito quente, num hotel fazenda tão bonito que fica de frente a chácara do meu corninho , eu tinha acabado de chegar de viagem e queria muito ir lá pra chacara dele mais ele insistia para que não pois la era um local de encontros Amorosos entre mulheres e moradores da cidade vizinha bom eu como a fingida obdiente fui logo fazendo carinha de inocente pegando a chaves do quarto do hotel e indo pra lá descansar a caminho do meu quarto vi que chegava um hóspede era um belo dum moreno numa hillux prata não que o carro importe mas meu deus na hora que ele desceu enfiei dentro do quarto logo pensei hoje que transo com esse homen deixei as coisas e fui explorar o lugar.. e ele ia saindo da recepção quando me abordou e virando se a mim pronunciou
– Oi, Eu sou Diogo
– qual seu nome?
– mais que depressa , disse sou let.
Diogo perguntou logo se eu estava sozinha ja passando a mão no saco que eu obviamente percebi ,
– Sim estou e você ? indaguei ele
ele respondera que estava ali a trabalho e não achava vaga em hotéis para dormir e perguntou se eu gostaria de beber Algo.
– Eu não poderia demorar pois havia prometido ao meu corninho que iria vê-lo mais tarde um pouco .
– Aceito claro Respondi
sentamos numa mesa a beira da piscina onde me bateu um calor imenso e aquele homen me questionava sobre onde morava o que fazia o que gostava e eu me segurando para não tirar a roupa e cair na piscina convidando ele para me acompanhar.
quando Diogo se levantou pegou a cadeira e sntou do meu lado ,
Eu de calça jeans meia timida com uma blusinha curta com a barriguinha de fora
Ele perguntou nossa como sua pele é macia posso tocar em vocÊ ?

eu disse claro ele passou sua mão pela minha nuca alisando a uns 5 minutos
foi onde se Aproximou da minha boca e acabamos nos beijando ali
ele ja descia a outra mão na minha barriga e mais pra baixo na minha bucetinha que ja estava quente
eu aproveitei e abri o zíper da calça de diogo e tava aquele lindo volume uma rola tão grossa e cheia de veias nã resisti e acabei tirando a pra fora comecei a punheta -la e ele ja estava todo cheio de fluídos e eu como não sou muito dos pudores ajoelhei olhando nos olhos dele e comecei levemente a dar lambidinhas na cabeça daquela vara maravilhosa que estava na minha frente, ele arrepiava se todo e estava com um sapato preto no qual foi tirando enquanto eu o chupava eu lambi a cabeça da sua rola com outra mão tirei as bolas pra fora enquanto o punhetava eu engolia suas bolas
Diogo dizia vai sua putinha continua Let vou gozar tudo na sua boquinha
Eu engoli toda aquela rola que tinha uns 18 cm quando estava fazendo garganta profunda senti aquele leitinho quentinho na minha gargantinha acabou que eu Assustei e guspi tudo no chão ele me pediu desculpa e me levantou e me sentou no colo dele nos beijamos enquanto ele me perguntava se podia terminar
eu disse que sim mas só mais tarde pois ia ver o corno do meu sócio o qual eu tambem tinha um caso. No mais eu remarquei de fazer Amor com diogo um estranho mais cheiroso que ja encontrei

na próxima volto pra contar sobre ele ter me fito gozar 3 vezes seguidas.

Deixe um comentário

CAPTCHA