Minha sogra meu tesão

Como de costume vou mudar nomes por questões lógicas, sou Ricardo , minha esposa Letícia e minha sogra Maria,oque vou contar é real e aconteceu entre eu ,minha esposa e minha sogra.
Tudo começou ainda no namoro, minha sogra nova linda eu com 24 anos, minha namorada na época com 23 e minha sogra com 44 aninhos eu ficava doido com ela ,um belo dia fui dormir na casa dela no quarto com minha namorada ,ela entrou eu deitado na cama com os pés pra fora pois tenho 1,81 m ela encostou aquele bucetão no meu pé ,não sabia se era inocência ou maldade da parte dela só sei que eu fiquei maluco com aquela situação nem me mexia pra ela não sair dali ,naquele dia meu tesão dobrou fudi muito minha namoradinha e lembrando daquela buceta no meu pé, o tempo passou ,nos casamos e minha sogra foi morar com a gente pra dar uma força por conta do trabalho ,e todos os dias eu ia pra casa dormir a tarde ,dormia pelado na esperança de ela entrar no quarto .um dia fui dormir peguei no sono e quando acordei vi na sala uma bolsa dela que tinha ficado no meu quarto ,fiquei nervoso pois ela tinha entrado lá ,fiquei esperando ela puxar assunto e ela começou a conversar normalmente como se não tivesse visto nada,mesmo estando pelado fiquei na dúvida se tinha me visto pelado pela naturalidade dela e de repente ela começou a ajeitar os cabelos fez um rabo de cavalo e pediu pra eu segurar enquanto pegava a xuxinha na bolsa meu pau ficou duro na hora de frente pra ela fiquei muito nervoso de ela ver e ao mesmo tempo queria que

visse ,mas o medo era maior ,ela ligava pro meu trabalho perguntava se eu ia almoçar em casa e eu dizia :depende ,oque tem de gostoso pra eu comer? estou com muita fome ,e ela dizia :você quer comer oque? Aquilo me deixava doido mas ao mesmo tempo achava que era coisa da minha cabeça afinal ela nunca tinha me dado sinais reais de interesse e eu tinha medo de faltar com respeito e ser chamado a atenção ou até mesmo falar pra minha mulher.
Ela um dia no carro só eu e ela ,pegou uma bala na bolsa perguntou se eu queria e disse que só tinha uma que repartiria ,eu disse que não que poderia quebrar os dentes partindo a bala ,esperei ela colocar na boca e disse :chupa um pouco depois me dá ,ela me olhou sorriu e disse tá maluco ? fiquei trêmulo (será que abusei?)continuamos conversando até que eu perguntei, acabou a bala ?? Ela falou não , eu fiquei sem ação e ela também olhei pra ela ela

me olhou sorrimos e ela falou tu é maluco aí eu falei me dá a bala ela tirou da boca e veio dar na minha mão ,eu estiquei a boca e disse que minha mão estava suja ela colocou na minha boca e o pau latejando , ao chegar em casa fui tomar banho e não peguei a toalha de propósito ,acabei o banho abri a porta e chamei Maria pode pegar a toalha pra mim por favor que eu esqueci ? Deixei a porta encostada e voltei pro box pra ver o que ela ia fazer ela abriu a porta eu peladão ela olhando pra mim me deu a toalha o pau deu sinal na hora, com tudo isso eu ainda tinha dúvidas tinha medo de arriscar era muito sério aquela situação ,colocava short sem cueca e agitava pra fazer volume só pra ela ver ,e a noite fudia como um louco e fazia de tudo pra chamar a atenção dela mas sem minha esposa perceber,

pois ela estava no quarto ao lado,ela resolveu com um tempo se mudar ,um dia liguei pra ela chovia muito e perguntei se estava trabalhando ,ela disse que estava indo pra casa e eu falei: estou aqui perto posso passar aí ? Ela disse sim , quando cheguei ela estava tomando banho quando terminou pediu pra eu me virar que iria passar de toalha, falei pode passar já virei ,ela foi para o quarto colocou um vestido, nisso eu tinha colocado uma bala na boca e escondi o Drops ,quando ela sentiu o cheiro ela perguntou: tem bala ? Eu Disse que era a última ,e ela falou , que pena eu falei , toma essa ela me olhou disse que eu era maluco e sorriu fui me aproximando dela com medo da reação dela mas fui e falei toma essa , ela estendeu a mão sorrindo eu segurei na mão dela ela perguntou sorrindo oque vai fazer ? Falei só vou te dar a bala e coloquei presa entre os dentes me aproximei e dei a bala mas ela ou eu não sei não se afastou e começamos a nos beijar de uma maneira muito louca, muito tesão , desejo acumulado de todos esses anos fudemos gostoso e de uma maneira que poucas vezes aconteceram comigo com tanta imaginação na minha cabeça, tantas fantasias com ela ,pedi pra ela : Maria me fala quando estiver gozando sonhei com esse momento e eu

adoro ,ela falou varias vezes estou gozando Ricardo ,estou gozando (eu adorava perguntar ,está gostando sogrinha?ta gostando de fuder com seu genro ?ela não gostava que eu falasse assim acho que pesava ainda mais a consciência mas eu queria deixar registrado na minha mente que eu estava comendo minha sogra .começou aí um romance muito louco , começamos a nos entregar mais e mais , ela ia final de semana pra minha casa e quando estava muito calor ela dormia no nosso quarto pois só tinha ar no meu quarto pois morávamos só eu e minha esposa ,ela colocava o colchão no pé da nossa cama e dormia , como eu já sabia que ela iria lá pra casa já começava a falar com minha mulher que hoje eu queria come-la ela no início relutou por conta de a mãe dela estar no mesmo quarto mas a convenci, pois no quarto tinha blecaute fudia minha esposa com muito tesão mas não podia fazer barulho ,mas dava alguns sinais, quando acabava minha esposa pegava no sono já tinha gozado gostoso varias vezes e eu sabia que ela estava ali no chão cheia de tesão , joguei metade do corpo pra fora da cama e comecei a acariciar a buceta dela com o pé tentou me empurrar com medo mas não resistiu,segurou meu pé e começou a esfregar na boceta chegou o short

pro lado e eu coloquei meu dedão tava toda melada , não resisti sentei na beirada da cama e dei meu pau pra chupar, quando ela sentiu o gosto de gozo e buceta no meu pau deu um tapa na minha perna pois tinha acabado de fuder minha esposa bem ali , parece que deu mais tesão nela chupou com muita vontade parecia que eu nem tinha acabado de fuder meu pau tava muito duro de tanto tesão, no dia seguinte falei com minha mulher que a mãe dela tinha o sono pesado e o perigo me dava tesão, e eu queria chupar ela ajoelhado no chão perto da mãe dela , disse que eu estava maluco mas na hora do tesão puxei ela para o meio da cama ajoelhei no chão e comecei a chupar sua buceta , puxei a sogrinha e ela caiu de boca na minha pica com gosto de buceta aquela sensação nos enchia de tesão, eu chupando a buceta da minha mulher e sendo chupado pela sogrinha, a sogrinha me chupando e sabendo que eu

estava chupando minha mulher e minha mulher sendo chupada com dúvida do que poderia está acontecendo ali embaixo que loucura que tesão , literalmente eu me sentia o cara , toda noite eu queria fuder com essa situação ,quando minha mulher estava cansada não me preocupava só bastava esperar ela dormir pra fuder a sogrinha as vezes só sentava na beirada da cama e só ganhava uma mamada gozava naquela boquinha gostosa não pingava nada engolia tudinho, mas posso falar uma coisa era mais gostoso quando fudia minha mulher porque aí fazíamos sexo a três mas com apenas dois sabendo que loucura isso , quando não estava tão quente ela dormia no quarto ao lado esperava minha mulher dormir depois de uma foda gostosa e ia pro outro quarto fuder minha sogrinha gostosa me esperava de baby-dolls puxava pro lado e metia a rola coloquei ela de quatro cabelinho cortado escovado segurei no cabelo dela puxei pra trás quando ela falou não para Ricardo vou gozar que delicia gozamos juntinho delicia de sogra .

Deixe um comentário

CAPTCHA